16/05/2018 às 10h18min - Atualizada em 16/05/2018 às 10h18min

Minas tem a meta de vacinar mais de 5 milhões de pessoas contra a gripe até 1º de junho

Dia D de Vacinação mobilizou os postos de saúde no sábado (12/5) em todo o estado. Índice de cobertura subiu, mas ainda está abaixo do esperado

Agência Minas
Objetivo é imunizar mais de 5 milhões de pessoas durante toda a campanha (Gil Leonardi Imprensa MG)
O Dia D de Vacinação Contra a Gripe, realizado no sábado (12/5), contribuiu para que a cobertura vacinal subisse de 37% para 43% em Minas Gerais. O objetivo é imunizar mais de 5 milhões de pessoas durante toda a campanha, que prossegue até 1º de junho.

A diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, Janaína Fonseca Almeida, explica que a vacinação é uma das principais estratégias de prevenção da gripe, protegendo contra três vírus diferente da influenza.

Segundo o coordenador de Vigilância Epidemiológica de Doenças e Agravos Transmissíveis, Gilmar Rodrigues, até o último sábado haviam sido notificados, em Minas Gerais, 473 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 292 (61,7%) com amostra coletada e processada.

Dos casos com amostras processadas, 7,5% (21/292) foram classificados como SRAG por Influenza e 16,8% (49 /292) como outros vírus respiratórios. Dos casos associados à Influenza, 86,4% (19/21) eram Influenza A e 9,1% (2/21) Influenza B.

“Com a chegada do período mais frio, a tendência é realmente aumentar os casos de gripe. A vacina protege as pessoas de complicações relacionadas à doença. Evita internações e mortes”, diz Gilmar Rodrigues.

Durante o Dia de D de vacinação contra a Gripe, no sábado, as salas de imunização das Unidades Básicas de Saúde (UBS) ficaram abertas em todo o estado para que as pessoas pudessem se vacinar. Como o índice de vacinação ainda se encontra abaixo do esperado, o Dia D é uma oportunidade para garantir acesso àquelas pessoas que ainda não puderam se vacinar.

Quem pode receber a vacina pelo SUS?

- Crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias);

- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
- Gestantes;

- Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto);

- Mulheres e homens com 60 anos ou mais;

- Trabalhadores de saúde;

- Povos indígenas;

- Pessoas privadas de liberdade;

- Portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais que comprometam a imunidade;

- Professores de escolas públicas ou privadas.

Outras informações estão disponíveis no hotsite: www.saude.mg.gov.br/gripe
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »