13/11/2017 às 09h01min - Atualizada em 13/11/2017 às 09h01min

Empresa garante equipamentos modernos para transmitir com estabilidade e qualidade reuniões da Câmara

“A proposta é levar a Câmara até a casa do cidadão, mostrando o que o vereador está fazendo em prol da comunidade”.

No dia 1º de novembro, a Câmara Municipal de Leopoldina realizou licitação, modalidade Pregão Presencial, para contratação de pessoa jurídica para prestação de serviço de captação e transmissão (áudio e vídeo), ao vivo em tempo real, via internet, das sessões legislativas (sessões ordinárias, extraordinárias e audiências públicas, dentre outras a serem definidas pela Mesa Diretora), por meio de WEB TV através de canal no Youtube, gerenciado pela empresa contratada, vinculada ao sítio eletrônico/fanpage do Poder Legislativo.
 
No início da sessão, o pregoeiro Jefferson Medeiros Guerson solicitou ao Assessor Jurídico Dr. Emanuel Araújo de Azevedo Antunes que esclarecesse sobre a necessidade de conscientização por parte dos licitantes na fase de oferecimento de lances, visto que, no primeiro certame realizado com o mesmo objeto, foram apresentados lances verbais com valores irrisórios, demonstrando inviabilidade para execução do objeto.
 
Em seguida, após apresentação de documentos, foram credenciadas as seguintes empresas: Alan Willian de Souza de Oliveira, M7 Publicidade e Eventos Ltda-ME e Rodrigo Neto Rodrigues. Abertos os envelopes contendo as propostas, não houve indeferimento e as três empresas foram classificadas para a fase de lances com as seguintes propostas: Rodrigo Neto Rodrigues (R$900,00) M7 Publicidade e Eventos Ltda-ME (R$910,00) e Alan Willian de Souza de Oliveira (R$9.750,00).
 
Na fase de lances, foram realizadas sete rodadas, sendo que a empresa M7 Publicidade e Eventos Ltda-ME optou por não apresentar lances e manter sua proposta inicial. Ao final das rodadas, apurou-se o seguinte resultado: Alan Willian Souza de Oliveira (R$490,00) e Rodrigo Neto Rodrigues (R$500,00).
 
Após a classificação provisória dos participantes, passou-se à análise da documentação apresentada e o pregoeiro verificou que as empresas Alan Willian Souza de Oliveira e Rodrigo Neto Rodrigues não apresentaram Certidão Conjunta 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »