31/03/2017 às 11h55min - Atualizada em 31/03/2017 às 11h55min

Manifestantes ocupam a sede da Globo no RJ

Ação faz parte das mobilizações previstas para esta sexta-feira (31) contra as reformas do governo Temer, e também lembra passado de apoio da emissora à ditadura

Rede Brasil Atual

"O Temer é da Globo", entoam manifestantes do Levante Popular em frente à sede da emissora (Reprodução/Mídia Ninja)

Integrantes do Levante Popular da Juventude ocupam a sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira (31). A ação faz parte das mobilizações desencadeadas por movimentos sociais, populares e centrais sindicais contra as reformas do governo Michel Temer, que retiram direitos dos trabalhadores. 

Segundo o movimento, a ação serve para denunciar a participação da Globo no golpe do impeachment contra a ex-presidenta Dilma Rousseff, e também para lembrar da atuação conivente da emissora com a ditadura inaugurada com o golpe militar de 1964, que completa amanhã (1º) 53 anos. 

"Junto ao Judiciário, a Rede Globo é uma das forças que até ao momento tem conseguido sair ilesa. Com o aprofundamento da crise, a Globo cobra de Michel Temer a reforma trabalhista, a reforma da Previdência, a reforma tributária, entre outras, e tenta desvincular-se de Temer, fazendo críticas ao sucessor ilegítimo de Dilma", diz o Levante Popular, em nota. 

"O povo não é bobo, o Temer é da Globo", entoam os manifestantes, que também destacam o caso de sonegação de impostos durante transação pelos direitos da Copa do Mundo de 2002. "O DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais", a ser recolhido pela emissora, era de R$ 358 milhões. Em 2013, base de cálculo junto aos juros era de R$ 732,5 milhões. Até hoje não há notícias sobre o pagamento e os novos valores desta dívida", afirma outro trecho da nota.

Link
Tags »
Manifestantes ocupam a sede da Globo no RJ
Notícias Relacionadas »
Comentários »