02/04/2021 às 12h56min - Atualizada em 02/04/2021 às 12h39min

Fica em casa & vídeo

O Prefeito e o Vice na inauguração da loja
Essa semana, a inauguração da loja da Casa & Vídeo deu o que falar. O que até então era  muito festejado pela população, devido  geração de empregos,  variedades de produtos e preços, acabou sendo muito criticado, tendo em vista o momento que estamos vivendo.  
 
A inauguração ocorreu nesse período da Onda Roxa,  que é bom destacar que é uma determinação do  governador Zema, a qual obriga os prefeitos seguirem. Não chega ser um lockdowon, mas foi a medida mais restritiva até então. A qual prevê o fechamento de boa parte dos comércios.
 
A respeito da Onda Roxa, aqui em Leopoldina virou “lei para inglês vê”. Afinal, não tivemos  o cumprimento dela. Tendo em vista que o prefeito Pedro Augusto é um liberal. Por ele não fechava nada. Se algo está fechado é devido decisões acima do prefeito. Vale destacar que as prefeituras  que descumpriram o decreto foram multadas e os prefeitos vão responder processo. Podem inclusive perderem  o mandato.
 
Dessa forma, Pedro Augusto teve que tomar algumas medidas restritivas. Porém, nada tão restritivo assim.  Falo isso pois durante esse período estive em Além Paraíba, tendo em vista que estou cobrindo as férias do carteiro, e lá o  prefeito Miguelzinho cumpriu o decreto do governador. Fechou praticamente tudo.
 
Para vocês terem ideia nem farmácia abriu. Durante 15 dias,  as farmácias funcionaram  através de plantão, onde apenas algumas abriram, porém, sem venda no local. Somente via telefone, com  entrega em  casa. O mesmo aconteceu com os mercados, açougues, quitandas, peixarias,   padarias... Olhem que são estabelecimentos essenciais.  O resto do comércio, os não essenciais, tudo fechado. Inclusive, bancos e  loterias. A única coisa que vi aberta foram os postos de gasolina e os Correios.
 
Por falar nos Correios, estamos trabalhamos mais do que nunca, afinal, como os comércios vira e mexe estão fechados ou funcionando sem poder entrar, muitos estão comprando pela internet, principalmente aqueles que não querem sair de casa por causa da pandemia. O comércio virtual cresceu demais e vai ser uma tendência daqui pra frente. Muitas lojas vão fechar não é por causa da pandemia, mas sim por causa da tecnologia. Já que não vão vender   devido tantos concorrentes.
 
O mercado virtual vai dominar o comércio.   Daí o interesse privado nos Correios. Muita gente de olho nesse mercado. Muitos querem privatizar os Correios não é para aumentar a concorrência. Pelo contrário, é para acabar com a concorrência. É bom destacar que o comércio de encomendas é aberto. Inclusive, tem até empresas estrangeiras atuando no Brasil, como a FEDEX (EUA) e DHL (Alemanha). Além de centenas de outras empresas nacionais.  Até o Mercado Livre hoje faz entrega. Tem até uma sede em Leopoldina. Nada me tira da cabeça que o Mercado Livre  estão investindo na entrega com medo de uma possível privatização dos Correios. Afinal, não sabem quem vai comprar.
 
Vamos supor que o  Shopee compre os Correios,  vai querer entregar produtos do Mercado Livre? A Amazon vai querer entregar produtos do Mercado Livre e Shopee? A Magazine Luiza vai querer entregar produtos da Casa & Vídeo? Claro que não!  Quem comprar os Correios pode  não ser uma empresa de entrega  mas  sim de venda e vai   usar a estrutura logística para anular seu concorrente. Fazendo frete grátis para seus produtos e cobrando horrores nos produtos dos concorrentes. Dessa forma, os correios sendo estatal garante o livre comércio. Já que atende a todos de forma igual.   Por isso poucos países do mundo privatizaram os correios. Alguns que privatizaram voltaram atrás e reestatizaram.  Visando proteger a economia do monopólio privado.  Inclusive, o correio americano é estatal. A FEDEX é uma empresa privada.
 
Voltando para Leopoldina,  diferente de Além Paraíba, aqui estava quase tudo aberto. Com algumas poucas  exceções, como academias, salão de beleza e bares – no caso apenas bares  que abrem a noite, pois os que abrem de manhã e tarde estão funcionando normalmente. Por falar em bares, Cataguases fez um decreto proibindo venda de bebidas alcoólicas. Álcool só em gel. Por aqui tudo liberado.
 
Os comerciantes de Leopoldina  deveriam agradecer o prefeito que tem. Afinal, por aqui está quase tudo normal. Mesmo na Onda Roxa.  Se um ou outro comércio não está funcionando, posso garantir que não é por causa do prefeito. Volto a dizer, por ele estaria tudo normal.  Porém, alguns comércios têm que fechar. Esse  tratamento seletivo vem   revoltando  alguns comerciantes,  ao ponto de irem na inauguração da Casa & Vídeo, bater boca com o prefeito. Realmente é difícil entender porque alguns comércios têm que fechar enquanto outros podem funcionar normalmente. Mas o prefeito não tem culpa.
 
A respeito da presença do  prefeito Pedro Augusto na inauguração, em época de  Onda Roxa,  foi outra bola fora do prefeito. Tanto que nem publicou nas suas redes sociais.  Sua ida foi uma estratégia política, querendo mostrar que seu governo está gerando emprego e renda para a cidade. Inclusive, o ex-prefeito Zé Roberto, mesmo não estando presente na inauguração, faz o mesmo, dizendo que a vinda da Casa &  Vídeo foi fruto do seu governo. Como diz um ditado: “filho feio não tem pai, já o bonito”...
 
Eu vejo a vinda da Casa & Vídeo, assim como de outras magazines, como algo normal. Estratégia do mercado. Não tem nada a ver com política. Alguém acredita que essas grandes lojas vieram para a cidade por causa do prefeito? Não desmerecendo os prefeitos e os secretários de Desenvolvimento, os quais trabalham muito para atrair empresas para a cidade, mas não significa que  tudo que vem para Leopoldina é por causa deles. Claro que alguns podem dificultar. Inclusive, isso ocorria muito no passado, quando alguns empresários locais atuavam na política e impediam a vinda de empresas. Mas depois da internet isso acabou, afinal, hoje  sequer é preciso abrir uma loja na cidade para conseguir vender por aqui. Logo, os empresários locais perderam o monopólio.
 
Já os políticos continuam monopolizando. Querendo tirar proveito da situação. Foi o que Pedro Augusto fez indo na inauguração. Ele que deveria está combatendo a pandemia, fortalecendo a campanha  “fica em casa”, optou pelo lado político e fez a campanha “fica em casa & vídeo”, visando pegar carona na sua inauguração. Porém, foi na contramão.  Tendo em vista  o barraco  que rolou.
 
Quem agradece é a Casa & Vídeo, afinal, conseguiu um marketing gratuito. Virou o assunto mais comentando da cidade.  Hoje quase todo mundo sabe que a loja está funcionando. Isso sem gastar um centavo de publicidade.  Inclusive, esse texto no Jornal Leopoldinense. Alô Meneghite, passa lá e cobra deles pelo menos  essa publicação.    Vou aproveitar para cobrar pela frase: fica em Casa & Vídeo. (rsrsrs).

 
 
 
 
 
 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »