30/11/2019 às 11h03min - Atualizada em 30/11/2019 às 13h00min

Escola Pública de Leopoldina é a grande vencedora do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019

O projeto vencedor foi desenvolvido por estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental, da E. E. Luiz Salgado Lima com a orientação do professor Rodolfo Alves Pereira.

O professor Rodolfo Alves Pereira e sua esposa Cristiane Pereira na premiação em São Paulo
É de Leopoldina, Minas Gerais, o Prêmio Nacional de Educação Fiscal de 2019. O Estado e o Fisco estão em festa, principalmente os alunos, professores e a direção da Escola Estadual Luiz Salgado Lima que levou o primeiro lugar em noite concorrida, na sede da Afresp, em São Paulo no dia 28 de novembro de 2019.

O projeto vencedor foi desenvolvido por estudantes do 8º ano do Ensino Fundamental, da Escola Estadual Luiz Salgado Lima com a orientação do professor Rodolfo Alves Pereira, que representou a escola na noite de premiação.

O Projeto Estudo Sobre a História dos Tributos  a Importância dos Impostos para o Desenvolvimento Social na Contemporaneidade de Leopoldina, cidade da Zona da Mata mineira, foi o mais bem avaliado pela comissão julgadora do Prêmio Nacional de Educação Fiscal

A Secretária de Estado de Educação de Minas Gerais, Julia Sant'Anna, acompanhou a comitiva da AFFEMG composta pela Diretora-Presidente, Maria Aparecida Meloni Papá, o Diretor da Regional Mata, Astolfo Geraldo de Andrade, a Diretora Social, Rose Laura Lopes, o Diretor Finaceiro-Adjunto, Edir da Silva Martins, e a Diretora Social-Adjunto, Lenivanda Oliveira Miranda Barbosa, na solenidade. 

Os estudantes participam de inúmeras atividades envolvendo conceitos tributários. Aprendem acerca do destino das verbas públicas, comparam o imposto de renda entre o Brasil e demais países do mundo, crimes fiscais, casos de sonegação fiscal, medidas para evitar a sonegação, além de visita à Câmara dos Vereadores. Ao longo da execução do projeto, foram propostas atividades como exercícios, pesquisa, produção de texto, apresentação de trabalhos pelos alunos na sala de aula e debates sobre casos de corrupção, sonegação fiscal e mau uso das verbas públicas.


Os alunos da Escola Luiz Salgado Lima


Cidadania

A premiação conquistada pelos alunos reconhece, desde 2012, as melhores práticas de educação fiscal e estimula projetos que tratam da importância social dos tributos, da qualidade da aplicação dos recursos em benefício da sociedade www.premioeducacaofiscal.org.br

Esta oitava edição bateu recorde de participações com 331 trabalhos de todo o país (216 escolas, 85 instituições, 18 reportagens e 12 projetos de tecnologia).



Quem apoia 

O Prêmio conta o patrocínio do Banco de Brasília (BRB), do Sindifisco Nacional, da Unafisco Nacional, da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip), com a parceria da Secretarias da Receita Federal do Brasil, do Tesouro Nacional, da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), dos Ministérios da Economia e da Educação, dos Grupos Estaduais de Educação Fiscal (Gefes), da Brascom, entre outras.

A AFFEMG acreditou no potencial dessa turma desde o primeiro momento e parabeniza toda comunidade escolar pela criação deste trabalho tão importante!

Cerimônia do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019 acontece em São Paulo

Aliana Brito

Uma noite para celebrar o conhecimento acerca dos tributos, essenciais para um Estado eficiente e uma sociedade consciente de seus direitos e deveres. Assim aconteceu na noite da última quinta-feira (28), na Sede da Afresp, a cerimônia que sagrou os vencedores do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019.

Além dos 19 finalistas das categorias Escolas, Instituições, Imprensa e Tecnologia, diversas autoridades marcaram presença no evento.

A oitava edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal registrou recorde de inscrições, o que ratifica, mais uma vez, a importância dos tributos para a construção de uma sociedade mais justa. O Presidente da Afresp e Vice-presidente da Febrafite, além de anfitrião da noite e coordenador-geral do Prêmio, Rodrigo Keidel Spada, iniciou a celebração ressaltando que, para transformar o País, é preciso que haja uma consciência cidadã e para isso a educação fiscal é fator determinante. “A educação fiscal é um instrumento de transformação social. É através dela que é possível formar cidadãos. Em oito edições do Prêmio, a Febrafite reafirma o valor do conhecimento, da cidadania, da função social do tributo e, sobretudo, o valor da Educação”, afirmou Spada.

O Presidente da Febrafite, Juracy Soares, lembrou que a missão dos servidores públicos é, não apenas prestar serviços, mas oferecer um trabalho de excelência, com a dignidade e o respeito que a sociedade merece. “É gratificante ver uma ideia criada há oito anos ser abraçada por todas as entidades que participam hoje do Prêmio. Nossa missão é levar à sociedade brasileira a real noção de que é ela que financia todos os serviços públicos que demanda”. O presidente aproveitou a ocasião, ainda, para convidar os presentes a saudarem os professores com uma salva de palmas, profissionais essenciais na disseminação da educação fiscal.

Nas escolas do Brasil é importante que, além das disciplinas clássicas, cada vez mais seja possível transformar cada aluno em cidadão, o que deve ser feito através da educação fiscal, destacou a secretária de Educação de Minas Gerais, Julia Figueiredo Goytacaz Sant’anna. Ainda de acordo com Julia, os secretários de educação estão cada vez mais comprometidos com a melhoria da execução de gastos.
A edição deste ano apresentou uma nova categoria na disputa: tecnologia. O que, de acordo com o presidente executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo, é essencial, já que as tecnologias estão moldando a nossa sociedade. “Não há um País decente sem uma boa administração fiscal, sem a consciência fiscal de todos nós cidadãos. E não haverá um Brasil do futuro se a administração fiscal não usar intensivamente as tecnologias digitais em favor desse País. É um orgulho muito grande estar neste Prêmio, inaugurando a categoria Tecnologia”.

O evento contou com autoridades de diversos estados do País, entre elas o Secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles. Ele lembrou a importância da questão fiscal, uma vez que a educação fiscal é mais que educar a população, é entender o funcionamento do País e dos serviços prestados pelo Estado. “O imposto é uma contribuição de todos ao funcionamento da sociedade”, ressaltou o secretário.

Para o presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Antonio Roque Citadini, a missão dos profissionais que trabalham na fiscalização de tributos é informar bem a sociedade e projetos que trabalham com a educação fiscal são instrumentos para que a sociedade veja o que acontece nos Estados. Já para o Secretário de Estado de Fazenda do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Claudio de Carvalho, a importância da premiação se dá pelo estímulo à educação fiscal na criação da cidadania. “A educação fiscal traz a cidadania para termos mais condição de controlar e fiscalizar as boas práticas.

Precisamos ensinar nossa população a necessidade e a importância do pagamento correto do pagamento dos impostos, assim como também ensinar o tratamento e o acompanhamento da despesa pública, do bom gasto público, do bom investimento em educação, saúde e segurança pública”. Também presente à cerimônia, o Deputado Federal General Peternelli (PSL) se disse emocionado ao retornar à Afresp. “Meu pai era fiscal de rendas do Estado de São Paulo, o que me orgulha. É importantíssima a participação de todos nós no contexto fiscal. Participar desse Prêmio é fundamental para desenvolver os aspectos fiscais tão importantes para nosso País”,finalizou.

Os representantes das associações filiadas à Febrafite também compareceram à cerimônia. Marcaram presença o Presidente da Affego, Wilmar Pinheiro; aPresidente da Afites, Maria Teresa de Siqueira Lima; o Presidente da Asfepa, Geraldo Nogueira; a Presidente da Affemg, Maria Aparecida Neto Lacerda e Meloni; o Diretor da Afisvec, Paulo Guaragna; a Presidente da Asfeb, Cleudes Cerqueira, o Presidente da Audifisco, Jorge Couto; a Diretora da Aafeam, Jeroniza Albuquerque; o Presidente do Conselho da Afresp, Luiz Carlos Toloi Junior; o Diretor do Iaf/Paraná, Cleto Tamanini; o Vice-presidente da Aafit, Rubens Roriz; o Presidente da Asfarn, Jose Ribamar Pinto; o Presidente da Aaffepi, Jose Caetano Mello Junior; a Presidente da filiada Afrafep, Elaine Carvalho; o Presidente da Unafisco Nacional, Mauro Silva; o Presidente do Iaf/Bahia, Marcos Carneiro e o Coordenador do grupo de educação fiscal do Confaz, Luiz Zanon.

A oitava edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019 bateu recorde de participações, com inscrições de 331 trabalhos de todo o País. A qualidade dos projetos apresentados pode ser medida pela dificuldade da comissão julgadora na hora de escolher os vencedores. Com o alto nível dos trabalhos foi necessário, e recompensador para a organização, premiar dois vencedores para o 2º lugar, nas categorias Escolas e Tecnologia.

Confira quem foram os vencedores da edição:

Categoria Escolas:
1º lugar: Escola Estadual Luiz Salgado Lima - Leopoldina (MG)
2º lugar: EMEI João Franciscatto - Santa Maria (RS)
2º lugar: Escola Municipal de Ensino Fundamental Pão dos Pobres Santo Antônio - Santa Maria (RS)
3º lugar: Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental Drª Maria Amália Queiroz de Souza - Santarém (PA)

Categoria Instituições:
1º lugar: Universidade Estadual de Maringá (UEM) Maringá (PR)
2º lugar: Prefeitura Municipal e Secretaria de Finanças de Horizonte - Horizonte (CE)
 
Categoria Imprensa:
1º lugar: Priscila Palma Stadler Corrêa - Rede Paranaense de Comunicação – RPC Maringá (Afiliada Globo no Paraná)
2º lugar: Aline de Oliveira Lima - TV Verdes Mares (Afiliada Globo no Ceará)

Categoria Tecnologia:
1º lugar: Game Brewers – Citizen Adventure – Bruno Dias – São Paulo (SP)
2º lugar: Tribunal de Contas do Estado de São Paulo – São Paulo (SP)
2º lugar: Centro universitário de João Pessoa (UNIPÊ) – João Pessoa (PB)

 




Presente o  Secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles.

A cerimônia foi realizada na Sede da Afresp


Fonte>AFFEMG – Associação dos Funcionários Fiscais do Estado de Minas Gerais
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »