08/03/2017 às 08h15min - Atualizada em 08/03/2017 às 08h15min

Atendimento a idosos é tema de reunião na Câmara Municipal de Leopoldina

Presidente do Asilo Santo Antonio faz explanação aos vereadores sobre o funcionamento da instituição

Arnaldo Spindola – Assessoria de Imprensa
Asilo Santo Antonio tendo à esquerda sua singela e aconchegante capela.
Na primeira reunião ordinária deste mês de março, os vereadores receberam a visita do atual Presidente da Casa de Repouso para Idosos Santo Antônio, Luiz Carlos Netto Barbosa que compareceu à Câmara em atendimento a um convite formulado pelos vereadores Rosalvo Domiciano Flauzino e José Ferraz Rodrigues, através do Requerimento nº 15/2017, aprovado por unanimidade. Durante sua explanação, Luiz Carlos explicou que a situação financeira da entidade é preocupante, mas que procura sempre manter o padrão de qualidade no atendimento aos internos. Segundo ele, a Casa de Repouso possui 75 idosos, com predominância do sexo feminino, sendo seis custeados pela Prefeitura Municipal, que são atendidos por 37 funcionários e profissionais liberais, como médicos, psicológicos e assistentes sociais, que atuam voluntariamente.

► Vereador José Ferraz Rodrigues


► Vereador Rosalvo Domiciano Flauzino

Com experiência de 15 anos na entidade, Luiz Carlos informou que a Casa de Repousos recebe recursos do Fundo Nacional de Assistência Social, mas o repasse é fragmentado. Disse que o Governo Municipal ajuda com uma subvenção de R$44.000,00 anuais, mas reclamou que ocorrem atrasos nos repasses, o que prejudica o trabalho. Ele anunciou que pretende colocar em prática alguns projetos para gerar novas receitas para a entidade, pois, apesar da redução no orçamento, tem conseguido contornar a situação financeira, sem prejudicar o funcionamento de toda a estrutura da entidade, além de manter em dia o pagamento dos funcionários.

Ele fez questão de enaltecer a importância da Casa de Repouso para Leopoldina, afirmando que, há cinco anos, ela foi premiada como sendo a quinta casa de repousos de Minas Gerais. Disse que o prédio principal foi construído em 1943 e atualmente está passando por adaptações para atender às exigências do Corpo de Bombeiro em relação à segurança contra incêndios.  Questionado sobre as despesas da Casa de Repouso, como água e energia elétrica, disse que, naquele momento, ele não tinha os dados e por isso não poderia informar com precisão, mas frisou que as despesas são altas.

Ao final, Luiz Carlos esclareceu que a função de presidente não é remunerada e que sua maior recompensa é poder ajudar aos idosos que lá estão internados. Agradeceu a oportunidade de comparecer à Câmara para conversar com os vereadores e aproveitou para convidá-los a visitarem as dependências da Casa de Repouso para constatar pessoalmente a veracidade de suas declarações. Em seguida, os autores do requerimento e os demais vereadores fizeram manifestações de apoio e reconhecimento ao trabalho do convidado e defenderam que outras entidades que recebem subvenção municipal devem também prestar contas junto ao Poder Legislativo, explicando como são utilizados os recursos públicos.

Fonte: Portal da Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »