23/02/2019 às 09h25min - Atualizada em 23/02/2019 às 09h25min

Centro Cultural recebe grande público para exibição de documentário sobre Imigrantes Italianos

Devido a capacidade limitada de 80 pessoas, o filme foi exibido em duas sessões, lotando o Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira nas duas apresentações.

Foi lançado oficialmente nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira, os primeiros episódios do documentário ‘Imigrantes Italianos – a trajetória dos colonos que viveram em Leopoldina’.

A produção é do Jornal Leopoldinense, com patrocínio da Energisa, Associação Comercial de Leopoldina, Hotel Minas Tower, Semar Assessoria Contábil, Fonte Supermercados, Colégio Equipe e apoio cultural da Secretaria Municipal de Cultura de Leopoldina e do site ‘cantoni.pro.br’.
 
Trata-se de uma série documental baseada nas pesquisas de Nilza Cantoni e José Luiz Machado Rodrigues, colunistas do periódico onde são publicados artigos sobre o tema há mais de 15 anos. 
 
Devido a capacidade limitada de 80 pessoas, o filme foi exibido em duas sessões, lotando o Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira nas duas apresentações.

Na solenidade, o diretor Luiz Otávio Meneghite, lembrou da ajuda que teve de amigos para a fundação do Jornal Leopoldinense, reverenciando a memória dos jornalista José Barroso Junqueira e de José do Carmo Machado Rodrigues, ambos falecidos.
 
Comentou sobre os desafios da empresa e investimentos em novos segmentos. Manter um jornal no interior é muito difícil e, mesmo assim, conseguimos ter uma regularidade, ou seja, o jornal nunca deixou de circular nesses quinze anos, apesar das adversidades financeiras inerentes ao setor”, comentou.
Recordou do período que a internet passava por grandes avanços no Brasil e, que em Leopoldina, existiam poucas informações na rede sobre o nosso município, até a criação de um site de notícias diárias no ano de 2009. “Isso com apenas um jornalista, um fotógrafo e um chargista, além da contribuição de membros de nossa família, amigos e colaboradores”, frisou.
 
Destacou os recentes trabalhos e experiências do Jornal Leopoldinense com a produção audiovisual, que, aos poucos, vem se intensificando. “É um setor novo para nós e, por isso, nos consideramos amadores e amamos o que fazemos. Há muita coisa para se aprender, mas, iniciamos os trabalhos e queremos ir além”, ponderou.
 
Agradeceu aos patrocinadores e apoiadores, que receberam um certificado, registrando o reconhecimento como incentivadores da cultura de nosso município. Também destacou os trabalhos de Nilza Cantoni e José Luiz Machado Rodrigues que, desde a fundação do jornal, mantém uma coluna com conteúdos voltados para a história de Leopoldina.


Jairo Seoldo, presidente da Associação Comercial de Leopoldina, instituição que organiza a Festa do Imigrante Italiano de Leopoldina.

José Luiz Machado Rodrigues e Nilza Cantoni, pesquisadores sobre a imigração italiana. 

Luiz Otávio Meneghite e João Gabriel Baía Meneghite homenageando José Luiz e Nilza.  (Foto: Kalon Moraes)

João Gabriel e Serginho França entregando certificado de agradecimento a Jairo Seoldo (Presidente da ACIL) e Victor Guilherme Pereira Fernandes (Hotel Minas Tower), instituições que apoiaram o documentário. (Foto: Kalon Moraes)

Pedro Augusto Machado Monteiro, da Semar Assessoria Contábil, também recebeu um certificado de reconhecimento e incentivo à cultura.

A Secretária de Cultura Jussara Thomas e a superintendente de cultura Amanda Almeida receberem o certificado de agradecimento pelo apoio logístico que permitiu o lançamento do documentário no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira.

Também foram mencionados os nomes de Eduardo Mantovani,  presidente da Energisa Minas Gerais, Rodrigo Baptista Ramos, diretor do Colégio Equipe, Júlio Antonio Carraro Mendonça e José Lindionor Rocha, do Fonte Supermercados, que, por motivos de agenda, não puderam estar presentes no evento.
 

 
O documentário
 
O historiador e genealogista José Luiz Machado Rodrigues (Luja), fala sobre os resultados dos estudos realizados em conjunto com Nilza Cantoni, explicando detalhes sobre a chegada dos imigrantes no Brasil e no município de Leopoldina, onde foi formada a Colônia Agrícola da Constança. 
 
Nestes primeiros episódios, o entrevistado relata como ocorreu a imigração, demonstrando a trajetória que os colonos tiveram até chegar em Leopoldina. Também são esclarecidos detalhes de locais onde funcionaram instituições, fazendas, colônias, lotes, entre outros.


 
Mais episódios poderão serão produzidos

O objetivo é produzir mais episódios sobre o tema, devido a extensão da pesquisa. Segundo João Gabriel Baía Meneghite, produtor do documentário, existe um vasto referencial bibliográfico de autoria dos pesquisadores Nilza e José Luiz, que poderão ser transformados em novos episódios. 

"Além disso, estamos mantendo contato com algumas famílias para ouvi-las e registrar as histórias de seus antepassados. Num primeiro momento, percebi que grande parte desconhece essas histórias e curiosidades dos seus avós e bisavós. Outros, porém, guardam na memória casos e costumes que podem enriquecer os próximos episódios do documentário. A Festa do Imigrante Italiano vai nos possibilitar estreitar contatos para as próximas entrevistas”, explicou.

Confira a Programação 2ª Festa do Imigrante Italiano de Leopoldina de 21 a 24 de fevereiro/2019 

23/02 SÁBADO:

19h - Apresentações Culturais Conservatório de Música Lia Salgado (Praça Félix Martins - Leopoldina/MG)
20h – Grupo de Dança Tarantolato de Juiz de Fora/MG (Praça Félix Martins - Leopoldina/MG)
21h - Roteiro gastronômico - comidas típicas (Restaurantes Credenciados)

 24/02 DOMINGO:
Jornada Caminho do Imigrante Italiano
“Igrejinha da Onça em Leopoldina até a praça de Tebas”
 
08h30 – Saída grupo de Caminhada
09h30 – Saída grupo de Bike
11h – Festival de Macarronada na praça de Tebas
11h – Exposição de Veículos Antigos na praça de Tebas

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »