18/05/2024 às 08h29min - Atualizada em 18/05/2024 às 08h29min

FAKE NEWS – UMA REAL TORMENTA VIRTUAL – Rio Grande do Sul –

Edson Gomes Santos
Termo em inglês usado para se referir a falsas informações divulgadas principalmente através das redes sociais, de conteúdo intencionalmente falso e enganoso, notícia falsa em português, sendo que as pessoas não buscam informes de fontes críveis para certificar quanto aos dados reais, leem as fake e as compartilham indiscriminadamente em suas redes sociais.

A Verdade não tem defesa contra um idiota determinado a acreditar em uma mentira. (Mark Twain)

Eis que o Rio Grande do Sul foi atingido por catástrofe inimaginável, ocasionando prejuízos e danos de monta ainda não mensuráveis, situação tal exigir “mãos dadas” de TODOS os brasileiros, independentemente das suas situações/convicções políticas, religiosas, regionais, étnicas, sociais, econômicas, etc.

Há notícias de que grande parte dos estragos advêm de omissões decorrentes de não investimentos de recursos estaduais em políticas de prevenção; “afrouxamento” de medidas estaduais de proteção ao meio ambiente; inexistência de verbas; enfim... omissões.

Porto Alegre, inundada, sofre pela omissão do Poder Municipal em dar manutenção aos sistemas de escoamento de águas pluviais, diques de proteção, drenagens, etc. ... enfim, mais omissões, porém a hora não é de busca dos “responsáveis” e sim, de maximizar as ações direcionadas para a mais rápida “superação” do desastre já que a reconstrução somente ocorrerá em prazos mais dilatados, anos, certamente.

O Governo Federal tempestivamente e dentro da sua competência federativa se integra às ações desenvolvidas no sentido de apoio às regiões e cidades atingidas, aportando recursos humanos, tecnológicos, financeiros, políticos, materiais, etc., independentemente de quaisquer pré-condições: políticas, regionais, étnicas, sociais, pois o momento é de UNIÃO de todos em prol dos irmãos vivenciando torturante crise.

Eis que dali, da tragédia, nascem e emergem fake news.

Influencers e idioters gerando e repassando notícias falsas em suas redes sociais quanto às ações governamentais, potencializando visualizações aos milhões pelos seguidores; políticos oposicionistas vociferando suas pequenezes – humanas, políticas, sociais e pessoais – não participam e não entendem que a dimensão da tragédia ora vivenciada pelos nossos “irmãos” sul—riograndenses não “aceita” fake news; governador Leite, opositor ao presidente da república, se mostra incapaz de agir como estadista trabalhando em conjunto com o Governo Federal e reconhecendo quão importante é tal apoio, relevando suas orientações políticas de oposição em prol dos seus conterrâneos... que o (re)elegeram para que governasse o Estado.

Nada mais terrível do que ver a ignorância em ação. (Johann Goethe)

Vale recordar que fake news É CRIME, conforme Código Penal, “Divulgação de notícia falsa”, Art. 287-A, passível de prisão e multa, daí entendermos que tanto geradores quanto compartilhadores de fake news devem responder jurídica e financeiramente por seus crimes de divulgações, pois...

Se quisermos viver uma Vida feliz e com significado, temos que ajudar a enriquecer a Vida dos outros.
 
                                                                                                                    Edson Gomes Santos, maio/2024
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »