09/06/2017 às 09h53min - Atualizada em 09/06/2017 às 09h53min

Mestre Betinho e a atleta Fernanda são recebidos na Câmara de Leopoldina

O professor reconheceu o apoio da Secretaria Municipal de Esportes, sem os qual, segundo ele, seria impossível participar das competições internacionais.

Mestre Betinho e os alunos que disputaram o Mundial na China pela Seleção Brasileira de Kung Fu.
Atendendo a convite do vereador Rogério Campos Machado, estiveram participando da sessão ordinária da Câmara Municipal, no dia 06 de junho, Roberto dos Santos de Oliveira, Professor de Kung Fu, e a atleta Fernanda Cruz Lima.

Em seu pronunciamento, Mestre Betinho, como o professor é conhecido, comentou sobre o início de sua carreira em Leopoldina e a busca por aperfeiçoamento fora do município. Disse que sua escola é credenciada junto à Federação Mineira de Kung Fu e que, em 2014, esteve participando de uma competição mundial na China com três atletas e conquistou duas medalhas.

O professor relatou também que, em 2015, participou do 1º Pan-americano de Kung Fu no Brasil, disputado em Santo André-SP, com cinco atletas e conquistou duas medalhas. Mestre Betinho comentou sobre a participação no Sul-americano na Argentina, no final do ano passado, com sete atletas que conseguiram trazer cinco medalhas.

O professor reconheceu o apoio da Prefeitura Municipal e da Secretaria Municipal de Esportes, sem os quais, segundo ele, seria impossível participar das competições internacionais. Afirmou que gosta de esporte e de trabalhar com crianças, mas não soube precisar o número de alunos que já passaram pelas suas mãos.

Ele aproveitou para desmistificar a ideia de que artes marciais incitam violência, ressaltando que a luta como esporte é um instrumento que educa pois a mensagem repassada aos alunos é de disciplina e educação.

A atleta Fernanda Cruz Lima relatou que começou a treinar em dezembro de 2010. Ela esclareceu que o ambiente da academia é familiar, que há outras mulheres e crianças que praticam Kung Fu sem sofrer nenhum tipo de desrespeito quanto à idade, peso ou sexo. Fernanda demonstrou orgulho ao informar que fez parte da equipe que esteve na China e enfatizou que procura incentivar outras mulheres a participar dos treinos na academia.


Mestre Betinho  e equipe na Muralha da China

Professor Roberto destacou que sua academia tem elevado o nome da cidade de Leopoldina e citou que, durante a competição mundial, levou a bandeira do município até a muralha da China. Ele anunciou que já tem atletas classificados para o Pan-americano na Costa Rica e também para o Mundial na China em novembro, mas frisou que ainda não confirmou participação.

Mestre Betinho reconheceu que a maior dificuldade é encontrar patrocínio para cumprir os compromissos com as competições. Ele citou as inúmeras dificuldades que enfrenta para participar dos torneios, sem oferecer aos atletas condições de conforto, mas ressaltou que, mesmo assim, tem conquistado inúmeras medalhas. Ele confirmou que, neste final de semana, estará participando do Campeonato Mineiro em São Sebastião do Paraíso, com uma delegação de 26 atletas.

Ao final, afirmou que se sente valorizado e que constata que muitas pessoas reconhecem o trabalho realizado. Em seguida, os vereadores se alternaram em pronunciamentos de reconhecimento ao professor Betinho e com sugestões para que seus atletas não deixem de participar das competições para as quais estão classificados.

 Fonte: Arnaldo Spindola-Câmara Municipal de Leopoldina
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »