23/12/2017 às 17h21min - Atualizada em 23/12/2017 às 17h21min

Incra/MG disponibiliza créditos para estimular atividades produtivas de mulheres assentadas

O Incra/MG assinou contratos para assegurar R$1.292.000,200 a agricultores familiares de sete assentamentos do Norte de Minas e Vale do Jequitinhonha. A assinatura e entrega dos contratos com 176 famílias foram realizadas na última semana nos municípios de Jaíba e Jequitinhonha. 

Os agricultores beneficiados são dos assentamentos Canadá, Novo Horizonte, Poço da Vovó, Transval, Brejão, Franco Duarte e Campo Novo. Os recursos poderão ser sacados no Banco do Brasil para aplicação no que está previsto nos projetos produtivos elaborados. Em Jequitinhonha o dinheiro já está disponível, em Jaíba estará a partir de janeiro.

Entre as modalidades de crédito aplicados, destaca-se o Fomento Mulher. O recurso é destinado à implantação de projetos produtivos e de geração de renda sob a responsabilidade da assentada titular do lote. A modalidade é liberada em única parcela. 

O crédito permite, às famílias, aumentarem a produtividade em seus lotes e, por consequência, incrementarem sua renda. 

Valdilene Barbosa, a Leninha, vive no assentamento Transval, em Jequitinhonha (MG) com seu marido e quatro filhos. Com o dinheiro dos créditos pretende aprimorar sua criação de galinhas, construir uma pocilga e instalar irrigação para o plantio de hortaliças. “Quero passar a ter galinhas de corte e ovos para vender, usar nos bolos e roscas que já produzo para o programa de merenda escolar [PNAE]. Aí é a hora que vamos irrigar as hortaliças. O projeto é pequeno, mas suficiente para desenvolver. Para mim é muito bom”, constata a agricultora. 

Com os novos investimentos ela pretende aumentar a renda familiar em ao menos um salário mínimo e meio. “Com essa renda a mais posso melhorar minha casa e talvez até consiga colocar internet para as meninas”, planeja Leninha.



“É uma ação importante para as mulheres, porque muitas famílias já tiveram acesso a outros créditos, mas este disponibiliza R$ 3 mil específicos para as agricultoras investirem em atividades que elas planejam. Com a visão que elas têm, elas utilizam esse recurso para ampliar a renda familiar”, observa o superintendente regional do Incra em MG, Robson de Oliveira Fonzar. 

Ele destaca também o desconto de 80% para o pagamento em dia do crédito acessado. “Depois de um ano, a assentada devolve R$ 603 ao Incra, incluindo os juros de meio por cento ao ano”. 

Fonzar lembra, ainda, que a liberação de créditos pelo Incra movimenta as economias locais, uma vez que os agricultores aplicam os recursos no comércio de sua cidade e região. 

Além do Fomento Mulher também foram disponibilizados créditos na modalidade Semiárido, no valor de R$5 mil por família. Nem todas as famílias contrataram as duas modalidades

Assessoria de Comunicação do Incra em Minas Gerais - Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »