09/08/2014 às 17h31min - Atualizada em 09/08/2014 às 17h31min

Carne bovina é a preferida dos leitores

Carne mais consumida no Brasil e a terceira mais consumida do mundo a carne bovina é a preferida dos leitores que votaram na enquete do Jornal Leopoldinense. É fonte importante de proteína e deve fazer parte de uma dieta balanceada com os nutrientes dos demais grupos de alimentos. Tida, por muitos anos, como vilã dos problemas coronários, a carne "vermelha" vem sendo absolvida pela ciência ultimamente, pois, afinal, a carne bovina magra é similar à branca das aves (sem pele) e ao lombo suíno no que tange aos teores de colesterol e gordura. A carne bovina é um alimento com grandes quantidades e variedades de nutrientes, sendo riquíssima em substâncias fundamentais para o crescimento e desenvolvimento. É o alimento que contém a maior quantidade de ferro, sendo por isso muito importante na prevenção de anemia, principalmente nos grupos de risco, que incluem crianças, gestantes e idosos em geral. Além disso, é fundamental na formação do sangue e de algumas enzimas do sistema respiratório. Ainda, este alimento é rico em proteínas de alto valor biológico, essenciais para o crescimento de músculos, órgãos e tecidos em geral. O zinco, também encontrado em boa quantidade na carne bovina, é componente importantíssimo de muitas reações enzimáticas e participa do crescimento e funcionamento do sistema imunológico.

 

As vantagens da carne de peixe

Entretanto, se compararmos a carne de peixe, segunda colocada em nossa enquete, com a carne bovina ou suína, poderemos constatar grandes vantagens dos peixes em termos de qualidade, pois a carne de peixe é muito mais benéfica à saúde. Para começar, a maior parte das gorduras dos peixes é insaturada e, dependendo da espécie de peixe, a gordura pode representar somente 1% do peso da carne. A carne de peixe apresenta uma grande qualidade que nem sequer existe nas carnes vermelhas: a presença de um componente que é muito benéfico à saúde, conhecido como ômega 3. O ômega 3 é um ácido que ajuda a reduzir as taxas de colesterol, diminuindo a incidência de doenças cardiovasculares. Auxilia, também, na regeneração de células nervosas, influindo no combate à depressão e distúrbios do sono. Por atuar no sistema nervoso, o ômega 3 diminui o risco de desenvolvimento do Mal de Alzheimer, demência e cansaço mental.
Devemos levar em consideração que nem todos os peixes são iguais. Isto quer dizer que as características nutritivas variam dependendo do peixe. Podemos classificar os peixes, de uma maneira geral, em peixes de carne magra e de carne gorda. Os peixes de carne gorda são aqueles cuja gordura está dispersa por toda a carne, não sendo possível separa-la totalmente. Temos como exemplo de peixes de carne gorda o atum, salmão, sardinha, anchova e arenque, entre outros. Já os peixes de carne magra apresentam a gordura praticamente toda confinada ao fígado. Como exemplos de peixes de carne magra, temos o bacalhau, carpa, linguado, truta, tainha, robalo, etc. A carne de bacalhau, por exemplo, apresenta apenas 1% de gordura, porque o restante fica armazenado no fígado.

A verdade sobre a carne Suína                                

Para os que acham que carne suína é uma carne gorda, na verdade, há nada menos que 7 cortes de carne suína que têm menos gordura que o peito de frango sem pele. A carne suína atinge sua máxima suculência e sabor quando cozida deixando seu meio levemente rosado. A carne suína pode ficar seca quando cozida além do ponto – muito bem passada – portanto lembre-se, se você quer aproveitar sua carne suína suculenta e macia, menos é mais! Um pouco menos de tempo de cozimento significa muito mais suculência! Tente cozinhar a carne suína como você normalmente faria com a carne bovina. Muitas pessoas acreditam que a carne suína deve ser muito bem passada. Isto não é necessário quando se compra uma carne de qualidade e de boa procedência. O Brasil possui uma suinocultura moderna e tecnologicamente avançada, o que garante a qualidade da carne suína brasileira. Há cortes de carne suína que têm muito, muito pouca gordura, além disso, a carne suína é uma ótima fonte de nutrientes essenciais e combina brilhantemente com uma enorme variedade de sabores e formas de preparo.

Carnes exóticas

Em cidades do interior como Leopoldina não se encontra nos mercados as carnes consideradas exóticas e consequentemente poucos têm por aqui a oportunidade de experimentar e saborear carnes de animais como avestruz, capivara, faisão, jacaré e javali,  que são carnes diferenciadas, com sabor mais suave ou textura mais macia e perfumada. Infelizmente, só quem frequenta restaurantes e churrascarias de grandes cidades ou compra nos empórios que por aqui ainda não existem, podem  avaliar o quanto elas são saborosas.

A carne de frango

Curiosamente a última na preferência dos internautas que votaram na enquete, a carne de aves, com o frango em destaque, está mais presente nas mesas das famílias, até porque seu preço é bem mais baixo que as outras carnes. Isso pode explicar que as pessoas a consomem embora ela não seja a preferida, segundo a enquete.

Qual a sua carne preferida?

1º)Bovina

 42 votos

 

2º)Peixes

 23 votos

 

3º)Suina

 17 votos

 

4º)Exótica

14 votos

 

5º)Aves

11 votos

 

6º)Não como carne

06 votos

 

Total de votos: 112

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »