14/04/2017 às 12h48min - Atualizada em 14/04/2017 às 12h48min

58,06% dos leitores são favoráveis à criação de estacionamento rotativo em Leopoldina

Câmara de Vereadores já aprovou várias indicações neste sentido sugerindo a adoção de parquímetros

Edição: Luiz Otávio Meneghite

A maioria desses carros fica estacionada o dia inteiro.

Quem acompanha o Jornal Leopoldinense Online sabe que há tempos vimos reivindicando melhorias para o trânsito de Leopoldina. Exercemos o direito e o dever de reivindicar em nome dos nossos milhares de leitores, também eleitores, usuários e contribuintes, que sejam introduzidas melhorias no trânsito da cidade, não só nas ruas centrais, mas também em alguns bairros onde o movimento de carros e motos é grande, justificando uma ação mais presente das autoridades a quem compete o assunto.
 
A falta de vagas para estacionar no centro
 
Quem passa nas ruas do centro tem que ter muito cuidado para não abalroar outro veículo. Vagas para estacionar corretamente, nem pensar. Muitos carros ficam estacionados o dia inteiro, dando a impressão que pertencem a alguns comerciantes ou aos seus funcionários e as pistas de rolamento estão sempre lotadas. Tem sido assim todos os dias em horários de pico e aos sábados pela manhã, enquanto o comércio funciona, a coisa piora. Fica ainda pior para quem depende do transporte coletivo de passageiros porque os ônibus não conseguem passar e cumprem com atraso os itinerários. Outro abuso que vem se repetindo nas ruas centrais é o excesso de carros estacionados com o anúncio de ‘Vende-se’. Transformaram as ruas em vitrines de lojas de vendas de automóveis. Os vendedores chegam pela manhã bem cedo e estacionam os veículos anunciados só voltando para retirá-los no final do dia, se não houver contato de interessados. Um leitor que pediu para não ter o seu nome divulgado, mas que se identificou junto ao jornal, argumentou que “toda vez que vou procurar um lugar para estacionar o meu veículo eu não encontro devido ao número de veículos ter aumentado, sendo que em algumas ruas, caixas de mercadorias ficam tomando o lugar dos veículos estacionarem. Em alguns estabelecimentos as mercadorias são expostas rentes ao meio-fio impedindo que carros estacionem por dificultar a abertura de portas para o condutor ou passageiros descerem dos veículos. Em outros pontos comerciantes colocam cones para reservar vagas.  O comerciante não pode privatizar vagas”, desabafou.

 
Prejuízo para clientes e comerciantes 
                     

Recente pesquisa patrocinada pela Federação do Comércio de Minas Gerais em Belo Horizonte apurou que a dinâmica do trânsito interfere na rotina das famílias, na qualidade de vida e influencia também os hábitos de consumo. A pesquisa apontou que empresários consideram os problemas de locomoção de pessoas, veículos e cargas como causadores de impactos negativos ao comércio. O trânsito congestionado gera transtornos para os estabelecimentos comerciais assim como a dificuldade para estacionar veículos nas ruas e a falta de estacionamentos rotativos em vias públicas e em terrenos particulares. De modo geral, a pesquisa da Fecomércio identificou que a mobilidade está entre os principais gargalos para o varejo, tendo reflexos na disposição para o consumo. Se os problemas fossem solucionados, especialmente as condições do transporte público, haveria um ambiente de negócios mais favorável”, avalia o economista da Fecomércio MG, Guilherme Almeida. Qualquer semelhança com o que ocorre em Leopoldina é mera coincidência.

Trânsito atravancado na Cotegipe é o retrato da falta de mobilidade urbana em Leopoldina. 

O Jornal Leopoldinense foi sugestionado a fazer uma enquete entre seus leitores para identificar o que pensam em relação ao mesmo problema na cidade de Leopoldina. A enquete teve a participação de 217 leitores: Qual a solução para o trânsito congestionado e a dificuldade para estacionar? O resultado pode ser conferido no infográfico abaixo:

 
Para refrescar a memória

Durante a semana compreendida entre os dias 2 e 9 de maio de 2015, colocamos à disposição do leitor do Jornal Leopoldinense Online, uma enquete cujo resultado teve o objetivo de contribuir para a tomada de atitudes que visem melhorar o trânsito em Leopoldina. Passados 20 meses da publicação do resultado da enquete, a situação continua a mesma. A pergunta da enquete foi: O estacionamento rotativo resolverá o problema de fluxo de veículos no centro? 138 leitores responderam dos quais 79,07 disseram que sim e apenas 20,03 responderam que não. 

Naquela ocasião, o vereador Pastor Darci José Portela teve indicação de sua autoria aprovada pela Câmara Municipal de Leopoldina e encaminhada ao prefeito José Roberto de Oliveira, sugerindo a adoção do estacionamento rotativo nas ruas centrais de Leopoldina. Na atual Legislatura, os vereadores Pastor Darci José Portela e José Augusto Cabral assinaram indicações que tiveram aprovação unânime da Câmara Municipal, sugerindo ao prefeito a adoção da ‘Faixa Azul’ nas ruas centrais. Ou seja, a imprensa cumpre o seu papel de veicular a vontade de seus leitores e a Câmara cumpre o seu papel de representar a vontade dos eleitores. Cabe agora ao Poder Executivo dar as respostas que a população quer.

Vereador José Augusto Cabral


Vereador Pastor Darci José Portela

 

Link
Tags »
58 06% dos leitores são favoráveis à criação de estacionamento rotativo em Leopoldina
Notícias Relacionadas »
Comentários »