12/05/2014 às 10h23min - Atualizada em 12/05/2014 às 10h23min

Salviano Ferraz diz em entrevista que produtor rural tem medo de empréstimos

Na oportunidade, o dirigente enalteceu o programa de incentivo ao plantio do café Conilon em Leopoldina

Redação
Leopoldinense
Salviano Junqueira Ferraz, presidente do Sindicato Rural de Leopoldina e vice-presidente da Faemg (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) órgão que representa os produtores rurais de todo o estado, concedeu entrevista na sexta-feira, 9/5, aos jornalistas Fernanda Espíndola e Luiz Otavio Meneghite, no programa Jornal Leopoldinense no Ar, que é transmitido pela Rádio Jornal AM de segunda a sexta-feira, de 08:00 às 09:00 horas.

Na oportunidade, o dirigente enalteceu o programa de incentivo ao plantio do café Conilon em Leopoldina, que passa a ser mais uma alternativa de renda para o homem do campo, que é, segundo ele, o maior gerador de empregos diretos no município.

Também membro da diretoria da Faemg, Salviano disse que a entidade une forças para defender os interesses políticos, econômicos e sociais da categoria, que possui 379 sindicatos, e também desenvolve ações juntamente com o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) para capacitar produtores através de cursos de FPR (Formação Profissional Rural) e PS (Promoção Social). Através do SENAR, 140 mil pessoas são atendidas anualmente em todas as regiões do estado.

O sindicalista reconhece que o governo federal tem disponibilizado muito dinheiro para emprestar ao homem do campo via Banco do Brasil e agora também via Caixa Econômica Federal, mas o produtor resiste em contrair dívidas, por puro medo de não conseguir pagar. "O produtor rural é um homem honesto e não é de dar calote", enaltece Salviano Ferraz.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »