07/08/2014 às 08h47min - Atualizada em 07/08/2014 às 08h47min

CISUM vai instalar aparelho de endoscopia digestiva

O aparelho de endoscopia digestiva que o CISUM vai levar para Leopoldina

O prefeito de Cataguases, José Cesar Samor, que também é presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde União da Mata - CISUM - e requereu via ofício ao hospital de Cataguases a devolução de um aparelho de endoscopia utilizado por aquele hospital para fazer atendimentos pelo SUS.

De acordo com o texto do ofício, aquele hospital utiliza, por meio de um contrato com o CISUM, um aparelho para exame de endoscopia digestiva em regime de cessão de uso. O consórcio de saúde, que inaugurou recentemente sua sede em Leopoldina, informa no ofício que está "implantando um ambulatório de gastroenterologia em sua sede própria e necessitará do referido equipamento para que possam ser realizados os exames de endoscopia para os todos os municípios consorciados", informa.

O documento cita uma das cláusulas do contrato para requerer a devolução do aparelho num prazo de "sessenta dias a contar a partir do recebimento deste ofício". Diz ainda o texto que o CISUM irá recolher o equipamento "para que possa ser instalado na sede do consórcio" e orienta aquele Hospital a fazer "as devidas adequações nas agendas futuras para que não sejam causados prejuízos para o Hospital".

O provedor do Hospital, José Eduardo Machado, recebeu a notícia com tranquilidade e resignação. "O aparelho é deles mesmo, podem retirá-lo quando quiserem", disse. Ele, no entanto, reconheceu que o equipamento fará falta ao mesmo tempo que explica como vem sendo utilizado. "Ele atende aos pacientes do SUS, por isso é muito usado, mas por outro lado dá prejuízo pra gente porque o SUS, como sabemos, paga muito pouco pelos exames", contou. José Eduardo disse que o Hospital estuda a possibilidade de adquirir outro aparelho de endoscopia digestiva. O equipamento foi levado ao hospital durante a gestão do então prefeito Willian Lobo de Almeida, informou o provedor.

 

Para refrescar a memória

Sede do CISUM é entregue em Leopoldina a usuários do SUS da região

O consórcio reúne 12 municípios, atende a uma população estimada de 180 mil pessoas e está sediado em Leopoldina desde o final de 2013

Foi inaugurada na noite de quinta-feira, 3/7/2014, em Leopoldina, a nova sede do CISUM – Consórcio Intermunicipal de Saúde União da Mata – entidade que tem como presidente o prefeito de Cataguases, José César Samor e como vice o prefeito de Leopoldina, José Roberto de Oliveira.

A entidade, que durante vários anos funcionou em Cataguases, teve sua sede transferida para Leopoldina ano passado por decisão de seus integrantes. O prédio é localizado na avenida dos Expedicionários, no bairro Bela Vista, também está todo equipado para a realização de diversos exames, conforme revelou Eliermes Teixeira de Almeida, Secretário Executivo do CISUM.  O atendimento oferecido pelo CISUM é totalmente gratuito.

Participaram da inauguração os prefeitos José Roberto de Oliveira (Leopoldina), José César Samor (Cataguases), Tarcília Rodrigues Fernandes (Itamarati de Minas), Fátima Guerra (Estrela Dalva) e João Silva (Laranjal), além das secretárias de saúde de Astolfo Dutra e Leopoldina, Luiza Marilac Rodrigues e Lúcia Helena Fernandes da Gama, entre outros convidados. O CISUM foi criado em 1995, em Além Paraíba, como associação privada sem fins lucrativos. Atualmente é formado por doze municípios e desde 2013 passou a ser uma associação pública adequando-se à legislação, conforme informou Eliermes Teixeira.

O prefeito de Leopoldina, José Roberto de Oliveira, disse que o prédio que agora abriga o CISUM foi construído para funcionar uma policlínica e nós o reformamos para receber o consórcio de saúde", explicou. Ele também revelou que além da obra, o prédio "foi totalmente equipado para prestar um atendimento de qualidade à população que utiliza o CISUM".  A partir de agora, o local vai realizar diversos exames como ultrassonografia, ecocardiograma com doppler colorido, eletroencefalograma, além de consultas com médicos especialistas em diversas áreas, informou Eliermes, acrescentando que "nove micro-ônibus completam a infraestrutura do CISUM fazendo o transporte dos pacientes".

O presidente do CISUM, José César Samor, em seu pronunciamento, destacou a importância do consórcio no atendimento à população de baixa renda. "Aqui é atender o pobre", ressaltou, dizendo em seguida ser esta a obrigação dos prefeitos para levar atendimento em saúde a todos com qualidade. Lúcia Gama, secretária municipal de saúde de Leopoldina, fez um reconhecimento público, ao dizer que "hoje, sem a participação de todas as cidades, nós não conseguiremos fazer nada na área de saúde". Já a prefeita de Itamarati de Minas, Tarcília Fernandes, disse que esta nova estrutura do CISUM "é um divisor de águas na sua história e significa um avanço muito importante no atendimento em saúde para a população".

Da Redação, com informações do Site do Marcelo Lopes, de Cataguases e fotos de Kalon Moraes


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »