24/04/2017 às 09h07min - Atualizada em 24/04/2017 às 09h07min

Alunos do Cefet Leopoldina constroem drone e participam de competição nacional

Fórmula Drone Sae Brasil é uma disputa educacional voltada a estudantes e professores do ensino profissional técnico de nível médio

Edição: João Gabriel B. Meneghite - FONTE: SAE BRASIL
Estudantes do Cefet, Unidade de Leopoldina, estão inscritos na Competição Fórmula Drone (Projeto Helidesign)  – iniciativa educacional da SAE BRASIL, voltada a estudantes e professores do ensino profissional técnico de nível médio. O objetivo é estimular a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia de sistemas aplicada à operação de aeronaves de asas rotativas tipo drone, através de aplicações práticas e da competição entre equipes.

As inscrições foram precedidas por um Programa de Treinamento e Capacitação de Professores, como previsto no Projeto, realizado de setembro e novembro do ano passado, nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

O Projeto conta com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Ensino Superior (CAPES) e tem 12 equipes inscritas, representando sete instituições de ensino dos Estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Das cinco unidades educacionais inscritas de Minas Gerais, uma é de Leopoldina, coordenada pelo professor Accacio Ferreira dos Santos Neto, com a participação de onze alunos:

1 - Douglas Rubim Sabino-Informática
2 - Felipe dos Anjos Rezende-Eletrotécnica
3 - Gabriel Costa Machado-Eletrotécnica
4 - Giovanna Siqueira Sardela Andrade-Mecânica
5 - Liliane Silva Ramalho-Eletrotécnica
6 - Lucas Alves Mello Pereira-Eletrotécnica
7 - Lucas de Moraes Simões-Eletrotécnica
8 - Lucas de Oliveira Machado-Eletrotécnica
9 - Luiz Müller Pimentel-Mecânica
10 - Milena de Paula Oliveira-Eletrotécnica
11 - Williawalax de Mattos Pio-Eletrotécnica

A meta original da organização do evento era assegurar 10 inscrições para a primeira edição da Competição, a ser realizada em abril de 2017, no campus sede da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), em Itajubá, Minas Gerais, no entanto 12 equipes realizaram suas inscrições.

Nomes das equipes, Instituição de ensino e Campus/Unidade

01 DronIFly - IF Sudeste MG - Juiz de Fora 
02 HeliBRA - IF SP- Bragança Paulista
03 Robótica Maracanã - CEFET RJ - Maracanã
04 Leopoldina - CEFET MG - Leopoldina
05 SkyBotz Drone Team - IF SP - Salto
06 SJBots - IF SP - São José dos Campos
07 Angry Bodes - CEFET RJ - Nova Iguaçu
08 CPIIBots - Colégio Pedro II - São Cristóvão
09 Optimus Drones - IF Norte de Minas - Montes Claros
10 CPIIDrones - Colégio Pedro II - São Cristóvão/RJ
11 Cefast Drones - CEFET MG - Campus I
12 Yellow Drones - Centro de Educ. Profissional (CEP) – Itajubá

Os alunos do Cefet de Leopoldina já desenvolveram o drone e estão cumprindo uma série de tarefas que constituem o desafio técnico da competição. O drone deverá seguir modelo padronizado, com características definidas em Regulamento e de valor acessível às equipes concorrentes. Os sistemas de bordo, desenvolvidos a partir de dispositivos e componentes eletrônicos disponíveis no mercado, deverão resultar do talento, capacidade criativa e dedicação de cada equipe.


Em entrevista ao jornal Leopoldinense, o professor Accacio comentou que a ideia surgiu junto com a proposta do Competição Fórmula Drone em 2016, com o propósito de formar uma equipe formada por alunos dos cursos integrados diurnos do CEFET (Leopoldina), dos cursos de Mecânica, Eletrotécnica e Informática.   Ele explicou que os membros da equipe de Leopoldina ficaram motivados a participar da competição, com desejo de aprender novas tecnologias e de trabalhar em equipe.

O Presidente da SAE BRASIL Frank Sowade disse que o Projeto Fórmula Drone SAE BRASIL segue à frente segundo seu planejamento original, inspirado em seus precedentes, Baja SAE, AeroDesign e Fórmula SAE. “Certamente terá o mesmo sucesso dos demais programas e cumprirá uma das principais missões da SAE BRASIL, a de contribuir para a formação de jovens profissionais diferenciados, em benefício da tecnologia da mobilidade em nosso País”, completou.

FONTE: SAE BRASIL

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »