12/12/2017 às 20h04min - Atualizada em 12/12/2017 às 20h04min

Vereador ‘Tião Três Cruzes’ sugere adoção de convênio entre Município e empresa de Equoterapia

Ele justificou que a Equoterapia é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como método terapêutico.

Edição> Luiz Otávio Meneghite
O Vereador Sebastião Geraldo Valentim (Tião Três Cruzes), do PC do B, protocolou na Câmara Municipal de Leopoldina, a Indicação nº 429/2017, que recebeu aprovação unânime de seus pares, na qual sugere ao Prefeito José Roberto de Oliveira e à Secretária Municipal de Saúde, Lúcia Helena Fernandes da Gama que estudem a possibilidade de firmar um convênio com o serviço de ‘Equoterapia no Autismo’, instalado recentemente em Leopoldina.

Segundo o parlamentar, o objetivo é atender as crianças autistas do município de Leopoldina, tendo em vista que os pacientes que necessitam desse tratamento atualmente, tem que se deslocar até Muriaé, o que causa certo transtorno aos seus familiares.

O Vereador justificou em sua Indicação que a Associação Nacional de Equoterapia (ANDE) define a técnica como um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação auxiliando no tratamento e na qualidade de vida de pessoas com deficiências e necessidades especiais.  A Equoterapia é reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina como método terapêutico, lembrou o parlamentar.

O Vereador disse ter informações de que os benefícios da equoterapia são inúmeros, contribuindo para o desenvolvimento da força e tônus muscular, melhorando as funções neurológicas e a postura, promovendo maior equilíbrio, percepção sensorial e memória do movimento praticado.

A proposta do Vereador prevê que o tratamento com a Equoterapia tenha encaminhamento médico, laudo de especialistas e disponibilidade financeira no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde.

De acordo com a justificativa da indicação, a equoterapia é imprescindível, pois para as pessoas com deficiência, o cavalo torna-se uma experiência nova e um desafio estimulante, pois não percebe que está praticando a reabilitação. O simples fato de poder estar junto à natureza, respirando ar puro, com liberdade, sentindo as passadas harmoniosas do animal que transmite sensações ao praticante, nunca antes experimentadas, traz benefícios à saúde.

A Equoterapia emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico. Esta atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio. A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem, ainda, novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima. (Fonte> Wikipédia)
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »