31/01/2018 às 19h38min - Atualizada em 31/01/2018 às 19h38min

Confirmada febre amarela em homem que morreu no hospital de Leopoldina

Ele era morador de Santo Antônio do Aventureiro e foi levado inicialmente para hospital de Além Paraiba e depois para a Casa de Caridade Leopoldinense

Santo Antonio do Aventureiro
A Prefeitura de Santo Antônio do Aventureiro recebeu o laudo que confirmou que um homem, de 49 anos, morreu por causa de febre amarela. O óbito foi registrado no dia 22 de janeiro, na Casa de Caridade Leopoldinense, onde ele estava internado.
 
A Secretaria de Saúde informou que foi o primeiro caso confirmado na cidade; que não há outros suspeitos e que a vacinação do público-alvo ainda não imunizado continua em andamento.
 
Veja matéria relacionada no link abaixo:
 

Morto em Leopoldina com suspeita de febre amarela era de Santo Antônio do Aventureiro

De acordo com informações da Secretaria de Saúde de Santo Antônio do Aventureiro, o homem retornou à cidade em 31 de dezembro. No dia 8 de janeiro, ele começou a trabalhar em uma fazenda nas proximidades da divisa com o município de Mar de Espanha. Ele foi ao Centro Municipal de Saúde no dia 17 de janeiro, queixando-se de dor no corpo, febre, tonteira, cefaleia, náuseas e vômitos há alguns dias.
Por causa da suspeita de febre amarela, foi hidratado e encaminhado para internação no Hospital São Salvador, em Além Paraíba. No dia 19, ele foi transferido para Leopoldina para o serviço de diálise e avaliação medica com um infectologista e nefrologista. No entanto, na segunda-feira (22), o paciente não resistiu e morreu.

O caso divulgado não consta no Boletim Epidemiológico divulgado pelo Estado nesta terça (30), que apontou 36 mortes por febre amarela em Minas Gerais.

Febre amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos infestados.

Em área rural ou de floresta, os macacos são os principais hospedeiros e a transmissão ocorre pela picada dos mosquitos transmissores infectados Haemagogus e Sabethes. Nas cidades, a doença pode ser transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti. Não há transmissão direta de pessoa a pessoa.

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Fonte>G1 Zona da Mata
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »