28/11/2018 às 20h14min - Atualizada em 29/11/2018 às 08h34min

Pastor Darci cobra esclarecimentos sobre as cirurgias eletivas

O parlamentar ratificou seu posicionamento de buscar informações explicativas sobre a situação das cirurgias eletivas para esclarecer os cidadãos que reclamam a demora e relatam seus dramas pessoais.

A foto registra a devolução de recursos ao Executivo no valor de R$400.000,00 para serem aplicados na realização das cirurgias eletivas
O vereador Pastor Darci José Portella utilizou o expediente de oradores inscritos da Câmara Municipal para cobrar a realização das cirurgias eletivas que permanecem represadas no município. O pronunciamento aconteceu na reunião ordinária realizada no dia 20 de novembro de 2018.
 
O parlamentar lembrou que a Câmara, em atendimento à solicitação dos vereadores e do Prefeito Municipal, antecipou a devolução de recursos ao Executivo no valor de R$400.000,00 para serem aplicados na realização das cirurgias eletivas. Passados quase dois meses desde a devolução dos recursos, a situação de pacientes à espera de uma cirurgia continua inalterada. “As reclamações são constantes quanto à demora na realização dos procedimentos”, afirmou Pastor Darci.
 
O vereador frisou que ainda não recebeu uma explicação sobre o que está causando esse atraso. “A Câmara Municipal fez sua parte ao antecipar a devolução de recursos. A Prefeitura está com o dinheiro em caixa, mas as cirurgias não estão sendo realizadas conforme o combinado. É necessário que um esclarecimento público seja feito”, defendeu o parlamentar.
 
Neste sentido, Pastor Darci apresentou um requerimento solicitando que sejam convidados para comparecer na próxima reunião ordinária, a ser realizada no dia 03 de dezembro, os representantes da Casa de Caridade Leopoldinense e da Secretaria Municipal de Saúde para prestarem informações sobre o que está ocorrendo. Segundo o vereador, após aprovação unânime do requerimento, foram enviados convites ao Sr. Wolney Aguilar Silva – Administrador Financeiro, Dra. Hellen Bonin – Diretora Técnica e Lúcia Helena Fernandes da Gama – Secretária de Saúde. “Como agente fiscalizador, vamos cobrar um posicionamento definitivo em relação às cirurgias eletivas. Essa situação deve ser tratada com seriedade e respeito, principalmente porque há pessoas que estão enfermas, sofrendo à espera de um procedimento cirúrgico”, salientou Pastor Darci.
 
O Presidente do Legislativo enfatizou que vem desenvolvendo uma gestão séria e transparente, com um rígido controle dos gastos e utilização responsável dos recursos públicos. “Por isso foi possível economizar e devolver os recursos para a Prefeitura. Ao solicitar a antecipação, o Prefeito informou que utilizaria o dinheiro para as cirurgias eletivas. Então queremos saber por que as operações ainda não foram realizadas, visto que os recursos já estão na conta da Prefeitura”, frisou Pastor Darci.
 
Ele lembrou que o tema de cirurgias eletivas foi amplamente debatido na Câmara Municipal em pronunciamentos dos vereadores nas reuniões ordinárias e em audiência pública, além das reuniões realizadas com a Secretária de Saúde e com os representantes do hospital. Pastor Darci salientou que recebeu um ofício assinado pela Secretária Lúcia Gama informando que seriam realizadas 392 cirurgias em regime de mutirão, assim discriminadas: 104 colecistectomia (vesícula), 5 hernioplastia inguinal (bilateral), 35 hernioplastia inguinal/crural (unilateral), 54 hernioplastia umbilical e 194 facectomia com implante de L.I.O. (catarata).
 
O parlamentar ratificou seu posicionamento de buscar informações explicativas sobre a situação das cirurgias eletivas para esclarecer os cidadãos que reclamam a demora e relatam seus dramas pessoais. “Nosso objetivo é buscar a verdade para acabar com a disseminação de boatos e inverdades sobre o assunto. Enquanto isso, a população continua sofrendo à espera da cirurgia e sem saber quando o procedimento será realizado”, conclui Pastor Darci. 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »