25/02/2017 às 20h34min - Atualizada em 25/02/2017 às 20h34min

Nos blocos e trios elétricos, 'Fora, Temer!' cai na boca dos foliões

Puxados pelos cantores, multidão que lota as ruas manifesta, em alto e bom som, o desejo de que o presidente Michel Temer saia do governo

Rede Brasil Atual

Trio elétrico da banda System, em Salvador, arrancou "Fora Temer" da multidão em frente às redes de rádio e TV que cobrem o carnaval baiano

São Paulo – Não foi só Caetano Veloso que puxou um sonoro "Fora Temer" dos foliões em show no carnaval de Salvador, na noite de ontem (24). O cantor Russo Passapusso, da banda System, não deixou por menos. Ao passar pelo circuito Barra-Ondina, onde ficam as equipes de rádio e TV que cobrem o carnaval baiano, ele a multidão provocou: “Golpistas, machistas", que logo respondeu: "Não passarão". Russo, novamente: "Fascistas, machistas", para os foliões emendarem: "Não passarão”. Em seguida, surgiu o sonoro "Fora, Temer!".

Alvo das manifestações carnavalescas, o presidente Michel Temer (PSDB) escolheu justamente a cidade de Salvador para passar o feriado. Está descansando com a família na Base Naval de Aratu.

No Rio de Janeiro, o bloco mais esperado pelos foliões ontem foi justamente o Bloco Fora Temer!. O evento, chamado por rede social, atraiu a atenção de mais de 20 mil pessoas, que confirmaram presença na atividade realizada na Cinelândia. O samba animou a todos até altas horas, segundo o site Correio do Brasil.

O Bloco Fora Temer marcou a abertura do carnaval carioca. A iniciativa resultou da união de vários blocos já consagrados, entre eles os Boêmios da Lapa, Bloco dos Bancários e Meu Bem, Volto Já, entre outros.

Nas redes sociais, os organizadores assim definem o perfil desse bloco dos blocos. “Somos bem alegres e irreverentes, contra o golpe de 2016 e o atual governo entreguista que quer retirar direitos do povo brasileiro com retrocessos trabalhistas e previdenciários: esse é o Bloco Popular Fora Temer!”.

O "Fora, Temer!" também foi tema de debates nas redes sociais.

 Assista:

Com informações do Correio do Brasil

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »