12/06/2015 às 16h16min - Atualizada em 12/06/2015 às 16h16min

EXALTAÇÃO BRASILEIRÍSSIMA A ARY BARROSO

A ocupação deste espaço musical hoje expressará uma aquarela pintada em VERDE  e  AMARELO , uma vez que corriam , nas veias de ARY DE RESENDE BARROSO , as  cores do  Brasil  brasileiro .

       Ary  Barroso nasceu em Ubá , município da zona da mata mineira , em 7 de novembro de 1903 . Aos 18 anos foi para o Rio de Janeiro , onde , iluminado pela sua criatividade , começou  despontar a vocação pela carreira artística, tocando piano em   cabaré ,  fazendo fundo musical para o cinema  mudo  e  , posteriormente ,  despertando seu interesse pelo  teatro musical.

     Ary foi apresentador no programa de calouros da Rádio Tupi , revelando nomes como : Dolores Duran , Elza Soares , Elizeth  Cardoso e outras expressões musicais do nosso cancioneiro . Além de conduzir o programa de auditório  , “ Calouros em Desfile “ , foi locutor esportivo com uma narração rubro-negra inconfundível e toda vez que o Flamengo marcava um gol, ele tocava uma gaitinha .

    Coroando sua galeria musical com realce luzente , “ AQUARELA  DO  BRASIL “ , hino nacional alternativo brasileiro , é  a verdadeira pintura ilustrada que demonstra , através das cores brasileira , uma musicalidade ,  exaltando nossa história , tradição  ,  miscigenação ,  folclore , devoção , enfim, todo um panorama cultural de nossa nação . O próprio Ary , em uma entrevista dada ao Diário de Notícias , disse :  “ De dentro de minha própria alma , extravasara um samba que há muito desejava , um samba que , em sonoridades brilhantes e fortes , desenhasse a grandeza , a exuberância da terra promissora , da gente boa , laboriosa e pacífica , povo que ama a terra em que nasceu  “  .A riqueza desse SAMBA – EXALTAÇÃO,  tendo sido gravado em vários idiomas , despertou , no mundo inteiro , um respeito e uma atenção especial  para a  MÚSICA  POPULAR BRASILEIRA .  “ Brasil ! / Meu Brasil brasileiro  /Meu mulato inzoneiro  /  Vou cantar-te nos meus versos / O Brasil samba que dá  / Bamboleio que faz gingá  /  Ó Brasil  do meu amor  / Terra de Nosso senhor /  Brasil ! / Brasil ! / Pra mim... / pra mim...  “

     Em 1930 , viaja para a Bahia , lugar que o consagrou , fazendo brotar inspirações e criatividades para  belas  músicas :  “  NO TABULEIRO DA BAIANA “.  “ No tabuleiro da baiana tem : / Vatapá, oi, caruru , mungunzá tem umbu  / Pra Ioiô / Se eu pedir , você me dá o seu coração  / Seu amor de Iaiá ? ...../ “. NA BAIXA DO SAPATEIRO  “  Na Baixa do Sapateiro eu encontrei um dia  / A morena mais frajola da Bahia / Pedi-lhe um beijo , não deu / Um abraço , sorriu / Pedi-lhe a mão , não quis dar , fugiu ..... “ . OS QUINDINS DE IAIÁ  “  Os quindins de Iaiá / Cumé , cumé , cumé ?  ( bis ) / Cumé que faz chorar / Os zoinho de Iaiá / Cumé , cumé , cumé ? (bis)/ E outras canções : “QUANDO EU PENSO NA BAHIA “,  “ IAIÁ DA BAHIA  “ .

   Ary compôs páginas maravilhosas  , tendo como tema a expressão lírica da separação  , da solidão , da dor , da saudade . “  NO RANCHO FUNDO  “ , composição em parceria com Lamartine Babo , manifesta a dor e a solidão do personagem MORENO .   “  No Rancho Fundo / Bem pra lá do fim do mundo / Onde a dor e a saudade  / Contam coisas da cidade / No Rancho Fundo / De olhar triste e profundo / Um moreno canta as mágoas / Tendo os olhos rasos d’água... /   “ FOLHA MORTA “  “  Sei que falam de mim / Sei que zombam de mim / Oh , Deus ! / Como eu sou infeliz /  Vivo à margem da vida / Sem amparo ou guarida /  Oh , Deus ! / Como eu sou infeliz ...  “   “  RISQUE “  sucesso gravado na voz de grandes cantores, sendo consagrado , em 1953 , na voz doce de Linda Batista : “ Risque meu nome do seu caderno / Já não suporto o inferno / Do nosso amor fracassado / Deixe que eu siga novos caminhos / Em busca de outros carinhos / Matemos nosso passado ...... “

     “ Ary , em várias canções, exalta a beleza feminina com a preciosidade de sua composição : “ POR CAUSA DESTA CABOCLA  “  expressa um tema em que a Natureza , humildemente , contempla e ornamenta a beleza da cabocla :    “   À tarde / Quando de volta da serra / Com os pés sujinhos de terra / Vem a cabocla passar / As flores vêm pra beira do caminho / Pra ver aquele jeitinho / Que ela tem de caminhar / E quando ela na rede adormece / E o seio moreno esquece / De na camisa ocultar / As rolas , as rolas também morenas / Cobrem-lhe o colo de pena / Pra ele se agasalhar ...  “ .   MARIA  é uma mescla de declaração amorosa  com a beleza da amada :  “  Maria ! / O teu nome principia na palma da minha mão / E cabe bem direitinho dentro do meu coração , Maria , Maria / De olhos claros cor do dia como de Nosso Senhor / E por vê-los tão de perto fiquei ceguinho de amor , Maria ...... “ 

    Tendo como carro-chefe “ AQUARELA DO BRASIL “ , Ary tornou-se verdadeiro ícone do samba exaltação , apresentando o Brasil e a beleza  da Bahia como tema ,  interpretada , quase sempre , pela brilhante voz de Carmem Miranda. Desfilo aqui alguns sambas- exaltação :  “  ISTO  AQUI  O  QUE  É ? “ ( 1942 ) .  “ Isto aqui , ô, ô / É um pouquinho de Brasil , Iaiá / Desse Brasil que canta e é feliz / Feliz , feliz  “ RIO DE JANEIRO ( “ Isto é meu Brasil “ ) ( 1942 )   “ Ô , nossas praias são tão claras /  Nossas flores são tão raras / Isto é meu Brasil ...  “  TERRA  SECA  “  ( 1944 ) .    “  O negô tá moiado de suó / Trabáia , trabáia , negô (bis ) /  As mão do negô tá que é calo só / Trabáia, trabáia, negô (bis)... , e outra pérolas musicais como : “ TERRA DE IAIÁ “, (1931) ;   “ NA BAIXA DO SAPATEIRO “  ( 1938 ) ;  “ BRASIL MORENO  “ ( 1941 ) ;  “ BAHIA  IMORTAL “ (1945).

      Composições sobre carnaval sempre fascinaram Ary a criar canções de diversos temas :  “  CAMISA AMARELA  “   música feita pelo compositor sobre ótica feminina , uma sequência épica , narrada por uma amada  à procura de seu amado nos cordões carnavalescos .   “   Encontrei o meu pedaço na avenida / De camisa amarela / Cantando a Florisbela , oi , a Florisbela  / Convidei-o a voltar pra casa / Em minha companhia / Exibiu-me um sorriso de ironia / Desapareceu no turbilhão da alegria  ....”   “   SALADA MISTA  “ : Ary ironiza , na marchinha de carnaval ,  o Pacto de Munique , que deu Tchecoslováquia a Hitler , acordo de França, Inglaterra , Itália e Alemanha .    “  Uma pitada de massa de tomate /  All right , all right  / E três gotinhas de molho inglês / OK, OK / Algumas gramas de petit-pois / François , François .....  “

     Ary Barroso foi , sem dúvida , o compositor popular que mais se identificou com os temas brasileiros . Criador de várias lindas canções deixa-nos um exemplo de amor à Pátria e incentivo para a nova geração construir estruturas musicais  pela  veia artística , pois somente assim a obra se tornará  universal e atemporal , como as relíquias deixadas por Ary Barroso.

     No dia 9 de fevereiro de 1964 ,em pleno domingo de  carnaval , quando a Escola de Samba Império Serrano desfilava , na Av. Presidente Vargas , no Rio de Janeiro, apresentando o enredo  “ Aquarela do Brasil “ , um dos títulos de  sua mais famosa composição , com o samba-enredo de gênero ensaístico, configurado na beleza das regiões brasileira e suas culturas, composto por Silas de Oliveira , morre Ary de Resende Barroso ! O mundo do samba se cala  em respeito  para ouvir o retrato de nosso país , entoado no canto dos componente da Império Serrano  :  “ Vejam esta maravilha de cenário / É um episódio relicário/ Que o artista num sonho genial / Escolheu para este carnaval /E o asfalto como passarela /Será a tela do Brasil em forma de aquarela / Passeando pelas cercanias do Amazonas / Conheci vários seringais / No Pará a ilha de Marajó / E a velha cabana do Timbó / Caminhando ainda um pouco mais /Deparei com lindos coqueirais / Estava no Ceará , terra de Irapuã , /  De Iracema e Tupã / Fiquei radiante de alegria / Quando cheguei à Bahia / Bahia de Castro Alves , do acarajé / Das noites de magia do candomblé ........... “

    Ary Barroso teceu, em suas belas canções, um sentimento amoroso inigualável pelo Brasil ,  e o tributo ao mais expressivo compositor e divulgador da cultura brasileira não é mais que uma obrigação deste CANTINHO MUSICAL , por isso dedicamos , em poucas linhas,  uma homenagem à galeria  de canções maravilhosas de quem foi um verdadeiro guardião da MÚSICA POPULAR BRASILEIRA !!!

   Waldemar Pedro Antonio     

    e-mail :     wpantonio@terra.com.br

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »