24/02/2017 às 06h58min - Atualizada em 24/02/2017 às 06h58min

Requião: “Serraglio é a chegada de Cunha ao Ministério da Justiça”

Blog do Esmael

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) afirmou nesta quinta (23) que Osmar Serraglio (PMDB-PR), nomeado para o Ministério da Justiça, é do grupo político do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) — preso em Curitiba pela Operação Lava Jato.

O senador postou um vídeo nas redes sociais afirmando que Serraglio é do grupo de Eduardo Cunha. “Ele não é do meu time”, fez questão de repetir várias vezes. “Ele traiu o PMDB para apoiar Beto Richa, do PSDB”, complementou.

“É amigo do Cunha. Não dá para nomear Cunhar, então nomeia-se o Serraglio”, exemplificou Requião.


Osmar Serraglio, que presidia a CCJ da Câmara, foi escolhido nesta tarde pelo ilegítimo Michel Temer para o cargo que era ocupado por Alexandre Moraes – alçado ontem (22) para o Supremo.

Após o golpe que derrubou Dilma Rousseff, em 31 de agosto de 2016, Serraglio defendeu uma anistia ao então presidente da Câmara Eduardo Cunha investigado pela Lava Jato por ter recebido R$ 5 milhões em propina da Petrobras.

“Eduardo Cunha exerceu um papel fundamental para aprovarmos o impeachment da presidente. Merece ser anistiado”, disse o parlamentar paranaense na época.
Não teve jeito. Cunha foi cassado e está preso em Curitiba desde outubro do ano passado.

A vaga de Serraglio na Câmara será ocupada pelo 1º suplente Rodrigo Rocha Loures (PMDB), que foi aprovado “com ressalva” pelo senador Requião:

“É um rapaz correto, foi meu chefe de gabinete no governo do Paraná”, testemunhou Requião, que fez uma ressalva: “pena que embarcou nessa de privatização e ‘Ponte para o Futuro'”.

Link
Tags »
Requião: “Serraglio é a chegada de Cunha ao Ministério da Justiça”
Notícias Relacionadas »
Comentários »