30/05/2016 às 07h46min - Atualizada em 30/05/2016 às 07h46min

DESPONTAR EM M´ALMA!

Cláudio Araújo
O tempo esfria, a brisa gelada
Me trasa toda necessidade de tê-la
Mais uma vez no calor do meu abraço.
E te relembro você carente,  e sempre soho contigo,
Nas madrugadas solitárias,à porta fiquei,
Não sei por quanto tempo, a te vislumbrar...
Tua silhuetadespontando no horizonte de m´alma.
De repente desperto!...
O sonho não se materializará mais uma vez,
Não a verei como quero,
Arrepiada de emoções intensas, pelos eriçados,
Desejosa dos meus beijos,
Da quentura ímpar do meu corpo,
Sorver e me doar energias...
No amor te dar Vida!
(*)Autor dos Livros de Poesias: Horizontes de Liberdade e Fé(1999) - Estrada de Infinito e de Paz(2001) - Alumbramentos D´Alma(2010) - I Encontro Sertanejo de Escritores(2016) - Grupo Poemas do Brasil(2015) - Sociedade Artistas do Brasil(2015) - Grupo Café Poético & Sarau(2015) - Antologia Nacional Talento Poético(2015) - Antologia Internacional Asas da Liberdade, "Desde o Brasil até o Chile em Verso e Prosa"(2013) - Antologia Nacxional, "Poesias Encantadas", Vol. I(2010), Vol. IV(2012), Vol. VII(2014) - Colaborador da Imprensa Escrita do Estado de Sergipe e Além Fronteiras(1982/2016) - Sócio e Fundador do Clube dos Poetas Estanciano, Entidade de Utilidade Públicas Municipal e Estadual, Leis: 819/1991 e 8.092/2016, Fundado em: 24 de Fevereiro de 1991.
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »