28/02/2018 às 07h16min - Atualizada em 28/02/2018 às 07h16min

Secretário de Pimentel acusa Temer de tentar criar o caos em Minas

Odair Cunha, afirmou que o bloqueio de recursos de Minas Gerais foi entendido pelo governo do Estado como uma "intervenção financeira"

Minas 247
"Não se pode de maneira sorrateira bloquear recursos que significam investimento em saúde, educação e segurança pública", disse Cunha
O bloqueio de recursos de Minas Gerais foi entendido pelo governo do Estado como uma "intervenção financeira" do governo Michel Temer.

Em entrevista, o secretário de Planejamento de Minas, Odair Cunha, afirmou que, com a medida, o governo federal quer "o modelo do caos do Rio de Janeiro".

A administração do governador Fernando Pimentel (PT) se recusa a vender estatais para equilibrar as contas públicas e acusa a gestão Temer de "fechar o cerco" para isso.

"É um tratamento desrespeitoso, ilegal e irresponsável. O bloqueio demonstra a maneira irresponsável com que o governo Temer tem tratado o governo de Minas.

Porque R$ 6 bilhões significam o colapso total de todos os serviços em Minas Gerais. Se eles estão entendendo que o modelo do caos do Rio de Janeiro é o modelo ideal para o Brasil, é o que eles estão querendo com essa intervenção financeira.

O que estamos assistindo com essa medida deliberada e irresponsável do governo Temer é a um anúncio de um processo intervencionista, porque não se pode de maneira sorrateira bloquear recursos que significam investimento em saúde, educação e segurança pública", disse Cunha.

As informações são de reportagem de Carolina Linhares na Folha de S.Paulo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »