15/08/2016 às 00h00min - Atualizada em 15/08/2016 às 00h00min

46% dos leitores do jornal apontam que já decidiram em quem vão votar

20% disseram que ainda não decidiram enquanto 13% disseram que já decidiram só para prefeito e 11% só para vereador, enquanto 10% dizem ter chapa fechada.

Luiz Otávio Meneghite

O eleitor vai começar a ser bombardeado pelas vinhetas e jingles dos candidatos a prefeito, vice-prefeito e a vereador pedindo voto a partir desta terça-feira, 16 de agosto, data estabelecida pela legislação para o início da campanha eleitoral deste ano, que foi encurtada para apenas quarenta e cinco dias, metade do período até então usado pelos postulantes a cargos políticos. O trabalho de convencimento dos eleitores pelos candidatos  a mudar de posição ou sair da indecisão, prevê a utilização de carros de som, caminhadas, passeatas e comícios que poderão ser realizados até quarenta e oito horas antes das eleições. A população do município de Leopoldina estimada em julho de 2015 pelo IBGE -Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística é de 53.145. Desse contingente, estão inscritos como eleitores aptos a votar este ano 40.502 pessoas, que vão ser cortejadas pelos 298 candidatos ao cargo de vereador, vice-prefeito e prefeito.
 
A compra de votos já começou
 
A Promotora Eleitoral da Comarca de Leopoldina, Dra Lúcia Helena Dantas da Costa promete muito rigor na fiscalização das eleições, principalmente quanto à compra de votos. Mesmo assim, os costumeiros intermediadores da compra de votos nos bairros parecem não se intimidar e agem com desenvoltura, estimulados por candidatos de alto poder aquisitivo que estão abrindo os bolsos na tentativa de conseguirem votos que espontaneamente não conquistariam. Sem qualquer tipo de constrangimento, candidatos, principalmente ao cargo de vereador, parecem dispostos a gastar mais do que os R$10.803,91 autorizados pelo Tribunal Superior Eleitoral. Afinal, o salário de vereador vale à pena: acima de R$7.000,00 por mês em Leopoldina.
 
O que pode ser feito durante a campanha

 
A exemplo de eleições anteriores o eleitor não poderá usar camisetas estampadas com o nome do candidato, nem bonés, chaveiros ou canetas. Bandeiras com as imagens e nomes dos candidatos estão liberadas ao longo das vias públicas, desde que móveis e não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos. Com relação aos ‘santinhos’ dos candidatos, a legislação definiu o tamanho máximo deles em 50 cm x 40 cm inclusive os adesivos geralmente usados em veículos. E está proibido o uso de outdoor e propaganda por telemarketing bem como através de sites de pessoas jurídicas. Também será permitida a propaganda em jornais impressos e o jornal Leopoldinense terá, no mínimo, 4 edições com propaganda política durante a campanha, podendo ter edições extras.
 
Com a campanha iniciada, o jornal Leopoldinense colocou à disposição de seus leitores a seguinte enquete: Você espera a propaganda eleitoral ou já decidiu em quem vai votar?  Veja o  resultado no infográfico:

Link
Tags »
46% dos leitores do jornal apontam que já decidiram em quem vão votar
Notícias Relacionadas »
Comentários »