14/02/2017 às 17h20min - Atualizada em 14/02/2017 às 17h20min

Tributo à interprete de nossas belas canções: Nora Ney

O   CANTINHO   GRAMATICAL  homenageará  uma  cantora  que  dispensa  comentários , porque  deu  vida  e  amor  às  canções  que  interpretava ,  fazendo-as  grandes  sucessos  na  época  em  que  se  ouviam  programas  de rádio  :  “  NORA  NEY  “ .  Os  que  viveram  aquele  momento  divino curtiram  com  muita  certeza  os  cantos  maravilhosos  entoados  por  uma  voz  inconfundível , logo , com  permissão  dos  mais  jovens ,  dedico  este  artigo  aos  que  junto  a mim  desfrutaram  dessa maravilhosa  voz .

    Nora Ney, nome artístico de Iracema de Sousa Ferreira,  nasceu  no Rio de Janeiro,em  20 de março de 1922 e faleceu  28 de outubro de 2003 .  Dona de uma voz grave  , começou a carreira em 1950 e em 1953  já era uma das grandes divas do rádio, interpretando Dorival Caymmi, Noel Rosa, Ary Barroso, entre outros.  Ao lado de  Maysa Matarazzo, Ângela Maria e Dolores Duran, consagrou-se como uma das maiores intérpretes do samba-canção (gênero surgido na década de 1930). O samba-canção é comparado ao bolero,  pela exaltação do amor romântico ou pelo sofrimento de um amor não realizado.  Frequentava, então, o Sinatra-Farney Fan Club onde conheceu Johnny Alf, João Gilberto, Baden Powell, Lúcio Alves e Carlos Manga. Foi lá que esta jovem  conheceu também Osvaldo Elias, que a apresentou a Sérgio Vasconcelos, homem forte da Rádio Tupy-Tamoio. "Assim que cantei no rádio", disse Nora, "fui logo ouvida por Haroldo Barbosa, que falou maravilhas a meu respeito a seu amigo Almirante . Entendi que minha vida iria mudar".  A  partir  daí  , foi  só  sucesso .  O  acervo  musical  de  Nora  Ney  é  bem  vasto , e  desfilaremos , neste espaço ,   algumas  canções  que  se  eternizaram na  memória  de  seus  fãs .

   
Iniciaremos esta  triagem de  suas  belas  canções  com  uma  composição  de  Antonio  Maria  e  Fernando  Lobo  cujo  tema  versa  sobre  uma  enorme  solidão , motivada  pela  ausência  de  uma  paixão :   “   NINGUÉM  ME  AMA  “  .                          [ “  /Ninguém  me ama / Ninguém  me quer / Ninguém  me chama / De "meu amor" / A vida passa / E eu sem ninguém / E quem  me abraça / Não me quer bem. / Vim pela noite tão longa, / De fracasso em fracasso / E, hoje, descrente de tudo / Só  me  resta o cansaço, / Cansaço da vida, / Cansaço  mim, / Velhice chegando / E eu chegando ao fim / . “  ]  .  





Ataulfo  Alves  e  Jorge  de  Castro compuseram   um  samba , interpretado  divinamente  pala  suave  voz  de  Nora  Ney  , abordando  um  tema  sobre  a  separação  pela  perda  do  sentimento  amoroso : “  SE  A  SAUDADE  ME  APERTAR  “  .  [ “ /  Vai, segue o teu caminho / Eu seguirei o meu / Se a saudade me apertar / Morro de dor, mas não vou te procurar / Vai, segue o teu caminho / Eu seguirei o meu / Se a saudade me apertar / Morro de dor, mas não vou te procurar / Teu coração já não me quer / Eu não devo insistir / Vai te embora se quiser / O amor é muito bom / Quando é dado sem pedir / . “  ]  . 




Luiz  Bonfá  descreve  nesta  canção  a  angústia  de  quem  espera  pela  pessoa  amada , sem  perspectiva   de  retorno ,  motivando  uma  imensa  solidão  e  um  sentimento  de  abandono ,  consolando-se  com  o  uso  “  DE  CIGARRO  EM  CIGARRO  “ .         [ “ / Vivo só sem você / Que não posso esquecer / Um momento sequer / Vivo pobre de amor / À espera de alguém / E esse alguém não me quer / Vejo o tempo passar / O inverno chegar / Só não vejo você / Se outro amor em meu quarto bater / Eu não vou atender / Outra noite esperei / Outra  noite  sem  fim /  Aumentou meu sofrer / De cigarro em cigarro / Olhando a fumaça no ar se perder / Vivo só sem você /      (BIS) / . “  ]  .   



Neste  samba  cadenciado ,  Mário  Lago  e  Chocolate  expressam  um  tema  em  que  aborda  uma  satisfação  pelo  sofrimento  da  procura  de  uma  pessoa  amada , mesmo sabendo  a  dificuldade  de  encontrá-la ,  consolando-se  com o sentimento  de  que    “   É   TÃO  GOSTOSO ,  SEU  MOÇO   “ .  [ “ /  É tão gostoso, seu moço / A gente ter um querer / Que entenda a gente de longe / Sem nada a gente dizer / A gente mexe com os olhos / Faz com os olhos que está bem / É tão gostoso, seu moço / Mas pra mim cadê que tem? / De noite não vi na rua / De dia também não vi / Perguntei ao sol e à lua / Disseram estar por aí / Perguntei de porta em porta / Ninguém me disse, ninguém / É tão gostoso, seu moço / Mas pra mim, cadê que tem? / . “  ]  .  


Nesta  bela  canção    Ary  Barroso  demonstra  um  sentimento   de  perda  da  pessoa  amada  e    uma  grande  certeza  de  que  superou  o  problema   do  desenlace  amoroso , caracterizado  pela  tranquilidade  e  a  coragem  de  determinar  o  fim  de  um  relacionamento    “  RISQUE  “ .  [ “ /   Risque meu nome do seu caderno / Pois não suporto o inferno / Do nosso amor fracassado / Deixe que eu siga novos caminhos / Em busca de outros carinhos / Matemos o nosso passado / Mas se algum dia, talvez, a saudade apertar / Não se perturbe, afogue a saudade / Nos copos de um bar / Creia: toda quimera se esfuma / Como a brancura da espuma / Que se desmancha na areia / (BIS)  /  “  .  ]  . 




Ataulfo  Alves  compôs  esta  canção  que  expressa  um  momento  de  desenlace  entre  um  casal ,  motivado  por  um  deslize  amoroso  de  uma  das  partes , determinando   que  procure  outro  amor .  “   VAI,  VAI   MESMO   “ .   [ “ / Vai, vai mesmo / Eu não quero você mais / Nunca mais / Tenha santa paciência / Põe a mão na consciência / Deixe-me viver em paz / Vai ou não vai / (BIS)  / Sai de vez do meu caminho / Dê a outro o seu carinho / Me abandone, por favor / Ai, que dor / Você  machucou meu peito / Não tem mais o direito / De mandar no meu amor / . “   ]   .  




Bidu  Reis  e  Haroldo  Barbosa  compuseram  esta  bela  canção  que  caracteriza  um  momento  de  solidão  , buscando  na  bebida  na  mesa  de  um  bar  uma  solução  pelo  abandono  da  pessoa  amada    “   BAR   DA   NOITE  “  . [ “ / Garçom,  apague esta luz / Que eu quero ficar sozinha / Garçom, me deixe comigo / Que a mágoa que eu tenho é minha / Quantos estão pelas mesas / Bebendo tristezas / Querendo ocultar / O que se afoga no copo / Renasce na alma / Desponta no olhar / Garçom, se o telefone bater / E se for pra mim / Garçom, repita pra ele / Que eu sou mais feliz assim / Você sabe bem que é mentira / Mentira noturna de bar / Bar, tristonho sindicato / De sócios da mesma dor / Bar que é o refúgio barato / Dos fracassados do amor / .  “   ]   .  



Tito  Madi   manifesta  nesta  canção  um  sentimento  de  saudade ,  curtindo  uma  tristeza   dolorosa   de  não  saber  o  paradeiro  da  pessoa  amada  “   CHOVE   LÁ   FORA   “  .  [ “ /  A noite está tão fria, chove lá fora / E essa saudade enjoada não vai embora / Quisera compreender porque partiste / Quisera que soubesses como estou triste / E a chuva continua mais forte ainda / Só Deus pode entender como é infinda / A dor de não saber, saber lá fora / Onde estás, onde estás / Com quem estás agora / . “  ]  . 





Cícero  Nunes   e  Aldo  Cabral  construíram  um enigma  sobre  o  conteúdo  de  uma  carta  recebida  por  alguém  que  fora  abandonada , deixando-a  na  expectativa  de  notícias  tristes  ou  alegres,  contidas na    “   MENSAGEM  “  .  [ “ /  Quando o carteiro chegou / E o meu nome gritou / Com um carta na mão / Ante surpresa tão rude / Nem sei como pude chegar ao portão / Lendo o envelope bonito / No seu sobrescrito eu reconheci / A mesma caligrafia / Que me disse um dia / Estou farto de ti / Porém não tive a coragem / De abrir a mensagem / Porque na incerteza / Eu meditava e dizia / Será de alegria / Ou será de tristeza / Quanta verdade tristonha / A mentira risonha / Que uma carta nos traz / E assim pensando rasguei / Tua carta e queimei / Para não sofrer mais / .  “   ]   . 


Esta  bela  canção , interpretada  por  Nora  Ney , composta  por  Denis  Brean   tem  como   eixo  significativo  o  desdém  da  pessoa  que  fora  abandonada   em  relação  à  presunção  de  alguém  que  se  julga  superior , esquecendo-se  dos  momentos  de  felicidade  passados  com  a  amada .  A  linha  melódica  e  sua  bela  poesia  centraliza  no  conteúdo  da    “  FRANQUEZA  “  .  [ “ /  Você passa por mim e não olha / Como coisa que fosse ninguém / Com certeza você já esqueceu / Que em meus braços já chorou também / Eu não ligo, porém, ao seu modo / Isso é próprio de quem é infeliz / Quer  mostrar que não sente saudade / De um passado que foi tão feliz / Se eu quisesse eu podia dizer / Tudo, tudo que houve entre nós / Mas pra que destruir seu orgulho / Se eu até já esqueci sua voz / De uma coisa hoje eu tenho certeza / Foi o tempo que me confirmou / Seus melhores momentos na vida / Em meus braços você desfrutou / Você passa por mim e não olha... / .  “  ]  . 

Esta  linda  canção  eternizada  por  Charles   Chaplin     , com versão de   Antônio  Almeida  e  João  de  Barro  e  divinamente  interpretada  por  Nora  Ney ,  é  uma  mensagem  positiva  para  que  toda  ilusão  diante  da  vida  deva  ser  esquecida , porque  o  ideal  renascerá  no  coração  .   “   LUZES  DA  RIBALTA  “   [ “  /  Vidas que se acabam a sorrir / Luzes que se apagam, nada mais / É sonhar em vão, tentar aos outros, iludir / Se o que se foi, pra nós não voltará, jamais / Para que chorar, o que passou / Lamentar perdidas ilusões / Se o ideal que sempre nos acalentou / Renascerá em outros corações / (BIS) / .  “   ]   .    Fechando   esta  seleção  do  repertório  de  NORA  NEY  ,   escolhemos  de  Dorival  Caymmi  uma  bela  canção  que  simplifica ,  em  apenas  uma  estrofe ,  a  loucura   do  sofrimento  amoroso  :   “    SÓ   LOUCO   “  .   [ “ /  Só louco amou como eu amei / Só louco quis o bem que eu quis / Ah ,  insensato coração / Por que me fizeste sofrer / Porque de amor para entender / É preciso amar, porque só louco... /  (BIS) / .  “   ]   .
 
         AS   BELAS  CANÇÕES  TÊM  PASSE  LIVRE  PARA  OUVIDOS  DE  QUEM  AS  APRECIA , E  ELAS TRAÇAM  SUAS  TRAJETÓRIAS   PARA  FAZER  MORADA  NA  ALMA  DOS  AMANTES  DA  BOA  MÚSICA  .  PARA APERFEIÇOAR ESSE  FENÔMENO , É  NECESSÁRIO  O  BOM  DESEMPENHO  DO  INTÉRPRETE , DOANDO , COM  SUA  MARAVILHOSA VOZ ,  AMOR  PELA  CANÇÃO  .  NORA  NEY  DESEMPENHA  ESSES  ATRIBUTOS   COM   SUAS  BRILANTES  INTERPRETAÇÕES  !  “
 
Waldemar   Pedro  Antonio                    e-mail:  [email protected]

Link
Tags »
Tributo à interprete de nossas belas canções: Nora Ney
Relacionadas »
Comentários »