31/08/2019 às 16h43min - Atualizada em 31/08/2019 às 16h43min

Cadê a luz?

Por Luciano Baía Meneghite

Não, não é sobre as trevas do governo Bolsonaro que vou falar. O caso é que uma modalidade de roubo curiosa passou a fazer parte da rotina em Leopoldina. O Furto de lâmpadas. Não é piada e muitos de vocês sabem disso. Já a história a seguir, não sei.

Era por volta das 19h.  De repentemente um grito da vizinha assustou todo o bairro.  Morreu alguém? Atropelaram? Estupraram? Perguntavam-se os moradores. Nada disso. Era o ladrão de lâmpadas que atacou novamente. Umas dez casas já tinham sido visitadas nas redondezas e quadradezas. Na verdade ninguém sabia se era um ou mais gatos.

Imediatamente uma romaria apareceu na porta da vizinha neurótica esperando sangue. Quando souberam do que se tratava se decepcionaram, mas pra não perder a viagem trataram de organizar uma vigília naquela noite. Ceição, a vizinha do lado tratou de fazer uns cinco litros de café pros justiceiros. Seu marido babão foi buscar o porrete. Outro magrinho pão com osso gritou: “hoje eu mato um!” 

Em tempos de internet e todo mundo afastado do convívio, tava até curioso os vizinhos todos na rua batendo papo e disputando pra ver quem contava mais mentira.

A famosa roliça do baby doll aproveitou pra desfilar e tinha até 171 vendendo rifa de alarme.
A madrugada foi chegando e nada. Era nítida a decepção da turma.  O dia amanhecia até que outro grito foi ouvido: “Peeegaaa!!! Tá lá oh!!!!”

E a jagunçada correu toda pra rua mais afastada e deserta do bairro.

Na varanda de uma casa, só viram um vulto de pé numa cadeira com uma lâmpada na mão e caíram de pau em cima.  Depois de uns dez minutos de couro comendo e gente catando cavaco e caco de lâmpada pra tudo que é lado é que resolveram saber quem era o “meliante”.

O dono da casa que saiu pra comprar pão chega com a cara amarrotada de sono e explica:

- Pérai gente! Esse aí é o eletricista que chamei pra mudar as luminárias pra um lugar mais alto.

Depois de deixarem o homem todo roxo, e mil desculpas, saíram um a um de fininho.

Ao voltarem para suas casas outra surpresa. Todas estavam sem lâmpadas.

Adivinha quem deu o alarme falso?
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »