07/10/2015 às 10h16min - Atualizada em 07/10/2015 às 10h16min

"DOIS CONTIDOS EM UM: VERDADEIROS PARCEIROS MUSICAIS": EVALDO GOUVEIA E JAIR AMORIM

O  CANTINHO  MUSICAL  abrirá  um  precedente neste artigo , para falar , simultaneamente , de dois compositores que se identificaram  nas criações   musicais   e  nos sentimentos de suas   almas :  EVALDO  GOUVEIA  e  JAIR  AMORIM .   Nunca uma dupla teve tanta sintonia musical , construindo um legado de canções que passaram por vozes magníficas  de uma listagem seleta dos cantores brasileiros .

      Apresentaremos alguns dados biográficos de cada  um , para se ter uma visão completa da trajetória de suas vidas .     JAIR  AMORIM  nasceu em um sagrado canto    chamado   SANTA LEOPOLDINA ,  no Estado  do  Espírito  Santo , demonstrando logo seu pendor para as letras .  EVALDO  GOUVEIA  , cearense , da cidade  de Orós , tocava violão e cantava  na  “ radiadora “ , sistema de  alto-falantes  na praça de sua cidade .  O primeiro contato com  JAIR  AMORM  se deu na  União  Brasileira  de  Compositores , em 1958 , quando tentava se filiar à associação . A partir de alguns elogios e rasgação de seda por parte de Evaldo Gouveia  a  Jair Amorim  , nasceu  uma  das parcerias  mais famosas da  MÚSICA  POPULAR  BRASILEIRA .

   Tratemos agora das produções musicais desse par de talento que preenche , com suas belas canções, grande parte do acervo da MPB .   A maioria de suas composições era de samba-canção abolerado.   Anísio  Silva gravou o primeiro sucesso da dupla em 1962 . Com um tema  lírico-amoroso , lamenta a perda da amada e desdenha o novo amor dela , em informação indefinida :   “  ALGUÉM  ME  DISSE “ 

  [ “ / Alguém me disse / Que tu andas novamente / De novo amor , nova paixão / Toda contente / Conheço bem tuas promessas / Outras ouvi iguais a essas / Esse teu jeito de enganar / Conheço bem.../ Pouco me importa / que tu venhas tantas vezes / E que tu mudes de paixão / Todos os meses / Se vais beijar como eu bem sei / Fazer sonhar como eu sonhei / Mas sem ter nunca / Amor igual ao que eu te dei/ . “  ]  .

  O enfoque mais acentuado da dupla era sobre o amor unilateral , situação que coloca em desconforto uma das partes envolvida do casal  . Para que o ato do desprezo não se repita : “  QUE  QUERES  TU  DE  MIM  “ .

  [ “ / Que queres tu de mim / Que fazes junto a mim / Se tudo está perdido , amor / Que mais me podes dar / Se nada tens a dar / Que a marca de uma nova dor  / Loucura reviver / Inútil se querer / O amor que não se tem / Por que voltaste aqui / Se estando junto a ti / Eu sinto que estou sem ninguém / Que pensas tu que eu sou / Se julgas que eu ainda vou / Pedir que não me deixes mais / Não tenho que pedir / Não sei o que pedir / Se tudo o que desejo é paz / Que culpa tenho eu / Se tudo se perdeu / Se tu quiseste assim / Então que queres tu de mim / Se até o pranto que chorei / Se foi por ti não sei / . “  ]

   . Novamente o tema predominante é a solidão pela perda de um amor . Desta vez a dupla buscou uma comparação com a alegria do carnaval na maneira de amenizar o sofrimento no  “  BLOCO  DA  SOLIDÃO  “   

  [  “  / Angústia , solidão / Um triste adeus em cada mão / Lá vai , meu bloco , vai / Só desse jeito / é que ele sai / Na frente , sigo eu / Levo o estandarte  / De um amor / Amor que se perdeu / No carnaval ,/ Lá vai meu bloco, / E lá vou eu , também / Mais uma vez / Sem ter ninguém /No sábado , domingo / Segunda e terça-feira /E quarta-feira , vem /E o ano inteiro / É todo assim , / Por isso , quando eu passar / Batam palmas pra mim / ............ /  “  ]

  .Numa maravilhosa demonstração conceitual sobre sentimento , Evaldo Gouveia  e  Jair Amorim constroem um bolero que fez muito sucesso com a brilhante voz de Altemar Dutra , porque ele era também  “  SENTIMENTAL  DEMAIS  “  

  [ “ /  Sentimental eu sou / Eu sou , demais / Eu sei que sou assim / Porque assim ela me faz .../ As músicas que eu / Vivo a cantar / Têm o sabor igual .../ Por isso é que se diz: / Como ele é sentimental/  Romântico é cantar, Eu sou assim  / Cantando estas canções / Para quem ama igual a mim / E quem achar alguém / Como eu achei, / Verá que é natural / Ficar como eu fiquei / Cada vez mais ,/ Sentimental / “  ]  .

  Ainda com grande sucesso interpretado por Altemar Dutra ,  “  SERENATA DA CHUVA  “ .

  [ “ /  Só , lá fora a chuva que cai.../ Só , eu pego o meu violão ... / Ai , tange o bordão / E esta canção tão triste sai .../ Sou um seresteiro a sonhar .../ Ai , sem ter ninguém , sem luar .../ Canto e a chuva fria cai , / Canto nesta noite assim.../ Chove solidão dentro de mim ./ .........”  ]    .

  Intérprete quase que exclusivo da dupla , Altemar Dutra , mais uma vez, empresta sua voz maravilhosa para interpretar,  com muita sensibilidade ,  “   O  TROVADOR   “

  [ “ / Sonhei que era , um dia , um trovador / Dos velhos tempos que não voltam mais  / Cantava , assim , a toda hora / As mais lindas modinhas / Do meu Rio de outrora ... / Sinhá Mocinha de olhar fugaz /  Se encantava com meus versos de rapaz / ... ......./ “ ]  .

 O ato de separação entre casais apaixonados é o tema que motiva mais os compositores da MPB , com grandes lamentações de uma das partes . A dupla explora o tema com a canção  “   SOMOS  IGUAIS  “  .  

  [ “ /  acabei de saber / Que você riu de mim / Que depois perguntou / Se eu vivi / Se eu morri / Já que tudo acabou / Eu sei lá se você / Quis de fato saber / Pelo sim / Pelo não / Abro o meu coração / É melhor te dizer / Eu sou o mesmo que você deixou / E vivo aqui onde você viveu / Existe em mim / O mesmo amor / Aquele amor / Que nunca mais foi meu / Por que viver a me humilhar assim  /Por que matar esta ilusão em mim / Você e eu / Somos iguais / Não mudamos jamais /  .  ]

  A recordação de tempos felizes no amor é a vivificação da saudade que se aflora no encontro casual das partes  envolvidas em antigos amores :  “  E  A  VIDA  CONTINUA  “ .  

  [ “ /  Eu encontrei / Ontem na rua / O meu amor / Aquele amor / Que pôs em mim/ Toda amargura / E recordei / Estando só / A ternura de outrora / Tempos felizes /  Que se resume / Em lembranças agora /  Alguém te amou / E hão de te amar / Como eu te amei / Há corações que te darão / O que eu te dei / Tu passas pela rua / E a vida continua / E em mim também / Esta saudade sempre tua / . “  ]   .

 Ainda desenvolvendo o tema da separação  e , posteriormente , o arrependimento motiva o pedido de volta . Consciente de tal fato, apresenta uma atitude de grande tranquilidade em   “  DEIXE  QUE  ELA  SE  VÁ   “

  [ “ /  Deixe que ela se vá / Não lhe diga que não / Que não / Deixe que ela se vá /  Procurar outro amor em vão / Mas um dia se ela cansar / E pensar na maldade que fez / Certamente ela há de voltar / Ao meu lado outra vez / E quando ela volta , / Eu então , a sorri lhe direi / Que cansei de esperar / E que não posso aceitá-la outra vez / “ .  ]

    .  Mais uma vez com suas características  inconfundíveis , versando sobre o sentimento da paixão e o desconforto contido no ato da separação , vai à procura de um novo amor identificado com a que perdera :  “  ALGUÉM  COMO  TU   “ 

  [ “ / Alguém como tu / Assim como tu / Eu preciso encontrar . / Alguém sempre meu / Com o olhar como o teu / Que me faça sonhar / Amores eu sei / Na vida eu achei e perdi / Mas nunca ninguém desejei / Como desejo a ti ./ Se tudo acabou / Se o amor já passou / Há de o sonho ficar / Sozinho estarei / E alguém eu irei procurar / Eu sei que outro amor posso ter / E um novo romance viver / Mas sei que também / Assim como tu mais ninguém . /  “  ]

  .  O tango argentino comumente versa sobre o sofrimento do amor perdido desenvolvido magistralmente nas composições de Gardel .  Incorporando esse estilo em suas galerias musicais , Evaldo Gouveia  e Jair  Amorim  compuseram   “    TANGO  PARA   TERESA    “ .  

  [ “ /  Hoje / Alguém pôs a rodar / Um disco de Gardel  no apartamento junto ao meu / Que tristeza me deu / Era todo um passado lindo / A mocidade vindo da parede me dizer / Para eu sofrer / Trago a vida agora calma / Um tango dentro d’alma / A velha história de um amor / Que no tempo ficou / Garçom põe a cerveja sobre a mesa ! / Bandoneon ! Toque de novo que Teresa / Esta noite vai ser minha e vai dançar / Para eu sonhar / A luz do cabaré já se apagou em mim / O tango na vitrola também chegou ao fim / Parece me dizer / Que a noite envelheceu / Que é hora de lembrar / E de chorar ... / “  ]

   . De todos os cantores que interpretaram as músicas compostas pela  dupla , foi  Altemar Dutra o que maior número executou . Ainda sobre o tema amoroso em que o apaixonado se humilha implorando  o amor da mulher amada , oferece   “  TUDO  DE  MIM  “ 

  [ “ /  De que é feito afinal /Esse seu coração / E que espécie de amor / Você deseja dar / Se me humilho demais /Me arrasto até o chão /Ainda fico a dever / Sem lhe contentar / O que mais quer você / Se tudo já lhe dei / Se o que resta de mim / sorrindo me entreguei / Se do pranto do olhar / Nem mesmo tenho mais / Uma gota sequer / Para chorar / Só minha vida / Eu não lhe dou / Como lhe dar / se morto estou /.  “  ]    .

Já pertencentes à ala dos compositores da Portela , Evaldo Gouveia e Jair Amorim , em 1974 , compuseram , para concorrer , um samba  cujo  enredo era  “ O MUNDO  MELHOR  DE  PIXINGUINHA  ( PIZINDIN )  “ ,  saindo-se vencedores .  

  [ “ / Lá vem Portela / Com Pixinguinha em seu altar / E altar de escola é o samba / Que a gente faz / E na rua  vem cantar /  Portela / Teu carinhoso tema é oração / Pra falar de quem ficou / como devoção / Em nosso coração / Pizindin ! Pizindin ! Pizindin ! / Era assim que a vovó / Pixinguinha chamava / Menino bom em sua língua natal / Menino bom que se tornou imortal / A roseira dá / Rosa em  botão / Pixinguinha dá  rosa , canção / E a canção bonita é como a flor / Que tem perfume e cor /E ele / Que era um poema de ternura e paz /Fez um buquê que / Não se esquece mais / De rosas musicais / Lá vem Portela !!! “ ]  .

         EVALDO GOUVEIA   e   JAIR  AMORIM   eram compositores de rara produtividade e seus principais sucessos  foram  frutos  de uma parceria vitoriosa de 32 anos , unidos na amizade , no senso criativo   e na cumplicidade diante da composição  musical .

     O  CANTINHO  MUSICAL  promoveu uma minuciosa triagem  em um universo de excelentes canções , selecionando aquelas que mais sucessos fizeram na interpretação de vários cantores famosos e de maior popularidade dos amantes da música  no brilhante acervo dessa dupla magnífica que , com muita certeza, contribuiu para  enriquecimento da MÚSICA  POPULAR  BRASILEIRA .

“  A  COINCIDÊNCIA   DO ENCONTRO  PROMOVIDO  POR  DEUS  ENTRE  EVALDO GOUVEIA   E  JAIR  AMORIM   FEZ   DA  DUPLA  RESPONSÁVEL  POR  ALGUMAS  DAS  MELHORES  FATURAS  QUE  O  GÊNERO  CONHECEU  ENTRE  NÓS  ,  PRODUZINDO  CANÇÕES  DEFINITIVAMENTE  INCORPORADAS  PELA MUSICALIDADE   BRASILEIRA  .  “

 

WALDEMAR  PEDRO  ANTONIO                                  e-mail  :     [email protected]      

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »