06/08/2015 às 00h00min - Atualizada em 06/08/2015 às 00h00min

“MARINA, MORENA MARINA, CAYMMI CHEGOU”

Há pessoas que simbolicamente são verdadeiras estampas das coisas que representam e , consequentemente  , as figuras representadas tornam-se  vivas na imagem representador . Diante de tal  constatação ,  DORIVAL  CAYMMI   é , com toda certeza , a forma  ICÔNICA  DA  BAHIA , não havendo qualquer possibilidade de separação das duas belas imagens . Ao homenageá-lo  , o  CANTINHO MUSICAL fará um especial triagem nas obras dessa alma baiana , para que seus leitores desfrutem as belas canções de seu repertório .                  

             Baiano de Salvador ,  CAYMMI  , em suas belas composições , configura a Bahia como um espaço exótico com referências à cultura africana  através de suas canções , manifestando em seus temas as danças , a comida , a roupa e , principalmente , a religião . Adorava o MAR como referência e motivo de suas criações  .  A partir de agora  ,  faremos uma maravilhosa viagem pela galeria musical de DORIVAL CAYMMI ,  compondo um cenário de bom gosto para aqueles amantes da Música  Popular  Brasileira .

            Preocupado com o embelezamento artificial feminino  , neutralizando  totalmente a pureza da mulher brasileira , CAYMMI , inspirado no tema , criou  “  MARINA  “ .  [ “ / Marina , morena / Marina, você se pintou / Marina , você faça tudo / Mas faça um favor / Não pinte esses olhos que eu gosto / Que eu gosto e que é só meu / Marina , você já é bonita / Com o que Deus lhe deu / Me aborreci , me zanguei / Já não posso falar / E quando me zango , Marina / Não sei perdoar / Eu já desculpei muita coisa / Você arranjava outra igual / Desculpe , Marina , morena / Mas eu to de mal / “ ]   .  A verdadeira descrição literal da impressionante  beleza  da mulher baiana  está presente em sua coletânea na canção  “  O  QUE  É  QUE  A  BAIANA  TEM  ? “ .  [ “ / O que é que a baiana tem ? / O que é que a baiana tem ? / Tem torço de seda , tem ! Tem brincos de ouro , tem ! / Corrente de ouro , tem ! Tem pano da costa , tem ! / Tem bata rendada , tem ! Pulseira de ouro , tem ! / Tem saia engomada, tem ! Sandália enfeitada , tem ! Tem graça como ninguém / Como ela requebra bem ! / Quando você se requebrar , caia por cima de mim ...../ “  ] . A bela chamada para morena sambar está retratada em  “  ROSA  MORENA  “  [ “ / Rosa,  Morena onde vais morena Rosa ? / Com essa rosa no cabelo e esse andar de moça prosa / Morena , morena Rosa / Rosa morena o samba está esperando /Esperando pra te ver / Deixa de lado esta coisa de dengosa / Anda , Rosa , vem me ver /Deixa de lado esta pose vem pro samba vem sambar / Que o pessoal está cansado de esperar , Ô Rosa /. “  ]  .  O símbolo da pura beleza sensual na narrativa de  “ GABRIELA  CRAVO  E  CANELA  “ de Jorge Amado foi construído com suas belas características  por DORIVAL CAYMMI , para apresentar na abertura de uma novela de televisão .  “  MODINHA  PARA  GABREIELA  “ .   [ “ / Quando eu vim pra esse mundo / Eu não atinava em nada / Hoje eu sou Gabriela / Gabriela eh! meus camaradas / Eu nasci assim , eu cresci assim / Eu sou mesmo assim / Vou ser sempre assim / Gabriela , sempre Gabriela / Quem me batizou , quem me iluminou / Pouco me importou , e assim que eu sou / Gabriela, sempre Gabriela / Eu sou sempre igual não desejo mal / Amo o natural , etecétera e tal / Gabriela , sempre Gabriela /.  “ ]  .  Ainda praticando com suas belas canções a polidura da beleza feminina , ilumina brilhantemente a imagem de  “  DORA  “.          [ “ / Dora rainha do frevo e do maracatu / Dora rainha cafuza de um maracatu / Te conheci no Recife / Dos rios cortados de fontes / Dos bairros , das fontes coloniais / Dora , chamei / Ò Dora! ... Ò Dora !.../ Eu vim à cidade / Pra ver você passar / Ô Dora... / Agora em meu pensamento eu te vejo requebrando / Pra cá , ora pras lá / Meu bem !... / Os clarins da banda militar tocam para anunciar / Sua Dora, agora vai passar / Venham ver o que é bom / Ò Dora , rainha do frevo e do maracatu / Ninguém requebra, nem dança , melhor que tu ! / “  ]   .   Há uma canção que retrata a inutilidade do amor , tendo como resultante , a separação do casal , por não acreditar no aviso do amado.  A canção  “  DORALICE  “  é o retrato deste tema .  [  “ /  Doralice eu bem que te disse / Amar é tolice , é bobagem , ilusão / Eu prefiro viver tão sozinho/ Ao som do lamento do meu violão / Doralice  eu bem que lhe disse / Olha essa embrulhada / Que eu vou me meter / E agora , amor , Doralice meu bem , / O que é que nós vamos faze  /  ]   . 

Após serem feitas  algumas citações musicais de CAYMMI  sobre a ótica feminina , sentimos , a partir de agora , um forte sopro marítimo , trazendo consigo outra temática preferida de DORIVAL  .  Há um manifestação latente na canção entre a beleza panorâmica e  , ao mesmo tempo , e os perigos que ocorrem no  MAR .  [ “ / O mar quando quebra na praia / É bonito , é bonito / O mar ... pescador quando sai / Nunca sabe se volta , nem sabe se fica /Quanta gente perdeu seus maridos , seus filhos / Nas ondas do mar  / ....... / “  ]  . A tristeza está manifestada  na bela canção a como  consequências do perigo do mar, quando o saveiro volta sem o pescador .  “  É  DOCE  MORRER  NO  MAR   “  . [ “ / É doce morrer no mar / Nas ondas verdes do mar ( BIS ) / A noite que ele não veio  / Foi de tristeza pra mim / Saveiro voltou sozinho / Tristeza noite pra mim / ....... / “ ]  .   Ainda em relação à volta do pescador do bravio mar ,  CAYMMI  compões uma linda canção , retratando , com clareza, o tema em  “  SUÍTE  DO  PESCADOR  “.   [ “ /  Minha jangada vai sair pro mar / Vou trabalhar , meu bem querer / Se Deus quiser quando eu voltar do mar / Um peixe bom eu vou trazer / Meus companheiros também vão voltar / E a Deus do céu vamos agradecer / ...... / ]  .  Acontece um verdadeiro milagre em alto mar com três pescadores , quando o tempo vira e , em lugar de perigo , fartura dos pescados .  CAYMMI em uma pequena e bela canção retrata o tema de  “  O  MILAGRE   “  .  [ “ / Maurino , Dadá  e Zeca , oi / Embarcaram de manhã / Era quarta-feira santa / Dia de pescar e de pescador (  BIS  ) / Se sabe que muda o tempo / sabe que o tempo vira / Aí o tempo virou / Maurino que é de guentar , guentou , / Dadá que é de labutar , labutou / Zeca nem falou . / Era só jogar a rede e puxar , a rede . / “  ]  .   Os temas do repertório musical de CAYMMI  estendem-se em vários  eixos semânticos , dentre eles  “ O MISTICISMO “ .  Caymmi sempre expressou um enorme respeito aos conteúdos religiosos , sempre homenageando  entidades  , como é o caso da canção  ;        “    ORAÇÃO  DE  MÃE  MENININHA  “ .  [ “ /  Ai ! Minha mãe / Minha mãe menininha / Ai ! Minha mãe / Menininha do Gantoise / A estrela mais linda , hein / Tá no Gantoise / E o sol mais brilhante , hein / Tá no Gantoise / A beleza do mundo , hein / Tá no Gantoise / E a mão da doçura , hein / Tá no Gantoise / O consolo da gente , hein / Tá no Gantoise / E a Oxum mais bonita , hein / Tá no Gantoise / Olorum quem mandou essa filha de Oxum / Tomar conta da gente e de tudo cuidar / Olorum quem mandou êo, ora iê, iê, ô / .  “  ]  .   Presente também em sua coleção musical o tema sobre a culinária baiana  com seus deliciosos quitutes , o  que  inspirou Caymmi   a compor ,em forma de receita , a canção     “  VATAPÁ  “ .    [ “ / Quem quiser vatapá ô / Que procure fazer / Primeiro o fubá / Depois o dendê / Procure uma nêga baiana / Que saiba mexer  ( 3 vezes ) / Bota castanha de caju / Um bocadinho mais / Pimenta malagueta / Um bocadinho mais /  Amendoim , camarão , rala um coco / Na hora de machucar / Sal com gengibre e cebola , Iaiá / Na hora de temperar / Não para de mexer ô / Que é pra não embolar / Panela no fogo / Não deixa queimar / Com qualquer dez mil réis e uma nêga , ô / Se faz um vatapá ( 3 X )/ “ ].  A Bahia foi o palco de vida e inspiração de Dorival Caymmi .   Sempre exaltou  , em versos e prosa ,  um encantamento com a beleza de uma região cujos temas eram verdadeiros referenciais e motivos para conhecer a terra consagrada :  “  VOCÊ  JÁ  FOI  À   BAHIA  ?  “  [ “ / Você já foi à Bahia , nêga ? / Não ?               /  Então vá ! / Quem vai ao  “ Bonfim “ , minha nêga / Nunca  mais quer voltar / Muita sorte teve / Muita sorte tem / Muita sorte terá / Você já foi à Bahia , nêga ? / Não ? / Então vá /  Lá tem vatapá / Então vá ! / Lá tem caruru / Então vá ! Lá tem munguzá ? Então vá ! Se “ quiser sambar “ / Então vá ( 3X ) / . “ ] .   Afastar-se dos lugares  ou das pessoas que se amam , brotam  , no coração das pessoas amadas , ares nostálgicos pela separação . O tema desenvolvido na canção de Caymmi expressa , em seu conteúdo , um conselho não atendido e uma enorme tristeza motivada pela  “  SAUDADE  DA  BAHIA  “  [ “ / Ah! Mas que saudade eu tenho da Bahia / Ah! Se eu escutasse o que mamãe dizia / Bem , não vá deixar a sua mãe aflita / A gente faz o que o coração dita / Mas esse mundo é feito de maldade , ilusão / ..... / “  . ]  . Caymmi tinha um amigo , Zezinho , que possuía duas famílias : uma oficial e uma outra da amante , quando Dorival perguntava a ele : Zezinho , como se sai  para ver a outra , no momento que é indagado pela esposa ?  Ele dizia que estavam precisando dele do outro lado da cidade em   “  MARACANGALHA  “  .  [ “ /  Eu vou pra Maracangalha / Eu  vou / De uniforme branco / Eu vou /Eu vou de chapéu de palha / Eu vou / Eu vou convidar Anália / Eu vou / Se Anália não quiser ir / Eu vou só / Eu vou só / Eu vou só / Sem Anália / Mais eu vou . / “ ]  .                   

Caymmi também homenageia  “ A PRICESINHA DO MAR “ com uma bela e romântica canção , descrevendo , em suas linhas  , toda beleza panorâmica de  “  SÁBADO  EM  COPACABANA  “ . [ “ / Depois de trabalhar toda semana / Meu sábado eu não vou desperdiçar / Já fiz o meu programa pra essa noite / E já sei por onde começar /  Um bom lugar pra se encontrar , Copacabana , / Pra passear , à beira-mar , Copacabana / Depois um bar , à meia-luz , Copacabana / Eu esperei por essa noite uma semana / Um bom jantar , depois dançar , Copacabana / Pra se amar um bom lugar , Copacabana / A noite passa tão depressa / Mas vou voltar lá pra semana / Se eu encontrar um novo amor / Copacabana /. “ ]  .  Para encerrar a apresentação simplificada das obras de DORIVAL  CAYMMI ,  selecionamos uma das mais lindas poesias da galeria musical desse belo compositor . Trata-se de uma relação entre a força o sentimento amoroso , quando um homem valente se curva diante da fragilidade feminina e do cansaço da vida , apesar de ser chamado  JOÃO  VALENTÃO  “  .                [  “  / João valentão é brigão / Pra dar bofetão / Não presta atenção / E nem pensa na vida / A todos João intimida / Faz coisas que até Deus duvida / Mas tem seus momentos na vida... / É quando o sol vai quebrando / Lá pro fim do mundo / Pra noite chegar / É quando se ouve mais forte / O ronco das águas na beira do mar / É quando o cansaço da lida da vida / Obriga João se sentar / É quando a morena se encosta / E chega pro lado querendo agradar / Se a noite é de lua / A vontade é de contar mentira / De se espreguiçar / Deitar na areia da praia / Que acaba onde a vista / Não pode alcançar / Assim adormece esse homem / Que nunca precisa dormir pra sonhar / Porque não há sonho mais lindo / Do que sua terra não há / . “ ]  .

       Ao findar este artigo , mais uma vez fizemos uma triagem nas canções de DORIVAL CAYMMI , selecionando , cuidadosamente , as músicas de maior conhecimento dos leitores , para que , simultaneamente , façam a leitura do texto , solfejando cada pérola musical dentro da harmonia , do ritmo e da melodia que está armazenada em suas memórias .

      O CANTINHO MUSICAL  agradece  a seus leitores que dedicam um tempo de suas jornadas diárias , para a leitura do nosso artigo , deixando lá palavras de incentivos !

 “  A  MÚSICA  É O MEIO QUE ELAVA AS PESSOAS AO MAIS ALTO LUGAR PARA QUE ELAS  FLUTUEM  E OBSERVEM   DE CIMA  A ENCENAÇÃO DE UM PASSADO MARAVILHOSO !  “

WALDEMAR  PEDRO  ANTONIO                        email :  [email protected]

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »