15/06/2021 às 09h35min - Atualizada em 15/06/2021 às 09h35min

ANTONIO MÁRCIO LISBOA, Dr. – Um educador de pais – Brasília – 1980 –

Edson Gomes Santos
Foto: Adauto Cruz-CB-D.A Press
Leio no Leopoldinense a triste notícia do falecimento do Dr. Antonio Márcio Lisboa.

De imediato minha memória transpôs-me aos momentos vividos quando, para os cuidados pediátricos ao meu filho Eduardo, minha mãe sugeriu-me procurar pelo “filho do Dr. Lisboa”, médico pediatra em Brasília, onde então eu residia.

E assim minha esposa, Julina, e eu o fizemos.

Na primeira consulta, ao deparar com ele e aquele seu paterno olhar, veio-me à mente a semelhante expressão transmitida por seu pai, Dr. Lisboa: olhar vívido, pleno de amor ao próximo, irradiando competências profissional e humana, num simples e intenso olhar.

Pais de “primeira viagem”, ante um já consagrado pediatra, poderiam se sentir inibidos aos demonstrarem suas “ignorâncias” sobre os como, porquês, quando, onde, se, relativamente aos cuidados que deveriam adotar para proporcionar o melhor tratamento aos seus bebês.

Com ele isso não ocorria pois ali, além de um pediatra, também estava presente um experiente pai, aconselhando como se fora um avô.

Ele “sabia de tudo” o que os bebês precisavam; do que deveriam se alimentar; de como deveriam ser tratados; de como eles “pediam” as coisas; de como era simples cuidar bem dos bebês, respeitando-se suas individualidades; de como ficariam física e mentalmente sadios se assim fossem tratados; e tais práticos conhecimentos deveriam ser “entregues” por ele aos pais, futuros cuidadores dos bebês.

Para atingimento dos objetivos pediátricos que seriam recomendados, os pais deveriam ser “educados” para cumprir tais importantes e fundamentais procedimentos, “bagagem” de que ainda não dispunham e que o Dr. Antonio Márcio se dispunha a lhes ensinar.

Começavam as “aulas”, às vezes com “atendimentos” fora dos horários normais – diurnos - havendo atendimentos noturnos e/ou emergenciais e sempre com um sorriso nos olhos, doçura na voz e tranquilizadoras palavras aos “alunos”, Dr. Antonio Márcio nos atendia sem quaisquer restrições.

Sim, ele foi um MESTRE para nós, “pais de primeira viagem”, e os ensinamentos por ele nos repassados tornaram-nos mais preparados e confiantes no trato não só dos nossos filhos bem como importantes serão para quando vierem nossos netos.

Então, no âmbito familiar as “aulas” do Dr. Antonio Márcio se perpetuarão gerações adiante.

Apesar de não terem nenhuma memória dos seus tempos de bebês, nossos filhos, Eduardo e Juliana, tiveram o privilégio de contar com um PEDIATRA que exercia sua atividade olhando e resguardando o futuro dos seus pequenos pacientes, através da EDUCAÇÃO dos pais no sentido de honrarem e viverem plenamente seus papéis paterno e materno.

Ao Dr. Antonio Márcio Junqueira Lisboa, Pediatra e Educador de Pais, nossas ETERNAS GRATIDÕES por seus ensinamentos.  Edson, Julina, Eduardo e Juliana.
 
 
 
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »