25/06/2014 às 16h53min - Atualizada em 25/06/2014 às 16h53min

Filme O Menino no Espelho, estreou nesta quinta-feira em todo o Brasil

Filme realizado região de Cataguases teve cenas rodadas em Leopoldina

Nesta quinta-feira,19/06, estreou, em todo o Brasil, a adaptação para o cinema da obra literária do mineiro Fernando Sabino: "O menino no espelho", dirigido pelo também mineiro Guilherme Fiúza. No elenco, destaque para nomes como Matheus Solano, Regiane Alves e o garoto Lino Facioli, que vive o personagem Robin Arryn na série norte-americana 'Game of Thrones'.

Segundo o ator Mateus Solano, o Brasil investe muito pouco no cinema nacional e, por isso, as empresas patrocinadoras e as leis de incentivo são tão importantes para ajudar a fomentar essa arte. "Para agravar a situação, os cinemas de rua estão todos migrando para os shoppings, o que aumenta o poder de fogo dos filmes americanos, os chamados blockbusters", observa.

O ator também não esconde a satisfação por ter sido chamado para fazer parte da filmagem, exatamente na época em que tinha acabado de ser tornar pai. "Na infância, quando li o livro 'O menino no Espelho', sempre sonhei em ser o menino do filme e fui convidado justamente para fazer o papel de pai do garoto", destaca o ator. "O convite para a filmagem chegou a mim por intermédio da minha esposa (a atriz Paula Braun), que conhecia o Guilherme Fiúza, e foi muito bacana poder fazer parte dessa produção, que nos relembra os tempos de infância. Convido a toda família para assistir ao filme", complementa. 

Da literatura para o cinema

Filmado em Cataguases, ( e algumas cenas em Leopoldina) na região da Zona da Mata, o longa recria a infância romanceada de Fernando Sabino em uma cidade com ares modernos. Para reproduzir a cidade de Belo Horizonte do passado, o produtor André Carreira e o diretor Guilherme Fiúza Zenha visitaram locações e optaram por filmar no município, já que, para Fiúza, Belo Horizonte, mesmo sendo uma cidade jovem, não tem mais seu patrimônio arquitetônico preservado.

"Quando eu vim a Cataguases para um festival, me deparei com uma cidade moderna, mas também com um casario do início do século XX que nos atendia, um calçamento tombado pelo patrimônio histórico e uma arborização que lembrava em muito a BH daquela época. A escolha pela cidade foi natural", conta o diretor.

A atriz Regiane Alves diz que, por as filmagens terem sido feitas em Minas Gerais, havia uma energia especial. "O cenário, as roupas de época e os objetos de cena lembravam muito a infância, como a casa da tia e a casa da avó, e os atores infantis que participaram do filme são todos muito carinhosos. A caracterização dos personagens nos remontava a uma Belo Horizonte dos anos 30, o que nos facilitou ainda mais a 'entrar no personagem'. Por essa atmosfera especial, no fim da filmagem estávamos todos muito emocionados", conta a atriz. "O grande trunfo na direção dos atores mirins foi a parceria feita por Guilherme com a preparadora artística e corporal Laís Correa", completa Mateus Solano.  

Para adaptar 'O Menino no Espelho' ao cinema, o diretor Guilherme Fiúza conta que foi necessário fazer escolhas. "Por se tratar de um livro de contos, muito fragmentado, ele não continha um arco dramático, mas um grande personagem, com várias possibilidades e histórias que não necessariamente se conectam", explica. "Selecionamos os contos que nos interessavam e costuramos as histórias. Optamos por ter liberdade sobre a presença ou não de personagens para tentar manter o espírito daquele menino libertário do livro de Sabino", finaliza Fiúza.

O filme é patrocinado pela MGS, Petrobras, BNDES, Eletrobras, Energisa, Filme em Minas (Governo de Minas/Cemig), Banco BMG, Namisa, Tilibra e Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, com incentivo da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Estado de Minas Gerais e apoio do Programa Ibermedia, ANCINE, FSA e FINEP. Em Cataguases, conta com apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, do Instituto Fábrica do Futuro e do Instituto Cidade de Cataguases. A distribuição está a cargo da Downtown Filmes e da Paris Filmes.

Agência Minas


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »