16/07/2018 às 15h10min - Atualizada em 16/07/2018 às 15h10min

Academia Leopoldinense de Letras e Artes empossa dois novos membros em 25 de julho

Na mesma ocasião será outorgado o título de sócio honorário ao Monsenhor Antonio José Chámel.

Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira
No próximo dia 25 de julho, quarta-feira, às 19h30min, no auditório do Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira,a Academia Leopoldinense de Letras e Artes dará posse a dois novos acadêmicos e outorgará um título de sócio honorário.

Quem são os novos integrantes da ALLA

A acadêmica Elizabeth A. Castro Mendonça Fontes, que ocupará a cadeira de número 30, é natural de Leopoldina e reside em Joinville, SC. Musicista, Bacharel em piano com licenciatura em música, especialista em Arte Educação e em Arte Terapia. Atuou como professora de educação musical, piano, flauta doce, violão e canto coral e também como flautista doce do Conjunto de Flautas Doces Compasso livre com quem gravou o CD “Sonoridades Doces para Sensibilidades Tranquilas”. É também escritora, autora dos livros infantis “História de uma Aquarela” (2013) e “Sobre os Jardins” (2014).

Participou de uma série de publicações compartilhadas com outros autores, entre elas, a antologia de contos e crônicas “Elas Contam”. Atualmente dedica-se à literatura e trabalhos de voluntariado com crianças. É membro honorário da ALASFS - Academia de Letras e Artes de São Francisco do Sul. Membro da Associação das Letras e da Confraria do Escritor, da cidade de Joinville. Escolheu Lia Salgado para patrona de sua cadeira.

O acadêmico Waldemar Pedro Antonio, que ocupará a cadeira de número 31, é natural de Leopoldina, onde reside atualmente. Graduado em Letras pela Universidade Gama Filho e com mestrado em Letras pela PUC Rio, foi professor da Doctum e da Fupac em campi Leopoldina. É colunista do jornal Leopoldinense, com as séries Cantinho Gramatical e Cantinho Musical. Escolheu o Mestre Vitalino para patrono de sua cadeira.



O sócio honorário Antônio José Chámel é natural de São Geraldo, MG. Fez os primeiros estudos em Visconde do Rio Branco e completou sua formação no Seminário de Mariana. Sua Ordenação Sacerdotal aconteceu em Leopoldina, no ano de 1956, onde reside desde então. Aqui foi Reitor do Seminário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, Chanceler da Cúria Diocesana, Vigário das Paróquias de Piacatuba e do Rosário, Capelão do Asilo Santo Antônio e Professor da Escola Estadual Professor Botelho Reis. É Juiz Auditor da Câmara Eclesiástica do Tribunal Diocesano de Juiz de Fora.

Fonte> Nilza Cantoni/Assessoria de Comunicação
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »