14/08/2014 às 17h45min - Atualizada em 14/08/2014 às 17h45min

Pimentel promete revolução tecnológica no governo de Minas

Candidato vai adotar o Orçamento Participativo Digital em todo o estado, por meio do qual o cidadão poderá escolher obras prioritárias em sua região pela internet

Fernando Pimentel quer levar a experiência do Orçamento Participativo Digital para todo o estado.

Belo Horizonte (14 de agosto) - O candidato a governador da coligação Minas Pra Você, Fernando Pimentel, afirmou ontem (13) que vai levar a experiência do Orçamento Participativo Digital de Belo Horizonte para todo o estado. 

O objetivo é priorizar e agilizar o atendimento às reivindicações da população. “Vamos fazer um governo novo em Minas Gerais. Um governo que vai usar os recursos da informática em favor do cidadão. Vamos dar um salto para o futuro, nos moldes do que fizemos com o OP Digital da Prefeitura no estado inteiro”, disse.

A afirmação foi feita durante caminhada na Praça Raul Soares, centro de Belo Horizonte, na manhã da última quarta-feira. 

Pimentel foi o responsável pela implantação do OP Digital quando era prefeito de Belo Horizonte. O candidato disse que seu governo terá um gabinete digital, que cuidará do desenvolvimento de um aplicativo para smartphone no qual os cidadãos poderão ter acesso à administração estadual.

“Hoje você pode, no seu telefone, localizar um táxi, fazer uma reserva de hotel, comprar uma passagem de avião, mas não pode falar com o governo do estado. Isso é uma falha grave que nós vamos corrigir. É perfeitamente possível, através de um aplicativo, saber se tem uma ambulância do Samu perto, se tem uma viatura da polícia militar perto. Basta usar os recursos da informática”, explicou.

A restauração da Praça Raul Soares foi a primeira obra aprovada pelo OP Digital durante sua gestão à frente da Prefeitura de Belo Horizonte. A intervenção, que teve início em 2007 e foi concluída em 2008, contou com um investimento de R$ 2,6 milhões para recuperar os jardins, as calçadas portuguesas e a fonte luminosa.

Segundo Pimentel, a primeira edição do OP Digital, em 2006, obteve mais de 500 mil votos. “E naquele tempo era mais difícil do que hoje, porque você não tinha tanto acesso à internet e o smartphone estava começando”, lembrou o ex-prefeito. Na época, o site do OP foi visitado por quase 200 mil internautas de 23 países.

A Prefeitura também implementou 152 centros de inclusão digital na cidade, para facilitar a participação da população no programa. No mesmo ano, foram eleitos nove empreendimentos pelo OP Digital voltados para diferentes regiões da cidade, no valor de R$ 20,2 milhões.

Além da reforma da Praça Raul Soares, foram escolhidos e implementados o Centro de Especialidades Médicas, o Parque Ecológico do Brejinho, o Complexo Esportivo Vale do Jatobá, a reforma do PAM Sagrada Família e a ligação das regiões Nordeste e Norte de Belo Horizonte.

Também fizeram parte do rol de obras do OP Digital o albergue na Regional Noroeste, o espaço cultural multiuso na Via 240 e o Parque Ecológico Telê Santana em Venda Nova. Todas as obras escolhidas pela população foram concluídas durante a gestão de Pimentel.

Assessoria de Imprensa do PT-MG


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »