20/11/2015 às 06h09min - Atualizada em 20/11/2015 às 06h09min

Dia da Consciência Branca!?

Dia da Consciência Branca!?

Paulo Lucio – Carteirinho

No dia 20 de Novembro comemoramos o Dia da Consciência Negra. Toda vez que aproxima dessa data, muitos que são contra ou que não entendem a importância desse dia aproveitam para repetir uma velha frase: Por que não tem o dia da Consciência Branca?

Na verdade, tem sim  o dia da Consciência Branca. Porém, não é celebrado apenas num dia, mas todos os dias.  Para comprovar isso cito fatos  recentes. Os atentados terroristas praticados pelo Estado Islâmico (EI).  

Dias atrás, o mundo ficou chocado com os atentados terroristas ocorridos na França. Cerca de 130 pessoas morreram, mais de 200 ficaram feridas. Esse acontecimento foi amplamente divulgado pela mídia do mundo todo, em especial a  mídia brasileira. A todo o momento flashes ao vivo. Matérias com depoimento das vítimas e comentários de  especialistas.  Fato que se repetiu por dias e tende a continuar por semanas.  Tivemos também campanha no facebook com a bandeira da França - inclusive aderir a campanha.

Meses atrás, na Nigéria, o grupo terrorista jihadista,  Boko Haram, aliado do  Estado Islâmico, cometeu vários atentados. Num só ato, mais de 200 pessoas foram mortas. Segundo o presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, o grupo terrorista já matou 17 mil pessoas e provocou a fuga de 2,5 milhões de habitantes desde 2009. Apesar de um número  superior aos atentados na França,  os atentados na Nigéria não foram noticiados. Nossa mídia não deu um pio. Não tivemos campanha no facebook. Fato que se repete em outros atentados em países africanos e asiáticos.  Por quê?

Vamos analisar esses países. A França fica na Europa. A Nigéria fica na África. A  população da França é maioria branca. A população da Nigéria maioria negra. França é um país rico.  Nigéria país um  pobre. F

Como podem notar, quando um ato é praticado  contra um povo branco/rico  ganha  destaque mundial.  Quando um  mesmo ato acontece contra um povo negro/pobre  não é destaque.  Vale destacar que a cor do sangue negro/pobre é a mesma do sangue branco/rico.  

A música de Max Gonzaga, Sou Classe Média,  fala por si: “Mas se o assalto é em Moema. O assassinato é no "jardins". A filha do executivo é estuprada até o fim. Ai a mídia manifesta a sua opinião regressa. De implantar pena de morte, ou reduzir a idade penal.  De implantar pena de morte, ou reduzir a idade penal. E eu que sou bem informado concordo e faço passeata. Enquanto aumenta a audiência e a tiragem do jornal .  Porque eu não "to nem ai". Se o traficante é quem manda na favela. Eu não "to nem aqui". Se morre gente ou tem enchente em Itaquera. Eu quero é que se exploda a periferia toda. Toda tragédia só me importa quando bate em minha porta. Porque é mais fácil condenar quem já cumpre pena de vida.”

Deixando de lado a Consciência Branca, voltando para a Consciência Negra, é um dia que deve ser destacado. Afinal, é o dia em que lembrarmos os 300 anos de escravidão da raça negra no Brasil. O dia 20 de Novembro não foi escolhido à toa. Foi nesse dia que morreu Zumbi dos Palmares,  um dos maiores líderes negros que lutaram contra a escravidão, ou melhor, pela liberdade e igualdade. Jamais poderemos esquecer os   séculos de tortura, mortes, exploração, violência contra a raça negra.

O mundo tem uma dívida histórica com a raça negra. Que sentem na pele as consequências do passado. Como diz Machado de Assis: “Libertaram os escravos, falta libertar os negros”.  Os negros continuam “escravos”. Escravos da cultura branca que ainda explora a raça negra.

 Nos desenhos infantis (Branca de Neve, Bela Adormecida, Cinderela...)  mostram  apenas  personagens brancas.  Os comerciais de TV  mostram apenas os brancos comprando, gastando, viajando,  vestindo... .  Nos filmes e novelas os negros sempre nos piores papeis.

A arte imita a vida. Ela reproduz o que vivemos.   Vivemos numa sociedade racista e preconceituosa. Por isso a importância do dia da Consciência Negra. Dia que enaltece a raça negra. Seus costumes, cultura, línguas, danças, vestimentas, religiões. Resgatando as origens do povo africano.  Combatendo o racismo,  preconceito e a intolerância.  

Assim como a Consciência Branca, a Consciência Negra deve ser celebrada todos os dias.  Salve Zumbi! Salve Dandara! Salve Ganga Zumba! Salve a raça negra! Salve o dia da Consciência Negra! 

 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »