16/01/2018 às 18h29min - Atualizada em 16/01/2018 às 18h29min

Com dinheiro ou sem dinheiro eu brinco!!!

Por Luciano Baía Meneghite
Bão Igual Bosta é um dos blocos caricatos que não dependem de verbas oficiais e vai pra rua na terça-feira de carnaval
Não podemos ser alienados e ignorar a crise criada pelos golpistas no poder, mas será que Leopoldina economiza alguma coisa não promovendo o carnaval ?  Os hotéis da cidade irão lotar? Os postos de gasolina, bares, lanchonetes, restaurantes e ambulantes irão lucrar mais? As estamparias, confecções e o comércio em geral irão vender mais? O município vai arrecadar mais impostos? Nem é preciso falar mais da importância econômica do carnaval para as cidades que investem corretamente em turismo e cultura.  Só não vê quem não quer.  

Para o título desse texto me inspirei no enredo da Mangueira, que por sua vez foi inspirado na Marchinha “Eu Brinco” de autoria de Pedro Caetano e Claudionor Cruz, gravada por Francisco Alves em 1944. No Rio de Janeiro o prefeito Marcelo Crivella também cortou verbas do carnaval e o carnavalesco Leandro Vieira criou de forma oportuna e inteligente um enredo de protesto para a verde e rosa.

Orçamento da Cultura é pra ser investido em cultura, mas simples transferências sem critério de subvenções às agremiações também não é a solução.  Espertalhões estão por toda parte, inclusive em alguns blocos e escolas. Queremos uma Leopoldina mais estruturada para a festa, bem iluminada, bem decorada, com uma programação divulgada com antecedência. Para isso tem que haver real parceria com a Liga carnavalesca. Os verdadeiros carnavalescos não deveriam se humilhar atrás de migalhas. Quem faz o carnaval é o povo, não a vontade ou a má vontade de governos.  

Vamos sim fazer o carnaval. Seja em blocos caricatos, em batucadas nos bares, clubes ou mesmo em frente de casa. Vamos pra rua mostrar que nossa cultura e tradição são mais fortes que os que as querem matar.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »