28/05/2017 às 10h01min - Atualizada em 28/05/2017 às 10h01min

Fundação Cristiano Varella realiza atividades do movimento contra a crise na saúde

Hospital do Câncer de Muriaé realizou diversas atividades referentes à mobilização.

A Fundação Cristiano Varella aderiu ao movimento realizado pela Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais (Federassantas) contra a crise na saúde. Na sexta-feira, 26 de maio, pela manhã, o Hospital do Câncer de Muriaé realizou diversas atividades referentes à mobilização.

Por volta das 7h foi estendida uma faixa preta sobre parte do letreiro com o nome da Fundação Cristiano Varella (Bloco II), em sinal de luto. Esta faixa ficou no local até às 16h desta sexta-feira (26). Às 9h teve início distribuição de panfletos orientativos esclarecendo às pessoas que passavam pelo hospital do motivo da mobilização.

Em seguida, Sérgio Dias Henriques, diretor administrativo da Fundação Cristiano Varella concedeu entrevista à imprensa local falando sobre a importância desse movimento e porquê o Hospital do Câncer de Muriaé resolveu aderir a iniciativa, “apoiamos o manifesto na tentativa de somar forças em benefício dos pacientes assistidos pelo SUS-Sistema Único de Saúde”, declarou Sérgio e ainda completo, “precisamos fazer alguma coisa para tentar reverter essa situação”.

Na quinta-feira (25) todos os colaboradores que trabalham na Fundação Cristiano Varella receberam informações por e-mail sobre o movimento.



Vídeo

Um vídeo-arte, produzido pela Federassantas foi disponibilizado nesta quarta-feira (24) nas redes sociais (facebook e twitter) da Fundação Cristiano Varella. O vídeo traz informações sobre as dificuldades enfrentadas pelos hospitais filantrópicos e faz um apelo para participação social. Com o objetivo de oferecer ao cidadão comum, usuário dos SUS, informações para que ele possa entender o que se passa e ajudar na cobrança às autoridades competentes.

Crise na saúde

Os hospitais filantrópicos atendem prioritariamente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e dependem, em larga escala, dessa fonte de renda para se manter, porém, o repasse desses recursos não têm atendido às necessidades das instituições. Isso tem desencadeado uma deficiência na saúde financeira dos hospitais do estado de Minas Gerais.


 
Fonte: Fundação Cristiano Varella
 
 
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »