17/03/2017 às 16h11min - Atualizada em 17/03/2017 às 16h11min

Servidores municipais se reúnem segunda-feira (20) para discutir proposta da Prefeitura

Sindicato da categoria pediu 18% de reajuste no salário e aumento do Auxílio Alimentação para R$500,00

Luiz Otávio Meneghite

Rosalvo Domiciano Flauzino, presidente do SINSERPU

O presidente do SINSERPU-Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Leopoldina Rosalvo Domiciano Flauzino divulgou  Edital de Convocação, direcionado a todos os trabalhadores da Prefeitura de Leopoldina,  associados ou não  ao Sindicato, para uma Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada na segunda-feira, 20 de março, a partir das 18:00 horas, no Salão Social do Clube dos Cutubas, localizado à Rua Sete de Setembro, 50, Centro.

Na ordem do dia, a aprovação ou não da proposta de reajuste enviada pela Administração Municipal aos Servidores. O jornal Leopoldinense apurou que o Sindicato apresentou uma proposta de 18% de reajuste salarial e elevação do valor do Auxílio Alimentação dos atuais R$320,00 para R$500,00 por mês.

O jornal fez contato com uma fonte oficial da Prefeitura e apurou que foi constituída uma comissão para negociar com a categoria o reajuste que o Município pode conceder ao funcionalismo, tendo em vista a crise porque atravessa o país. De acordo com essa mesma fonte, tem sido muito grande a queda de arrecadação de recursos para os cofres municipais, sejam elas próprias ou resultado de transferências constitucionais, e que por isso, o Município não teria condições de atender o pleito da categoria.

O jornal Leopoldinense apurou que, tradicionalmente, a Prefeitura de Leopoldina tem concedido reajuste aos seus servidores em torno do percentual concedido ao salário mínimo, sendo que o último em vigor desde 1º de janeiro de 2017, foi reajustado em 6,47%.
Uma fonte do SINSERPU esclareceu que está previsto o recebimento da proposta da Prefeitura por volta das 15:00 horas, de segunda-feira, 20 de março, na sede do Sindicato e que a partir das 18:00 horas começa a sua discussão em Assembléia.

Independente do resultado da Assembléia, o prazo que o Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura dispõe para elaborar a folha de pagamento é pequeno, uma vez que o reajuste, qualquer que seja, é retroativo a 1º de março e ainda terá que ser aprovado pela Câmara de Vereadores.


Clique aqui para ver o edital de convocação do SINSERPU

 

Link
Tags »
Servidores municipais se reúnem segunda-feira (20) para discutir proposta da Prefeitura
Notícias Relacionadas »
Comentários »