15/09/2017 às 08h33min - Atualizada em 15/09/2017 às 08h33min

Leopoldina incluída no Mapa do Turismo de Minas Gerais

Aumento no número de municípios reforça desejo dos gestores em trabalhar com o turismo para desenvolver a economia, gerando emprego e renda

Foto: João Gabriel B. Meneghite
O mapa do turismo de Minas Gerais quase dobrou de tamanho. Em comparação ao ano passado, foram incluídos 276 municípios, passando de 279 para 555 cidades com vocação turística, entre elas Leopoldina. Ou seja, 65% do estado tem vocação turística e os gestores querem trabalhar o setor como forma de desenvolver a economia. O número de regiões turísticas também cresceu, passando de 40 para 48 regiões em 2017.

O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14) pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

“O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”, afirmou o ministro do turismo.

» Novo mapa do turismo brasileiro tem recorde em número de regiões

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

Categorização dos Municípios de Minas Gerais - De acordo com o novo mapa, 87 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais e oferecem melhor infraestrutura. Como exemplo, temos destinos como Belo Horizonte, Ouro Preto, Diamantina, Montes Claros, Juiz de Fora, Sabará, São João Del Rei, Tiradentes, Poços de Caldas, Pirapora e Uberlândia.

Os demais 468 municípios turísticos mineiros figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Cachoeira Poeira D'água, no distrito de Piacatuba

Represa Usina Mauricio em Piacatuba(Foto Vitor Lécio)

Catedral de São Sebastião

Vôo de Paraglider a partir do Morro do Cruzeiro, em Leopoldina-MG

Além do paraglider, visitantes praticam slackline.

No alto daquela serra existe uma infraestrutura de estacionamento, banheiros, praça de alimentação. 

Casa de Leitura Lya Botelho

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira

Festival de Viola e Gastronomia de Piacatuba

Museu da Eletricidade em Piacatuba

Museu 'Espaço dos Anjos'

Horto Florestal João Damasceno Portugal

Agora, com a chegada do 'Trem Turístico Rio-Minas'

Clique aqui e confira os municípios que fazem parte do Mapa do Turismo de Minas Gerais.

Fonte> Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »