24/05/2017 às 08h00min - Atualizada em 24/05/2017 às 08h00min

Indicação de Rogério Suino pedindo instalação da CEASA em Leopoldina é aprovada

A proposição baseia-se em dados que apontam a produção de 20 toneladas semanais de hortifrutigranjeiros no município de Leopoldina

Vereador Rogério Campos Machado(Foto João Gabriel Baia Meneghite)
Criar um centro de distribuição para produtores hortifrutigranjeiros de grande porte. Esse é o principal objeto da indicação nº 323/2017, de autoria do vereador Rogério Campos Machado, apresentada durante sessão ordinária da Câmara Municipal.

A proposição baseia-se em dados que apontam a produção de 20 toneladas semanais desses produtos no município de Leopoldina e que são comercializados em outros centros de distribuição em Juiz de Fora e Rio de Janeiro. Ao justificar sua iniciativa, o parlamentar argumentou que tal medida poderia reduzir os custos para os pequenos produtores que não mais arcariam com as despesas de transporte, pois a comercialização seria feita dentro do próprio município.

O vereador ressaltou que a cidade de Leopoldina está inserida dentro de uma região tradicionalmente agrícola, por isso acredita que a instalação da central (CEASA) irá fortalecer ainda mais esse mercado. Ele vislumbrou que comerciantes de outros municípios poderão negociar diretamente com os produtores locais, de forma mais organizada, beneficiando tanto quem vende como quem compra.

O texto da proposição aponta o Centro Social Urbano, no Bairro Bela Vista, como o local ideal para o funcionamento da CEASA, pois se trata de um espaço sem atividades, bastando apenas uma simples adequação. 
Durante a discussão da indicação, Elvécio de Souza Barbosa informou que há um empenho para que o Estado repasse o CSU para o município e frisou que uma área como aquela não pode ficar ociosa, enquanto jovens procuram marginalidade e cidadãos clamam por cursos profissionalizantes. O vereador aproveitou para sugerir a utilização de um galpão no bairro Quinta Residência que está abandonado e poderia ser utilizado para a instalação da CEASA.

Rosalvo Domiciano Flauzino comentou a situação do CSU que vem causado mal à população. Ele ponderou que medidas urgentes sejam tomadas para resgatar aquele espaço. A vereadora Kelvia Raquel lamentou a burocracia para utilização de um espaço público onde nada está acontecendo. Ela defendeu que os entes federados deveriam ter autonomia para utilizar o espaço em algum projeto que fosse de serventia para a população.

Em seguida, a proposição foi aprovada por unanimidade. 

Fonte: Arnaldo Spindola-Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »