22/05/2017 às 20h12min - Atualizada em 22/05/2017 às 20h12min

Roberto Simões fala sobre desafios e oportunidades da agricultura em evento da Embrapa

10ª Semana de Integração Tecnológica está sendo realizada em Sete Lagoas. (Foto: Aline Veloso)
Agricultura regional: desafios e oportunidades foi o tema da palestra do presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões, na 10ª Semana de Integração Tecnológica, promovida pela Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas. Ele falou sobre a diversidade da produção em Minas e a importância do setor para a economia do estado: “Fechamos 2016 representando 43% do PIB mineiro, 30% das exportações do estado e as cadeias do agronegócio foram responsáveis por mais de 20% dos empregos gerados em Minas”.
 
Para Roberto Simões, a agricultura é um setor promissor, tendo em vista a necessidade de aumentar a produção de alimentos em 40% para atender à demanda crescente da população mundial. E o Brasil, por suas características climáticas e de extensão territorial, terá papel fundamental para se chegar a esta meta estimada pela FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura).
 
Embora sejam inúmeras as oportunidades para o crescimento da agricultura em Minas, ainda existem vários entraves. A precariedade da infraestrutura, a burocracia para a liberação das licenças ambientais, a insegurança no campo, a necessidade de atualização das leis trabalhistas para o meio rural, a falta de dados concretos sobre o setor, com a realização do censo agropecuário 2017 e pesquisas mais focadas nas necessidades do homem do campo, são alguns deles.
 
Roberto Simões defendeu o investimento em DOC (Denominação de Origem Controlada) e o fomento das regiões mineiras e suas características, já que o agronegócio responde com rapidez e excelência aos investimentos que recebe, além de ser indutor de outros segmentos.
 
“Também necessitamos de mais ações governamentais, especialmente em acordos comerciais e marketing do agronegócio, proporcionando melhor internacionalização dos nossos produtos para garantirmos mais competitividade, em mais investimento nas empresas de pesquisa e assistência técnica. O fato é que precisamos continuar produzindo com confiança, seriedade, honestidade e respeito ao meio ambiente”, disse Roberto Simões
.
 
 
 
http://www.fazcom.com.br/faemg/newsletter/noticia/rodape.jpg

http://www.fazcom.com.br/faemg/newsletter/noticia/rodape.jpg


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »