26/07/2018 às 16h58min - Atualizada em 26/07/2018 às 16h58min

Pastor Darci defende diálogo nas relações institucionais

Adotando um tom conciliatório, o Presidente do Legislativo disse acreditar que o diálogo ainda é a forma mais eficaz para se revolver determinadas situações

Vereador Pastor Darci José Portella, Presidente da Câmara Municipal de Leopoldina
A discussão e votação do Projeto de Lei nº 48/2018, que tinha o objetivo de autorizar a abertura de um crédito suplementar no orçamento municipal em 6%, ganharam grande repercussão, especialmente nas redes sociais. O projeto não foi aprovado na reunião extraordinária realizada no dia 16 de julho. 
 
Na avaliação do vereador Pastor Darci José Portella, atual Presidente do Legislativo, tratava-se de uma matéria polêmica, principalmente em um ano eleitoral. Como havia risco iminente de derrota do projeto, foram apresentadas propostas para que a suplementação fosse de 2% ou de 1%, porém não houve acordo. “Tentei contornar a situação conversando com os vereadores e sugeri, então, que a suplementação fosse de 1,5%. Infelizmente, a maioria dos companheiros não entendeu dessa forma e não aprovaram a minha sugestão, o que provocou a derrota do projeto de suplementação”, explicou Pastor Darci.
 
Adotando um tom conciliatório, o Presidente do Legislativo disse acreditar que o diálogo ainda é a forma mais eficaz para se revolver determinadas situações. “Atitudes de imposição, quebra de braço, ameaça e críticas a alguns vereadores não contribuem para a solução. Servem apenas para acirrar os ânimos e impedir um entendimento. Há momentos em que é preciso refletir, dar um passo atrás, esquecer as cores partidárias, agir com sabedoria e priorizar o interesse da população”, ponderou.
 
Pastor Darci salientou que seu objetivo era alcançar um consenso que fosse bom para ambas as partes. “Acredito que se fosse aprovado o índice de 1,5% na suplementação, o que equivale a cerca de 1 milhão e meio de reais, a prefeitura teria condições de utilizar adequadamente esses recursos”.
 
Defensor da democracia, Pastor Darci José Portella disse que, mesmo com posicionamentos divergentes, os vereadores preservam sempre o bem público. “Posso afirmar, com convicção, que os atuais vereadores têm marcado sua trajetória com muito trabalho, seriedade, integridade, transparência e respeito com o dinheiro público, com o compromisso principal de contribuir para que a cidade cresça e os anseios da população sejam alcançados e atendidos”, concluiu.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »