20/11/2017 às 09h03min - Atualizada em 20/11/2017 às 09h03min

Você é a favor do estacionamento próximo aos semáforos no centro da cidade?

Trabalhando na área central, um dos leitores descreve ao editor algumas cenas, que se repetem todos os dias, o dia todo, com agravamento aos sábados.

Edição: Luiz Otávio Meneghite
Estacionamento perpendicular embaixo do semáforo na Praça General Ozório (Foto: João Gabriel B. Meneghite)
Em comentários postados no facebook junto a matéria publicada pelo Jornal Leopoldinense Online e reproduzidas na edição 343, de 16 de novembro de 2017, do jornal impresso, alguns leitores chamaram a atenção para um problema no trânsito de Leopoldina que está contribuindo para retenção no fluxo de trânsito no centro da cidade tornando-o mais lento e consequentemente atrasando até o cumprimento de horários das linhas de ônibus urbanos, todas com itinerário naquela região.
 
O leitor Marcinho Dutra, dono de um movimentado escritório de contabilidade da cidade, acha que “deveriam proibir o estacionamento próximo aos semáforos. Será que as autoridades não veem que está criando um gargalo”?, indaga. Na sequência, o advogado e professor de direito Rodrigo Junqueira Reis Pimentel faz coro à manifestação de Marcinho: Isso é um absurdo!! Só em Leopoldina que existe isso, estacionamento debaixo do semáforo. O sinal verde e a pessoa travando o tráfego para manobrar. Não precisa ser nem engenheiro de trânsito para saber que isso está errado”, observa. 
 
Com a publicação da matéria na edição impressa, o leitor Ricardo Oliveira Fonseca aborda o editor e mostra o que acontece no cruzamento da Presidente Carlos na saída da Praça João XXIII e na Praça General Ozório em frente a um hotel, onde existem estacionamentos que contribuem para a formação de gargalos com a retenção do tráfego de veículos. Ricardo esclarece que trabalha ali perto e assiste a cenas que, segundo ele, se repetem todos os dias, o dia todo, com agravamento aos sábados.
 
Cena nº 1: “Um veículo parado no estacionamento perpendicular localizado em frente a uma loja de eletrodomésticos, manobra para sair quando o sinal está fechado e acaba colidindo na lateral de um veículo que já estava aguardando o sinal se abrir. Resultado: os dois condutores entram em discussão e o trânsito fica retido”.
 
Cena nº 2: “Um carro estacionado na esquina da Presidente Carlos Luz, junto a uma movimentada lanchonete, manobra para sair quando o sinal está fechado. Percebendo a intenção do motorista, o condutor do primeiro veículo na fila aguardando o sinal se abrir, sinaliza que pretende ocupar aquela vaga com uma manobra difícil que retém o trânsito. Quando ele acaba de estacionar, o sinal se fecha novamente para uma enorme fila de veículos que se formou”.
 
Cena nº 3: “Um carro parado estacionamento perpendicular em frente à um hotel na Praça General Ozório manobra para sair. Outro veículo que vinha da Cotegipe percebe e sinaliza que pretende ocupar aquela vaga. Apesar do sinal aberto, o trânsito fica retido aumentando a lentidão comum na Cotegipe”.
 
Cena nº 4: “Apesar do enorme espaço existente na Praça Félix Martins, as autoridades responsáveis insistem autorizar a realização de eventos diversos na Praça João XXIII contribuindo para tumultuar o trânsito da cidade. Não bastasse a realização da feira livre do produtor que fecha uma das pistas às quartas-feiras e sábados, recentemente fizeram um evento que provocou até a saída dos taxistas do ponto da rua Francisco Gama contribuindo para aumentar o gargalo debaixo do semáforo na General Ozório”.
 
Com a única intenção de contribuir para o debate público a respeito do assunto, uma vez que existem os que são favoráveis e se beneficiam do estacionamento junto aos semáforos, o jornal Leopoldinense disponibiliza aos seus leitores a seguinte enquete: 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »