10/06/2016 às 19h05min - Atualizada em 10/06/2016 às 19h05min

Homenagem ao grande ídolo da música popular brasileira Cauby Peixoto

CANTINHO  MUSICAL  pede vênia  aos compositores da  MPB  para homenagear um ícone da canção  , com sua versatilidade musical  , com sua voz  cristalina ,  com suas magníficas interpretações  ,  com sua simpatia  e respeito  ternos , com  perfeita elegância  em suas apresentações  , enfim ,  a  pura essência  de um  magistral   cantor  :  CAUBY  PEIXOTO .  Sua  passagem  pela vida  e  pela  música deixou  rastros  de encantamento  e devoção  que retratam  o imenso  prazer  em  ouvi-lo  , eternizando    sua  bela  voz  na memória dos amantes das boas canções  e apreciadores  dos grandes intérpretes  .  A  passagem  de Cauby  para o outro lado espiritual  deixou  órfãos  todos  que  se sustentam  de  harmonia  ,  ritmo e melodia  vocais  , em um sentimento  de eterna saudade .  A  sua versatilidade  musical  foi  ,  com  certeza  , a  mais  importante  característica  entoada  no repertório  de suas canções .  A voz potente, grave e ao mesmo tempo aveludada de Cauby Peixoto foi (e para sempre será) o maior legado do cantor, morto aos 85 anos na madrugada de  16  de  maio de 2016 . Há 60 anos, um dos maiores ícones da música brasileira iniciava sua carreira chamando a atenção pelo timbre único e o estilo próprio de cantar.   Cauby  Peixoto  era muito exigente na escolha das músicas que gravou. Exigia letras poeticamente compostas, sem "apelações" e com  correta pureza para não banalizar a língua portuguesa. Havia um casamento perfeito entre a letra e a música com  melodia e harmonia ajustando-se divinamente. Abrilhantou  muitas obras  músicais  criadas pela nata poética do nosso cancioneiro , com uma sutileza na  voz  encantadora  e segura .  Cauby Peixoto e Ângela Maria estabeleceram uma profunda e fiel amizade fraternal , constituindo  uma parceria vocal de encantar todos os apreciadores da boa música e representam o que há de mais tradicional e original dentro da história da Música Popular Brasileira , lendas vivas da era de ouro do Rádio . A  singela  homenagem que prestaremos  conta com a exposição magnífica  de algumas belas canções desse  exponencial intérprete do  nosso  cancioneiro .

      Iniciaremos a pequena demonstração de suas atuações musicais , com  uma canção que , dentre muitas , passou rotular  a  imagem de Cauby  Peixoto“  CONCEIÇÃO “  .                      [ “ /  Conceição / Eu me lembro muito bem / Vivia no morro a sonhar / Com coisas que o morro não tem / Foi então / Que lá em cima apareceu / Alguém que lhe disse a sorrir / Que, descendo à cidade, ela iria subir / Se subiu / Ninguém sabe, ninguém viu / Pois hoje o seu nome mudou / E estranhos caminhos pisou / Só eu sei / Que tentando a subida desceu / E agora daria um milhão / Para ser outra vez Conceição / . “  ]  .






Chico  Buarque  de  Holanda , em  um lampejo  genial ,  cria uma bela canção , abordando um lado angustiante do artista  pelo abandono da pessoa amada e responsabiliza Cauby Peixoto pela ornamentação interpretativa com sua voz aveludada , a fim de descrever os sentimentos e as lamúrias do  artista   nos “  BASTIDORES  “  .  [ “ /  Chorei, chorei, até ficar com dó de mim / E me tranquei no camarim / Tomei um calmante / Um excitante e um bocado de gim / Amaldiçoei o dia em que te conheci / Com muitos brilhos me vesti / Depois me pintei, me pintei, me pintei, me pintei / Cantei, cantei / Como é cruel cantar assim / E num instante de ilusão, / Te vi pelo salão / A caçoar de mim / Não me troquei, / Voltei correndo ao nosso lar, / Voltei pra me certificar / Que tu nunca mais vais voltar, vais voltar, vais voltar / Cantei, cantei / Nem sei como eu cantava assim / Só sei que todo cabaré / Me aplaudiu de pé quando cheguei ao fim. / Mas não bisei, / Voltei correndo ao nosso lar, / Voltei pra me certificar / Que tu nunca mais vais voltar, vais voltar, vais voltar / Cantei, cantei / Jamais cantei tão lindo assim / E os homens lá pedindo bis / Bêbados e febris a se rasgar por mim / Chorei, chorei até ficar com dó de mim. / . “  ]   . 

Outra bela canção que marca a indiscutível voz de Cauby foi composta  por  Poli  e  Henrique  Lobo com  muita  simplicidade poética e musical , retratando a frieza do fenômeno da  natureza e , ao mesmo  tempo , o sentimento de  solidão  pela espera da amada , na genial interpretação de  “   TARDE  FRIA  “ .  [ “ /  Tarde fria / Sozinho espero / Por você  / Que não vem / E eu quero / Tarde fria / Sinto frio / Na alma / Só você  / Que não vem / Me acalma / E o vento  / Sopra frio... gelando / E eu / Sem você  / Até quando .../ Vem o vento / E a tarde é fria / Estou só / E minha alma / Vazia ..../ . “  ]  .






Existe uma real maneira de camuflar todo um sofrimento que se expressa  na face , substituindo os traços faciais da amargura que figuram em um semblante por um falsificado sorriso , para que todos suponham que está feliz . Cauby interpretou esse  sorriso  com um vasto poder lírico acoplado em sua maravilhosa voz :   “  SORRI  “  .  [ “ /  Sorri quando a dor te torturar / E a saudade atormentar / Os teus dias tristonhos vazios / Sorri quando tudo terminar / Quando nada mais restar / Do teu sonho encantador / Sorri assim quando o sol perder a luz / E sentires uma cruz / Nos teus ombros cansados doridos / Sorri vai mentindo a sua dor / E ao notar que tu sorris / Todo mundo irá supor / Que és feliz / . “  ]  .    A  tradução desta bela canção com a magnífica interpretação de Cauby foi música de um filme  de Charlie Chaplin cujo título original era “ Limelight “ que narra a pungente história de um palhaço velho, bêbado e decadente  e seu amor platônico por uma jovem bailarina suicida focado nas “  LUZES  DA  RIBALTA  “ .   [ “ /  Vidas que se acabam a sorrir / Luzes que se apagam, nada mais / É sonhar em vão tentar aos outros iludir / Se o que se foi pra nós / Não voltará jamais / Para que chorar o que passou / Lamentar perdidas ilusões / Se o ideal que sempre nos acalentou / Renascerá em outros corações / . “  ]  .


A demonstração de que o amor está sempre decadente pela desilusão de quem acredita que os sentimentos amorosos são eternizados no coração está explicitada nesta magnífica canção ao  ritmo de bolero :  “  NINGUÉM  É  DE  NINGUÉM  “ .  [ “ /  Ninguém é de ninguém, na vida tudo passa / Ninguém é de ninguém, até quem nos abraça / Não há recordação que não tenha seu fim / Ninguém é de ninguém, o mundo é mesmo assim / Já tive a sensação que amava com fervor / Já tive a ilusão que tinha um grande amor / Talvez alguém pensou no amor que eu sonhei / E que perdi também / E assim, vi que na vida, ninguém é de ninguém / . “  ]   . A versatilidade musical de Cauby presente em seu  repertório era , também , além da exuberante  voz aveludada , o ponto  de grande valorização deste intérprete da nossa  MPB .




Dentre todos os sucessos na voz de Frank Sinatra ,  houve um eternizado no meio de muitas canções por ele interpretadas , entretanto a alma versátil de Cauby Peixoto , em um desafio musical corajoso ,  assumiu o canto deste precioso jazz , cantando em inglês :  “  NEW  YORK  ,  NEW  YORK  “    [ “  / Start spreading the news/ I'm leaving today / I want to be a part of it / New York, New York / These vagabond shoes / Are longing to stray / Right through the very heart of it / /New York, New York / I wanna wake up in that city / That doesn't sleep / And find I'm king of the hill / Top of the heap / These little town blues / Are melting away / I'll make a brand new start of it / In old New York / If I can make it there / I'll make it anywhere / It's up to you / New York, New York / New York, New York / I want to wake up / In that city that never sleeps / And find I'm a number one, top of the list / King of the hill / A number one / These little town blues / Are melting away / I'm gonna make a brand new start of it / In old New York / And / If I can make it there / I'm gonna make it anywhere / It's up to you / New York, New York, New York / . “  ]  

Numa   maravilhosa visão conceptual  sobre o amor , a canção interpretada por Cauby expressa  uma comparação preciosa com as mais sofisticadas joias , afirmando o valor da devoção amorosa dedicado  à  pessoa amada . Em um aceleramento rítmico da canção ,  o tema desenvolve-se maravilhosamente  num processo comparativo entre  o amor ,  “  A  PÉROLA  E  O  RUBI  “ .    [ “ /    O Amor é uma pérola clara / E tem o ardor e um rubi  / Então, esse amor que devoto a ti  / É a gema rara de um rubi  / Se o amor (amor) tem fulgor dos brilhantes  / Fiel como ouro de lei  / Se o Amor é o tesouro que encontrei  / No coração eu guardarei  / Verás com os lábios nos meus  / Que é o amor, o milagre de Deus  / O Amor, o amor  / O Amor é uma pérola clara (uma pérola clara) / Se tem (tem) o ardor e um rubi (oooooooooooo)  / Então, esse amor que devoto a ti  / A gema rara de um rubi / . “  ]  . 



A  bela canção versa sobre um enorme lamento da pessoa amada pela perda de seu amor que optou pela escolha de outra pessoa . A cena passa-se em um templo numa cerimônia de casamento quando o narrador traduz os sentimentos sofridos  da amada pela escolha matrimonial em um grande arrependimento da     “ NOIVA  “ .  [ “ /  Branca e radiante  / Vai a noiva  / Logo a seguir o noivo amado  / Quando se unirem os corações  / Vão destruir-me as ilusões  / Ao pés do altar está chorando  / Todos dirão que é de alegria  / Dentro, sua alma está gritando  / Ave Maria / Chorará também  / Ao dizer o sim  / E ao beijar a cruz  / Pedirá o perdão / E eu sei que esquecer não poderia  / Que era eu e não ele a quem queria  / Aos pés do altar está chorando  / Todos dirão que é de alegria  / Dentro, sua alma está gritando  / Ave Maria  / Ave Maria / Ave Maria / . “  ]   . 




Em uma genial  interpretação , Cauby incorporou  o espírito latino na tradução de um famoso bolero de Alberto  Dominguez , dando um tempero especial  na condução rítmica da canção :  “  PERFÍDIA  “  .    [ “ / Amei / Como ninguém te amou, querida / De ti o menor gesto adorei / Esquecido da própria vida / Perfidia, / Mandaste em troca e eu não esqueci / Das rosas, das orquídeas, das violetas / Que eu dava a ti / Esquecida no ambiente luxuoso /Em que sempre vivias / Tu deixastes que murchasse minhas flores / Meu buquê de fantasias / E agora, /  Que adoras a quem te magoa / Perdoa pelo bem que eu te quis / Perdoa e serás feliz./ . “  ]  .






Em  um lampejo criativo , Newton Teixeira  e  Jorge Faraj  criaram  uma maravilhosa canção , expressando , no decorrer de seus versos , um belo retrato da beleza da mulher sobrepondo-se  às exuberantes paisagens da natureza e , também , a paixão pela imagem da amada na certeza de que o amor é  idealizado e inatingível , porque ela é rica e ele pobre  interpretada na voz cristalina de Cauby Peixoto “ A  DEUSA  DA  MINHA  RUA  “ .  [ “ /  A deusa da minha rua tem os olhos onde a lua / Costuma se embriagar / Nos seus olhos eu suponho / Que o sol num dourado sonho / Vai claridade buscar./ Minha rua é sem graça mas quando por ela passa / Seu vulto que me seduz / A ruazinha modesta é um paisagem de festa / É uma cascata de luz./ Na rua uma poça d'água / Espelho da minha mágoa / Transporta o céu para o chão / Tal qual o chão da minha vida / A minh'alma comovida / O meu pobre coração./ Infeliz da minha mágoa / Meus olhos são poças d'água / Sonhando com seu olhar / Ela é tão rica e eu tão pobre / Eu sou plebeu e ela é nobre / Não vale a pena sonhar/ . “  ]  .


Das  traduções interpretadas por Cauby Peixoto , “  LOVE  IS  A  MANY-SPLENDORED  THING “  é um marco bem temperado musicalmente na brilhante voz deste ícone da nossas canções . O tema versa sobre uma visão conceptual do amor sublime na demonstração de que a felicidade é  resultante de uma relação amorosa  :   “  É  TÃO  SUBLIME  O  AMOR  “ .  [ “ / É tão sublime o amor /        O amor que tem da meiga flor o perfume, a cor / Uma estrada tão florida / Razões da própria vida / O sonho mais feliz de um sonhador / Foi só depois que te encontrei / Que aprendi a ver no nosso amor / A suprema lei / E não pode haver ninguém no mundo, / Seja lá quem for, / Sorrindo sem ter um grande amor / (  BIS ) / . “  ]  .





Encerrando uma  pequena apresentação musical  desse fabuloso intérprete da MPB , optamos por uma canção , fruto da criação de Evaldo Gouveia e Jair Amorim , que expressa a tristeza de quem perdeu seu grande amor , demonstrando um belo sentimento da pureza de sua paixão :  “   ALGUÉM  ME  DISSE  “  .          [ “ /  Alguém me disse que tu andas novamente / De novo amor, nova paixão, toda contente / Conheço bem tuas promessas / Outras ouvi iguais a essas / Este teu jeito de enganar conheço bem / Pouco me importa que tu beijes tantas vezes / E que tu mudes de paixão todos os meses / E vá beijar como eu bem sei  / Fazer sonhar como eu sonhei / Mas sem ter nunca / Amor igual ao que te dei / . “  ]  .
         Das inúmeras belezas musicais interpretadas  por CAUBY  PEIXOTO  ,  o  CANTINHO  MUSICAL , com todo cuidado e respeito às outras canções , fez uma triagem em  uma  imensa relação dos sucessos  no  repertório  desse  SÍMBOLO  MAGNÍFICO DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA . Esta homenagem póstuma certamente sensibilizará enorme leva de fãs que , durante muito tempo , se encantaram com a voz aveludada  de CAUBY  PEIXOTO .
    “  A  ARTE  DE LEVAR  O  CANTO AO  MAIS  DISTANTE OUVIDO SENSÍVEL RESULTA NA IMORTALIDADE DA  VOZ  E  DA MENSAGEM CONTIDAS NAS BELAS CANÇÕES ! CAUBY  PEIXOTO SOUBE  PRESERVAR ,  COM MUITO AMOR  E DEDICAÇÃO , UMA MANEIRA DIVINA DE PERPETUAR JUNTO COM AS MÚSICAS A SUA  AVELUDOSA VOZ  . “
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »