26/02/2017 às 21h14min - Atualizada em 26/02/2017 às 21h14min

Homem mata casal a marretadas e rouba veículo em Itamarati de Minas

Guilherme à direita, e a marreta usada no crime com o cabo partido: teria sido quebrado durante os golpes
Um casal foi assassinado a golpes de marreta dentro de sua casa enquanto dormia, por volta das 8 horas da manhã deste domingo, 26 de fevereiro, em Itamarati de Minas (22 km de Cataguases). A cidade não registrava homicídio havia mais de dez anos. O crime revoltou a cidade e dezenas de pessoas se aglomeraram em frente á residência das vítimas para acompanhar o trabalho da Polícia Militar que prendeu o autor minutos depois no posto de gasolina que fica na saída da cidade. Ele foi trazido para Cataguases porque havia temor de linchamento, segundo informou tenente Lacerda, comandante do policiamento naquele município.
 
De acordo com o relato do cabo Batista à reportagem do Site do Marcelo Lopes, que assumiu o caso e prendeu o suspeito do crime, Guilherme Vieira Machado, de 33 anos, entrou na residência do casal para roubar um Fiat Uno verde, mas quando percebeu que havia pessoas no imóvel, viu que elas dormiam e pegou uma marreta de aproximadamente 3 quilos e matou com golpes na cabeça Andiana Aparecida Ramos, de 22 anos de idade e Gelson de Assis Gomes, 63, proprietário de um bar tradicional, que fica na Avenida Ricardo Zanella, principal via de acesso ao centro daquela cidade. Em seguida, pegou o veículo e saiu sentido Cataguases, porém, ele resolveu parar no posto de gasolina para abastecer, onde foi preso por eles, contou.
 
Os policiais souberam do ocorrido poucos minutos após o fato, de acordo com tenente Lacerda. "Um telefonema denunciando uma ocorrência de trânsito trouxe a PM até o local do crime e, quando chegou lá é que soube realmente que se tratava de um furto de veículo seguido de duplo homicídio", explicou. Uma testemunha revelou aos militares ter visto o Fiat Uno seguir em direção a Cataguases dirigido pelo suspeito que é de Itamarati. Cabo Batista foi até o posto e o encontrou ainda abastecendo o carro, o reconheceu por causa de seus antecedentes criminais e lhe deu voz de prisão, completou tenente Lacerda. 
 
Guilherme já cumpriu pena por roubo e furto de veículos tendo deixado o presídio de Cataguases em 2015, segundo informou a PM. Nesta noite de sábado, 25, ainda de acordo com os policiais, ele foi visto circulando pela praça onde aconteciam os festejos de carnaval. Familiares da vítima confirmaram que o veículo pertencia a Gelson. A perícia técnica da Polícia Civil esteve no local e fez os exames de praxe e liberou os corpos para o sepultamento.

Fonte: Site do Marcelo Lopes

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »