17/02/2017 às 08h16min - Atualizada em 17/02/2017 às 08h16min

Segurança pública é destaque na Câmara de Vereadores de Leopoldina

O debate foi provocado por José Augusto Cabral ao apresentar a indicação nº 084/2017

Arnaldo Spindola - Assessoria de Imprensa
Vereador José Augusto Cabral
Pesquisas revelam que segurança está entre as maiores preocupações do brasileiro. Segundo o Portal Observatório de Segurança Pública da UNESP-OSP, na última década, a questão da segurança pública passou a ser considerada problema fundamental e principal desafio ao estado de direito no Brasil.
 
Em Leopoldina, essa questão ganhou visibilidade em virtude de repetidas ocorrências de furtos e roubos, agressões, tráfico de drogas, homicídios, tentativas de estupro, dentre outros. Diante da perplexidade da população, o tema acabou sendo tratado durante as reuniões da Câmara Municipal.
 
O debate foi provocado por José Augusto Cabral ao apresentar a indicação nº 084/2017. Nessa proposição, o vereador sugeriu a implantação da Guarda Municipal, como forma de apoiar a segurança pública no município, agindo em conjunto com as forças de segurança já presentes em Leopoldina. Além disso, os guardas municipais poderão atuar no trânsito, bem como na conservação dos patrimônios históricos e espaços públicos.
 
A indicação, aprovada por unanimidade, também sugeriu a implantação do Programa Olho Vivo, que consiste no videomonitoramento da violência, em parceria com o Estado, através das Polícias Militar e Civil. Em sua justificativa, o parlamentar cita como exemplo Muriaé que recentemente implantou 34 câmeras de alta resolução em pontos estratégicos da cidade.
 
Na conclusão da proposição, é sugerido o agendamento de uma reunião especial na Câmara de Vereadores para aprimorar o debate sobre segurança pública, com a participação de representantes dos Poderes Executivo e Legislativo, das Polícias Civil e Militar, do Pelotão do Corpo de Bombeiro Militar, da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, além de representantes da Sociedade Civil Organizada, como OAB, Associação Comercial, Sindicato Rural, Ministério Público, entre outros.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »