25/08/2017 às 18h10min - Atualizada em 25/08/2017 às 18h10min

Leopoldina é destaque na Plenária Regional do Parlamento Jovem

Os estudantes de Leopoldina apresentaram quatro propostas que, após serem discutidas, foram aprovadas e serão apresentadas na Plenária Estadual, em Belo Horizonte.

Arnaldo Spindola (*)
A plenária regional aconteceu em Matias Barbosa, no último dia 18 de agosto.
Desenvolvido pela ALMG, por meio da Escola do Legislativo (ELE), em parceria com a PUC Minas e com Câmaras Municipais, o Parlamento Jovem de Minas 2017 chegou a sua Etapa Regional. Visando à formação política e cidadã de alunos dos ensinos médio e superior, o projeto propôs a discussão do tema “Educação Política nas Escolas”.

Sob a coordenação local de Luiz Celso Barbosa e Ludmilla Xavier Gomes, alunos de sete escolas participaram de oficinas sobre o tema, conheceram a realidade do município e compreenderam melhor a organização dos Poderes, especialmente do Legislativo, além da importância da participação popular no Parlamento.

No projeto, Leopoldina integra o Polo Zona da Mata 1, juntamente com Juiz de Fora, Matias Barbosa, Rio Preto, Santos Dumont, Olaria Carandaí e Madre de Deus. A plenária regional aconteceu em Matias Barbosa, no último dia 18, quando foram discutidas e votadas as propostas elaboradas por alunos de cada cidade.

Os estudantes de Leopoldina apresentaram quatro propostas que, após serem discutidas, foram aprovadas e serão apresentadas na Plenária Estadual, em Belo Horizonte. Os alunos leopoldinenses também conseguiram aprovar a sugestão do tema para a edição do Parlamento Jovem de 2018: saúde pública.


Os estudantes de Leopoldina apresentaram quatro propostas que, após serem discutidas, foram aprovadas

Nos dias 20, 21 e 22 de setembro, os representantes de Leopoldina estarão na capital mineira defendendo as seguintes propostas:

I – Inserir no currículo escolar, fundamental II e médio, a disciplina de sócio-política com matérias de Direito Eleitoral, Constitucional e do Consumidor, com uma aula semanal recreativa e tradicional, com professor docente na área. Tal medida visa, além do pensamento crítico, ao reconhecimento da política como premissa de uma vida cidadã;

II – Acrescentar projetos que tragam profissionais das mais diversas áreas de atuação para um debate sobre suas profissões, bem como: visitas guiadas por empresas locais para conhecer as atividades que são desenvolvidas nos comércios locais, e auxílio de um psicólogo para orientação vocacional;

III – Realizar convênio privado ou público com a Secretaria de Cultura para criar uma bolsa incentivo, onde os alunos que tenham sido convocados para uma equipe (dança, música, arte e esporte) de destaque maior, tenham oportunidade de desenvolver seu talento;

IV – Tornar obrigatório um psicólogo nas escolas com o objetivo de solucionar conflitos entre alunos, professores, funcionários e familiares. Também auxiliar nas questões psicológicas do aluno em relação a vestibulares, concursos e na sua orientação profissional. 

(*) Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Leopoldina

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »