01/06/2017 às 09h15min - Atualizada em 01/06/2017 às 09h15min

Fernando Pimentel entrega reforma do Parque da Gameleira durante a abertura da Exposição Estadual Agropecuária

Foram realizadas ações como a pintura dos pavilhões, construção de banheiros com acessibilidade e melhoria nas condições gerais para realização de eventos

SEGOV - Governo de Minas - Central de Imprensa
Fotos: Veronica Manevy/Imprensa MG
O governador Fernando Pimentel entregou nesta quarta-feira (31/5), durante a cerimônia de abertura oficial da 57ª Exposição Estadual Agropecuária, as obras de reforma e revitalização dos pavilhões do Parque de Exposições Bolívar de Andrade, na Gameleira, em Belo Horizonte – o Parque da Gameleira. Foram investidos R$ 4,67 milhões nas intervenções, com recursos da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

Fernando Pimentel destacou a importância das obras para o parque, símbolo da força setor agropecuário em Minas Gerais. “É só a primeira etapa, porque ainda vamos fazer mais obras aqui no parque. Isso não é pouca coisa. Tem um simbolismo muito forte daquilo que eu acho, e nós todos aqui sabemos, que é governar. Eu me lembro que, em governos passados, chegou-se a cogitar a extinção do Parque da Gameleira, que seria desapropriado, que seria transformado em empreendimento imobiliário - uma coisa que não tem a ver com a nossa história e que, ao contrário, iria prejudicar a alavancagem de um setor que é importantíssimo para nós, que é o agropecuário”, afirmou.

O governador disse ainda que a conclusão das obras reforça que o Estado, mesmo diante da crise, tem buscado investir em setores estratégicos para a economia.  “No momento que nós estamos vivendo essa tragédia econômica, política e institucional no Brasil, Minas tem de dar o exemplo que nós estamos celebrando aqui hoje, de trabalho, união e serenidade. Minas Gerais está enfrentando a crise, os serviços públicos estão funcionando, nada aqui entrou em colapso. Vamos olhar no entorno. Os estados vizinhos, e eu falo com grande tristeza quando olho para o Rio de Janeiro, estão numa situação muito pior que a nossa, mas a crise é a mesma. Por que é que um se sai pior e o outro melhor? E eu vou dizer com orgulho de ser mineiro: porque Minas trabalha e tem serenidade para enfrentar as dificuldades. Juntos, vamos vencer a crise”, finalizou Pimentel.
 


Revitalização

Entre as melhorias realizadas no Parque da Gameleira, que este ano completa 79 anos de criação, estão a pintura dos pavilhões, a instalação de duas balanças para pesagem de animais em eventos, a construção de banheiros com acessibilidade, a impermeabilização das lajes da arquibancada e o isolamento acústico do Pavilhão Redondo, o que melhora as condições para realizar eventos.

O presidente do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Marcílio de Souza Magalhães, destacou que as intervenções eram reivindicações antigas e que, na pratica, vão gerar economia para as associações que fazem uso do espaço. “O espaço antigo não oferecia as condições adequadas. Em termos de benefício imediato, essa estrutura nos currais é o que vai gerar maior impacto para os eventos. Do ponto de vista da administração do parque, sem dúvida, a revitalização de toda a rede hidráulica e parte da rede elétrica também contribuem significativamente para a economia das próprias associações que se cotizam para pagar as despesas de água e energia do palco”, afirmou.

Para o secretário de Estado de Agricultura, Agropecuária e Abastecimento (Seapa), Pedro Leitão, o investimento e a realização das obras mostram a importância do setor para o governo de Minas Gerais e para os mineiros. “Gostaria de agradecer ao governador que sempre está prestigiando o setor, sempre tem demonstrado sensibilidade, abertura e entendimento da importância para Minas Gerais desse segmento que é um terço do Produto Interno Bruto (PIB) e emprega 2,5 milhões de pessoas, sendo o setor que mais cresce na economia. Não é exagero dizer que somos a locomotiva e o esteio que segura o telhado. Esse reconhecimento vem em atitudes, em ações”, afirmou. 

Durante a cerimônia, foi descerrada placa inaugural das obras e assinado decreto que institui a Comissão de Análise e Estudo de Eventos do Parque de Exposição Bolívar de Andrade. O governador também recebeu homenagens dos representes do setor agropecuário.

Também estiveram presentes os deputados Mário Henrique Caixa e Emidinho Madeira, os secretários de Estado de Governo, Odair Cunha, de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, de Cidades e Integração Regional, Carlos Murta, de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, Epaminondas Pires de Miranda, os presidentes da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões, e o da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, além de autoridades, prefeitos e representantes do setor agropecuário.
 


A exposição

Tradicional no calendário agropecuário mineiro, a Exposição Estadual Agropecuária atrai pecuaristas, produtores rurais, estudantes de áreas afins e o público em geral, incluindo muitas famílias. A expectativa é que, durante o evento, entre amanhã (1/6) e domingo (4/6), cerca de 50 mil pessoas passem pelo local. Essa é uma oportunidade de dar visibilidade ao setor, viabilizando negócios, promovendo a reciclagem de conhecimentos e aproximando os moradores da capital à vida no campo. Além de animais, a Exposição conta com produtos artesanais, alimentares como queijos, mel e café, e feira de flores.

A exposição é realizada pela Seapa em parceria com Faemg, Emater, Epamig e IMA, responsável pela gerência do parque e pela operacionalização da exposição.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »