18/09/2019 às 12h15min - Atualizada em 18/09/2019 às 12h15min

Esgoto a céu aberto continua gerando transtornos perto de escola.

A morosidade para resolver a situação também incomoda os alunos que passam próximo ao local.

João Gabriel B. Meneghite
Quem passa pela Rua Maria Castanheira, ao lado da Escola Estadual Luiz Salgado Lima, localizada no Conjunto Habitacional Maria Guimarães França, popularmente conhecida como Cohab Velha, sente um cheiro de esgoto insuportável saindo do bueiro.

Um morador da região informou que a incidência é recorrente e que a Prefeitura Municipal de Leopoldina, toda vez que é acionada, resolve parcialmente o problema, não o solucionando em definitivo.

“A princípio, obtive a informação existe um entupimento na rede de esgoto. Com a passagem obstruída, os resíduos estão sendo lançados na rede de água pluvial, que está funcionando como uma espécie de ladrão, já que as manilhas de esgotos estão bloqueadas”, informou um morador.

A morosidade para resolver a situação também incomoda os alunos que passam próximo ao local. O esgoto não tratado contém muitos transmissores de doenças e é um risco à saúde pública. Eles fazem um apelo aos órgãos de fiscalização como Câmara Municipal de Leopoldina e Ministério Público para que pressionem ao Executivo para uma solução definitiva do problema.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »