04/02/2017 às 12h24min - Atualizada em 04/02/2017 às 12h24min

Nova localização da feira do produtor agrada a feirantes e ao público

Apesar de provisória mudança pode se tornar permanente porque deu mais visibilidade às barracas recebendo elogios.

Luiz Otávio Meneghite - Fotos: Kalon Moraes
Nova localização recebeu aplausos do público e feirantes
Uma reunião ocorrida esta semana na sede da Emater/Leopoldina culminou com a decisão de mudança de local de funcionamento da Feira do Produtor Rural na Praça João XXIII, a partir deste sábado, 4 de fevereiro.
Reunião na Emater discutiu problemas da Feira do Produtor
A mudança se deu em decorrência da infestação de andorinhas migratórias nas árvores daquele logradouro, o que tem gerado acúmulo de fezes desses pássaros, exalando forte odor e proporcionando sujeira e, consequentemente, prejudicando o funcionamento da Feira com a diminuição da clientela.

A Feira do Produtor foi transferida para o outro lado da rua junto ao ponto de táxi ali existente. De acordo com a decisão acordada entre as autoridades municipais, técnicos da Emater e feirantes, a mudança é provisória, até que seja solucionado o problema causado pelas aves migratórias e a limpeza da Praça João XXIII.

Mas, a montagem das barracas em novo local causou boa reação do público e feirantes dando maior visibilidade à Feira do Produtor e isso pode fazer com que a mudança provisória se torne permanente.

Um dos funcionários da Prefeitura, responsável pela montagem das barracas, comentou com a reportagem do Jornal Leopoldinense que uma das dificuldades encontradas na madrugada deste sábado para a instalação da feira no novo local, foram os carros que pernoitam estacionados ali.

O técnico da Emater, Cimar Onofre Barbosa, informou ao jornal que está providenciando a substituição da cobertura das barracas por lonas novas, o que vem sendo reivindicado pelos produtores feirantes.

Para o prefeito José Roberto de Oliveira, tanto a Secretaria de Serviços Urbanos quanto a de Agricultura, estão buscando solução para o problema. "Esse fato ocorrido na Praça João XXlll é uma situação inusitada, as aves são migratórias e nesse  período, elas irão procurar abrigo nessa região de Leopoldina e devemos respeitar a natureza.  Já solicitei da nossa Equipe, um levantamento e um estudo para podermos agir, sem prejudicar as "andorinhas", ou qualquer pássaro que escolham nosso município para migrar. Tudo será feito de forma natural, respeitando a natureza das aves", explicou.

Feira livre gera renda para o produtor e emprego para o Município.

Cimar Onofre Barbosa, da Emater de Leopoldina

A feira livre do produtor rural de Leopoldina foi criada a partir da iniciativa da EMATER-MG em parceria com a Secretária Municipal de Agricultura de Leopoldina, objetivando beneficiar agricultores familiares de diversas localidades rurais do Município, que produzem hortaliças, frutas e produtos da agroindústria.

Antes da criação da Feira Livre, estas famílias comercializavam seus produtos em mercados da sede do Município e para outros atravessadores. A partir da instalação deste projeto, estes agricultores passaram a ter a oportunidade de vender seus produtos, diretamente para os consumidores urbanos a preços justos, proporcionando o acesso a produtos frescos de boa qualidade a preços acessíveis, e a certeza da oferta em dias determinados.

Desde a sua criação a feira vem sendo realizada as quartas-feiras e sábados, a partir das 6 horas da manhã, na Praça João XXIII, no centro da cidade. A Prefeitura Municipal de Leopoldina mantém um fiscal permanente nos dias de funcionamento, e realiza também a limpeza do local, montagem, guarda e manutenção das barracas, estas cedidas pela EMATER-MG, adquiridas através do Programa Minas Sem Fome.

Cabe a EMATER-MG também a responsabilidade do acompanhamento técnico aos produtores participantes e a emissão de laudos de produção, para certificar que todos os produtos comercializados sejam oriundos das propriedades cadastradas.

Atualmente, alguns dos agricultores familiares que participam da Feira Livre estão também comercializando seus produtos junto ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), diretamente para escolas das redes estadual e municipal de Leopoldina.

A iniciativa de criação desta Feira Livre, vem constituindo-se em  uma excelente alternativa de renda para as famílias participantes e oportunidade de emprego para o Município.

Sabendo da importância social e econômica deste trabalho, a Prefeitura Municipal de Leopoldina, já solicitou junto a diretoria da EMATER-MG em Belo Horizonte a possibilidade de liberação de mais algumas barracas para atender novos produtores interessados em participar deste projeto. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »