30/05/2017 às 09h01min - Atualizada em 30/05/2017 às 09h01min

Largo do Rosário passa por ampla reformulação e vai receber ‘Monumento ao Feijão Crú’

Região que deu início à formação da cidade no século XIX vai ganhar mais espaço, novo visual, academia ao ar livre, parque infantil e paisagismo.

Luiz Otávio Meneghite
O prefeito José Roberto com um antigo morador da região Gedeão Cortes de Resende.
Descrito pelos historiadores José Luiz Machado Rodrigues e Nilza Cantoni nas páginas do jornal Leopoldinense como o local onde surgiu o povoamento que deu origem à cidade de Leopoldina, o Largo do Rosário, a partir do qual saíam as ruas do Rosário (atual Rua Tiradentes), Direita (atual Rua Gabriel Magalhães) e Riachuelo (atual Rua Joaquim Ferreira Bri­to), que são os logradouros mais antigos da cidade, passa por ampla reformulação.

Local de trânsito obrigatório tanto para quem chega quanto para quem sai de Leopoldina em direção às BR’s 116 e 120 a área vem sendo sufocada pelo grande fluxo de veículos que circulam de forma desordenada atualmente. Agora, por ordem do prefeito José Roberto de Oliveira, todo o entorno da Matriz de Nossa Senhora do Rosário está ganhando obra de infraestrutura com dezenas de vagas de estacionamento e alargamento das vias de circulação, obedecendo a projeto de responsabilidade do engenheiro civil Antonio Sérgio Furtado Leite com a Supervisão do Secretário Municipal de Obras, engenheiro José Márcio Gonçalves Lima.

Em reunião com a equipe da Secretaria de Obras, o prefeito pediu empenho de todos para a execução do projeto de reestruturação do novo Largo do Rosário. A obra que está sendo executada pelos funcionários da Prefeitura utilizando recursos do IPTU, aos poucos vai definindo suas novas linhas de construção.

O Monumento à Lenda Feijão Crú

No ano de 2004, por ocasião das comemorações dos 150 anos de Leopoldina, o então prefeito José Roberto de Oliveira mandou erguer na confluência das avenidas Getúlio Vargas, Humberto de Alencar Castelo Branco e Jehú Pinto de Faria um monumento à "Lenda do Feijão Cru" formado por uma trempe, um caldeirão suspenso sobre base onde se pode ler, no bronze, o resumo da conhecida história dos desbravadores da região e seu feijão pagão.

O jornal Leopoldinense considerou muito boa a ideia do prefeito em erguer na época tal monumento que registra um momento histórico de Leopoldina.  Todavia, em recente matéria de opinião publicada na sua versão online, foi sugerido que o monumento seja transferido para a Praça do Rosário, local onde, de acordo com a história, nasceu a cidade de Leopoldina. A sugestão foi aceita pelo prefeito José Roberto de Oliveira e o Largo do Rosário vai receber o monumento que lembra a fundação de Leopoldina ganhando ali mais visibilidade podendo ser mais visitado por estudantes e turistas, do que em sua atual localização.

Em visita ao canteiro de obras, o prefeito recebeu cumprimentos pela intervenção feita na Praça do Rosário e conversou com várias pessoas como o marceneiro Gedeão Cortes de Resende, um dos mais antigos moradores da região do Rosário e na oportunidade falou ao jornal Leopoldinense:

“Queremos melhorar a vida de todos, tanto da comunidade local que usa este espaço com o lazer, como dos usuários da Igreja e os transeuntes que por ali trafegam. Além de ampliarmos a praça em frente à Igreja, vamos criar mais conforto e segurança para todos e com isso ampliar as vagas de estacionamento na região. Vamos instalar uma academia ao ar livre e também um parquinho infantil, para que as crianças ao acompanhar seus pais para a atividade física possam ter onde brincar, garantindo o seu espaço de recreação. Vamos melhorar a área de jardinagem e um monumento ao Rosário já existente numa das extremidades da praça será recuperado e a instalação do monumento à Lenda do Feijão Crú completará a obra”, informou o prefeito.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »