05/09/2019 às 14h22min - Atualizada em 05/09/2019 às 14h22min

Aberta oficialmente a 31ª Feira da Paz de Leopoldina

Em seu discurso D. Elza Peres destacou a participação este ano de artesãos de Sergipe, no Nordeste Brasileiro.

João Gabriel B. Meneghite
Foi inaugurada na manhã desta quinta-feira, 5 de setembro de 2019, mais uma edição da tradicional Feira do Artesanato Mineiro de Leopoldina, conhecida como Feira da Paz. O evento é realizado no Parque de Exposições José Ribeiro dos Reis, no centro da cidade, reunindo artesãos de todo o país. Além disso, é incluída na programação atrações culturais e gastronômicas.

A solenidade de abertura teve a bênção do padre Marcelo Sérgio Barros, da Paróquia Nossa Senhora do Rosário e um discurso de Elza Gama Peres, presidente da APIL – Associação das Pioneiras de Leopoldina.

Ela comentou que neste ano a feira conta com 100 expositores de diversas regiões do Brasil. “Temos artesãos de Sergipe, lá do nordeste brasileiro. É sinal que a nossa feira está sendo conhecida bem longe daqui”. Explicou ainda que a organização decidiu inovar com uma espécie de festival de comida de boteco, servida nas tendas no centro do parque.

Programação
 
Na quinta-feira, 5 de setembro, às 22:00 horas, haverá show com o melhor do Sertanejo com Giuli Donofre e Banda. Já nesta sexta-feira, 6, com início às 22:00 horas, a música fica por conta do Pagode GSP com o Grupo Simpla. No sábado, 7 de setembro, também às 22:00 horas, o show é   com a Banda A Positivo. O encerramento no domingo, 8 de setembro, terá o tradicional almoço a partir do meio-dia com show de Dé e seu teclado e, para encerrar, a partir das 17:00 horas, uma tarde de Rock com TT Chong.

Um pouco de sua história

Fundada há 31 anos por um grupo de senhoras lideradas pela então primeira dama do município, a médica Dra. Maria Beatriz Neves Freire, a APIL- Associação das Pioneiras de Leopoldina, hoje é presidida pela senhora Elza Gama Peres, e tem em sua história a criação da Feira da Paz e Feira Regional de Artesanato que reúne anualmente expositores vindos de todas as partes do país, no Parque de Exposições José Ribeiro dos Reis.
A renda líquida arrecadada é direcionada para entidades beneficentes de Leopoldina. A APIL tem em seu histórico a construção do Bairro Serra Verde; várias doações para o hospital da Casa de Caridade Leopoldinense; Asilo Santo Antônio; cadeiras de rodas; colchões; reforma de casas; reforma de banheiros entre várias ações humanitárias.








Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »